Análise energética e do teor de gorduras de produtos alimentícios ofertados ao público infantil

Caroline Gomes da Silva, Patrícia Chiconatto, Simone Carla Benincá, Vania Schmitt

Resumo


Para reduzir os índices de excesso de peso e obesidade, é necessária a moderação no consumo de alimentos industrializados, os quais costumam agradar o paladar das crianças. Geralmente esses alimentos apresentam elevado teor de açucares, gorduras, sódio, e deficiências de nutrientes essenciais. Visando aumentar o consumo desses produtos, as embalagens e propagandas são muito atrativas. O objetivo da pesquisa foi verificar a quantidade energética, de gorduras totais, gorduras saturadas e gorduras trans de alimentos consumidos pelo público infantil, bem como, verificar sua adequação com as recomendações diárias de consumo para crianças de 4 a 8 anos. Foram avaliados rótulos de três marcas diferentes, totalizando 15 produtos dentre eles: bebidas lácteas sabor chocolate, empanado de frango, biscoito recheado chocolate, chocolate ao leite e salgadinho. Entre os produtos avaliados o empanado de frango, foi o que apresentou percentual mais elevado de adequação em relação a recomendação de calorias, gorduras totais e saturadas. Em relação às gorduras trans apenas duas marcas de empanado e uma marca de biscoito recheado sabor chocolate apresentou valor na porção. Conclui-se que a maioria dos produtos analisados apresentaram valor energético elevado e excesso de gorduras, o que pode ser um fator desencadeante da obesidade e demais doenças crônicas em crianças.


Palavras-chave


Alimentos; Obesidade infantil; Rotulagem nutricional; Gorduras

Texto completo:

PDF

Referências


-Almeida, S.S.; Nascimento, P.C.B.D.; Quaioti, T.C.B. Quantidade e qualidade de produtos alimentícios anunciados na televisão brasileira. Revista de Saúde Pública. Vol. 36. 2002. p. 353-355.

-ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metebólica. Mapa da obesidade. 2018. Disponível em: . Acesso em: 02/07/2018.

-Brasil. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Manual de orientação aos consumidores: Educação para o Consumo Saudável. Brasília. 2008.

-Brasil. Anvisa. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. RDC nº 360, de 23 de dezembro de 2003. Dispõe sobre o regulamento técnico sobre rotulagem nutricional de alimentos embalados. Diário Oficial da União. 2003.

-Brasil. Ministério da Saúde. Guia Alimentar para a População Brasileira. 2014.

-Brasil. Ministério da Educação. Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Caderno de Materiais Técnicos do PNAE. 2010. Disponível em: . Acesso em: 18/11/2018.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde. Vigitel Brasil 2017: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2017. Brasília. Ministério da Saúde. 2018.

-Carvalho, C.A.; Fonsêca, P.C.A.; Priore, S.E.; Franceschini, S.C.C.; Novaes, J.F. Consumo alimentar e adequação nutricional em crianças brasileiras: revisão sistemática. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 33. Num. 2. 2015. p. 211-221.

-Dumke, E.; Schalemberguer, J.T.S.; Benedetti, F.J. Consumo e análise de gorduras totais de alimentos ultraprocessados ingeridos por pré-escolares. Revista Disciplinarum Scientia. Vol. 16. Num. 1. 2015. p. 89-99.

-Hissanaga, V.M.; Proença, R.P.C; Block, J.M. Ácidos graxos trans em produtos alimentícios brasileiros: uma revisão sobre aspectos relacionados à saúde e a rotulagem nutricional. Revista de Nutrição. Vol. 25. 2012. p. 517-553.

-IOM, Institute of Medicine. Dietary reference intakes for energy, carbohydrate, fiber, fat, fatty acids, cholesterol, protein, and amino acids. Washington (DC). National Academy Press. 2005.

-Lago. L.C. Análise do valor nutricional de alimentos industrializados destinados ao público infantil e seu possível impacto na saúde das crianças. TCC de Especialização em Gastronomia e segurança alimentar. Brasília. Universidade de Brasília. 2004.

-Machado, T.B.; Weber, M.L. Análise do teor de gorduras em alimentos industrializados consumidos pelo público infantil. Revista Life Style. Vol. 3. Num. 2. 2016. p.44-58.

-Marchioni, D.M.L.; Mendes, A.; Gorgulho, B.; Stella, R.H.; Fisberg, R.M. Densidade energética da dieta e fatores associados: como está a população de São Paulo?. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Vol. 56. Num. 9. 2012. p. 638-645.

-OPAS. Organização Pan-Americana da Saúde. Alimentos e bebidas ultra processados na América Latina: tendências, impacto sobre a obesidade e implicações para as políticas públicas. Brasília-DF. OPAS. 2018. 60p.

-Santos, R.D.; Gagliardi, A.C.M.; Xavier, H.T.; Magnoni, C.D.; Cassani, R.; Lottenberg, A.M.P. et al. Sociedade Brasileira de Cardiologia. I Diretriz sobre o consumo de Gorduras e Saúde Cardiovascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 100. Num. 1. Supl. 3. 2013. p.1-40.

-Silva, V.A.; Sousa, I.F.; Silva, L.L.; Garcia, A.F.C.; Loreto, M.D.S. Análise comparativa entre o consumo infantil de alimentos industrializados e a renda familiar na cidade de Ponte Nova-MG. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Viçosa. Viçosa. 2009.

-Silva, J.A. Análise de produtos alimentícios ofertados à população infantil: tipo de processamento e presença de aditivos químicos. Monografia de Graduação. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. 2016.

-Teixeira, G.L.S.B.; Farias, D.M.A.; Macário, Y.C.; Silva, A.N.; Vieira, R.S.; Nascimento, J.S. Teores de Sódio, Açúcares e Lipídeos de Alimentos Infantis Comercializados no Município de Caruaru-PE. Revista Eletrônica da Estácio Recife. Vol. 1. Num. 1. 2015. p. 1-10.

-Teixeira, S.M.; Chiconatto, P.; Mazur, C.E.; Schmitt, V. Alimentos consumidos por crianças em idade escolar: análise das tabelas nutricionais. RBONE-Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol.11. Num. 67. 2017. p. 531-540. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui