Prevalência de excesso de peso em adolescentes de escolas quilombolas e os fatores associados

  • Sarah Karolina Mendonça Lamarão Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá-AP, Brasil.
  • Álvaro Adolfo Duarte Alberto Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá-AP, Brasil.
  • Andreia Pinheiro de Carvalho Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá-AP, Brasil.
  • Diego Felipe de Oliveira Assis Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá-AP, Brasil.
  • Dirley Cardoso Moreira Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), Macapá-AP, Brasil.
Palavras-chave: Adolescência, Saúde escolar, Sobrepeso, Obesidade, Quilombola

Resumo

O excesso de peso em adolescentes quase triplicou nos últimos dez anos, oferecendo risco para o desenvolvimento de doenças não transmissíveis ao longo da vida. Objetivo: Identificar fatores de risco associados ao excesso de peso em adolescentes de escolas quilombolas de Macapá-AP, Brasil. Métodos: A amostra foi constituída por 306 adolescentes escolares de 10 a 19 anos de idade e de ambos os sexos. O excesso de peso (variável dependente) foi obtido através do IMC utilizando-se a fórmula Peso (kg)/altura(m)2 e considerando como desfecho os adolescentes que apresentaram percentil >85.  Os fatores associados (variáveis independentes) ao excesso de peso foram obtidos através de um questionário com informações sobre características sociodemográficas e econômicas; características comportamentais e familiares e; características de hábitos alimentares. A análise estatística foi realizada pelo teste de qui-quadrado e regressão logística, com erro amostral de 5% e índice de confiança de 95% para determinar possíveis associações entre as variáveis.  Resultados: Identificou-se prevalência de 19,3% (IC: 95%) para o excesso de peso, e associação deste com ingestão de bebidas alcoólicas (p=0,03), comportamento inativo fisicamente (p=0,01), número de moradores por domicílio (p=0,03) e fazer dietas da moda (p=0,01). Conclusões: Os resultados demonstraram que a prevalência de excesso de peso foi elevada. Adolescentes de ambos os sexos com estilo de vida pouco saudável se mostraram mais expostos ao excesso de peso corporal. Portanto, há necessidade de investigar outros fatores associados ao excesso de peso em comunidades tradicionais, em especial adolescentes, para que se identifiquem outras variáveis de associação.

Referências

-Alberto, A. A. D.; Figueira Júnior, A. J. F. Prevalência de inatividade física em adolescentes e sua associação com variáveis socioculturais. Pensar a Prática. Goiania. Vol. 19. Num. 4. 2016.

-Antonogeorgos, G.; Priftis, K. N. Papadimitriou, A. Panagiotakos, D. B, Nikolaidou, P. Physical Activity Patterns and Obesity Status Among 10-to 12-Year-Old Adolescents Living in Athens, Greece. Journal of physical activity & health. Birmingham. Vol. 7. Num. 5. 2010.

-Associação Brasileira para Estudos da Obesidade e Síndrome Metabólica. Diretrizes brasileiras de obesidade 2016/ABESO. 4.ed. São Paulo. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. 2016. p.188.

-Barbetta, P. Estatística aplicada às ciências sociais. 9ª edição. Florianopolis. Universidade Federal de Santa catarina. 2014.

-Bastos, F.; Reis, V. M.; Aranha, A. C.; Garrido, N. D. Relação entre atividade física e desportiva, níveis de IMC, percepções de sucesso e rendimento escolar. Motricidade. Vol. 11. Num. 3. 2015. p. 41-58.

-Benedet, J.; Assis, M. A. A.; Calvo, M. C. M.; Andrade, D. F. Excesso de peso em adolescentes: explorando potenciais fatores de risco. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol.31. Num. 2. 2013. p. 172-181.

-Bloch, K.V.; Klein, C. H.; Szklo, M.; Kuschinir, M. C.; Abreu, G. A.; Barufaldi, L. A.; Veiga, G. V.; Schaan, B.; Silva, L. N. ERICA: prevalências de hipertensão e obesidade em adolescentes brasileiros. Revista de saúde pública. São Paulo. Vol. 50. 2016.

-Bruscato, N. M.; Pitrez Filho, M. S.; Romor, L.T.V.; Hauschild, J. A.; Baldisserotto, M. Sanseverino, R.; Gervini, G.; Lago, P.; Santana, J. C.; Moriguchi, E. A prevalência de obesidade na infância e adolescência é maior em escolas públicas no sul do Brasil. [s.l.]: Nutrición clínica y dietética hospitalaria. Vol. 36. Num. 4. 2016. p. 59-64.

-Carvalho, K. C. M.; Pinto, A. A.; Barbosa, R. M. S. P.; Nahas, M. V.; Amaral, S. M. Prevalência de excesso de peso e fatores associados em adolescentes de Parintins-AM. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol. 30. Num. 2. 2012. p. 217-222.

-Castro, J. A. C.; Nunes, H. E. G.; Silva, D. A. S. Prevalência de obesidade abdominal em adolescentes: associação entre fatores sociodemográficos e estilo de vida. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol. 34. Num. 3. 2016. p. 343-351.

-Ferreira, C. B.; Ferreira, A. P.; Rodrigues Junior, E.; Oliveira, C. E.; França, N. M. Sobrepeso e obesidade em crianças de escolas públicas de Taguatinga, Distrito Federal. Educação Física em Revista. Brasília. Vol. 8. Num. 1. 2014.

-Guedes, D. P.; Miranda Neto, J. T.; Almeida, M. J. R. M. Impacto de fatores sociodemográficos e comportamentais na prevalência de sobrepeso e obesidade de escolares. Revista Brasileira de Cineatropometria e Desempenho Humano. Florianopólis. Vol. 12. Num. 4. 2010. p. 221-231.

-Guimarães, R. F.; Langer, R. D. Guerra-junior, G. Gonçalves, E. M. Efetividade de programas de intervenção escolar para reduzir fatores de risco à saúde em adolescentes: uma revisão sistemática. Revista Brasilieira de Cineantropometria e Desenvolvimento Humano. Florianópolis. Vol. 17. Num.4. 2015. p. 485-495.

-Intituto Brasileiro de Geografia e Estatísitca. Pesquisa de Orçamentos Familiares - POF. Antropometria e Estado Nutricional, de crianças, Adolescentes e Adultos no Brasil. Rio de Janeiro. IBGE. 2010.

-Hallal, P. C.; Andersen, L.B.; Bull F.C.; Guthold, R.; Haskell, W. Ekelund, U.Grupo de trabalho da série da atividade física de Lancet. Global physical activity levels: surveillance progress, pitfalls, and prospects. Lancet. Reino Unido. Vol. 380. Num. 9838. 2012. p. 247-257.

-Kachani, A. T.; Brasiliano, S.; Hochgraf, P.B. O impacto do consumo alcoólico no ganho de peso. Revista de Psiquiatria Clínica. São Paulo. Vol. 35. Num. Supl. 2008. p. 21-24.

-Lottenberg, A. M. P. Tratamento dietético da obesidade. Einstein. São Paulo. Vol. Sup. Num. 1. 2006. p. 23-28.

-Marangoni, J. S.; Maniglia, F. P. Análise da composição nutricional de dietas da moda publicadas em revistas femininas. Revista da Associação Brasileira de Nutrição. São Paulo. Vol. 8. Num. 1. 2017. p. 31-36.

-Mello, J. B.; Mello, J. H. P.; Vian, F.; Gaya, A. R.; Gaya, A. C. A. Associação da aptidão cardiorrespiratória de adolescentes com a atividade física e a estrutura pedagógica da educac¸ão física escolar. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Brasília. 2018.

-Ministério da Saúde. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional. Brasília. Ministério da Saúde. 2011. p. 76.

-Ministério da Saúde. Resolução no 466, de 12 de dezembro. Projeto de Controle de Doenças Endêmicas no Nordeste. Programa Oficial. Brasília. Ministério da Saúde. 2012.

-Oliveira, J. R.; Frutuoso, M. F. P.; Gambardella, A. M. D. Association Among Sexual Maturation, Overweight And Central Adiposity In Children And Adolescents At Two Schools In São Paulo. Journal of Human Growth and Developmente. Vol. 24. Num. 2. 2014. p. 201-207.

-Oliveira, S. K. M.; Pereira, M. M.; Guimaraes, A. L. S.; Caldeira, A. P. Autopercepção de saúde em quilombolas do norte de Minas Gerais, Brasil. Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 20. 2015. p. 2879-2890.

-Oliveira, S. M.K.; Caldeira, A.P. Fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis em quilombolas do norte de Minas Gerais. Cadernos Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 24. Num. 4. 2016.

-Ortega, F. B.; Ruiza, J.R. Sjostrom, M. Physical activity, overweight and central adiposity in Swedish children and adolescents: the European Youth Heart Study. International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activit. Vol. 4. Num. 1. 2007. p. 61-71.

-Passos, M. A. Z.; Cintra, I. P.; Branco, L. M. Machado, H. C.; Fisberg, M. Body mass index percentiles in adolescents of the city of São Paulo, Brazil, and their comparison with international parameters. Arquivo Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia. São Paulo. Vol. 54. Num. 3. 2010. p. 295-302.

-Petribu, M. M. V.; Tassitano, R. M.; Nascimento, W. M. F.; Santos, E. M. C.; Cabral, P. C. Fatores associados ao sobrepeso e à obesidade em estudantes do ensino médio da rede pública estadual do município de Caruaru (PE). Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol. 29. Num. 4. 2011. p. 536-545.

-Ruschel, L. F.; Henn, R. L.; Backes, V. Marques, L. A. S.; Olinto, M. R. A. Insegurança alimentar e consumo alimentar inadequado em escolares da rede municipal de São Leopoldo, RS, Brasil. Ciência e Saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 21. Num. 7. 2016. p. 2275-2285.

-Santos, D. R. L.; Lira, P. I. C.; Silva, G. A. P.; Excess weight in preschool children: The role of food intake. Excesso de peso em pré-escolares: o papel do consumo alimentar. Revista Nutrição. Campinas. Vol. 30. Num.1. 2017. p. 45-56.

-World Health Organization. BMI-for-age (5-19 years). Washington. World Health Organization. 2007.

Publicado
2020-05-16
Como Citar
Lamarão, S. K. M., Alberto, Álvaro A. D., de Carvalho, A. P., Assis, D. F. de O., & Moreira, D. C. (2020). Prevalência de excesso de peso em adolescentes de escolas quilombolas e os fatores associados. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 13(81), 750-758. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1056
Seção
Artigos Científicos - Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##