Impacto da obesidade e dos parâmetros antropométricos sobre a qualidade de vida e a qualidade do sono

  • Jéssica Eloá Poletto Programa de pós-graduação em Ciências da Cirurgia, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
  • Daniela Tezoto Rizzo Programa de pós-graduação em Ciências da Cirurgia, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
  • Ana Maria Neder Departamento de Cirurgia, Hospital de Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
  • Elaine Cristina Cândido Departamento de Cirurgia, Hospital de Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil. Programa de pós-graduação em Ciências da Cirurgia, Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
  • Everton Cazzo Departamento de Cirurgia, Hospital de Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil. Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
  • Élinton Adami Chaim Departamento de Cirurgia, Hospital de Clínicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil. Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, Brasil.
Palavras-chave: Obesidade, Antropometria, Qualidade de vida, Privação do sono

Resumo

Objetivo: Avaliar a qualidade de vida e do sono de obesos graus II e III, atendidos no Ambulatório de Cirurgia do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Métodos: Estudo transversal. As variáveis antropométricas analisadas foram: peso, índice de massa corporal, circunferência abdominal média e porcentagem de gordura. A qualidade de vida foi avaliada pelo questionário WHOQOL-BREF. Utilizou-se o questionário Pittsburgh Sleep Quality Index para avaliar a qualidade do sono e o questionário de Berlim para identificar a Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. Resultados: Foram avaliadas 30 pacientes. O peso apresentou correlações negativas significativas com a qualidade de vida geral (R=-0,541; p=0,002) e com os domínios “Físico” (R=-0,421; p=0,021), “Psicológico” (R=-0,399; p=0,029) e “Relações sociais” (R=-0,416; p=0,022). O índice de massa corporal apresentou correlações negativas significativas com a qualidade de vida geral (R=-0,423; p=0,020) e com os domínios “Psicológico” (R=-0,432; p=0,017), “Relações sociais” (R=-0,512; p=0,004) e “Meio ambiente” (R=-0,447; p=0,013). A circunferência abdominal média apresentou correlação negativa significativa com a qualidade de vida geral (R=-0,460; p=0,011). E a porcentagem de gordura apresentou correlações negativas significativas com a qualidade de vida geral (R=-0,491; p=0,006) e com todos os domínios da qualidade de vida, “Físico” (R=-0,375; p=0,041), “Psicológico” (R=-0,398; p=0,030), “Relações sociais” (R=-0,444; p=0,014) e “Meio ambiente” (R=-0,396; p=0,030). As medidas antropométricas não apresentaram resultados significativos sobre a qualidade do sono. Conclusão: A obesidade apresenta impacto significativamente negativo na qualidade de vida.

Referências

-ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Mapa da Obesidade. 2015. Disponível em <http://www.abeso.org.br/atitude-saudavel/mapa-obesidade>. São Paulo. Acesso em 27/09/2018.

-Aguiar, I.C.; Freitas, W.R.J; Santos, I.R.; Apostolico, N.; Nacif, S.R.; Urbano, J.J.; Fônseca, N.T.; Thuler, F.R.; Ilias, E.J.; Kassab, P.; Leitão Filho, L.S.S.; Laurino Neto, R.M.; Malheiros, C.A.; Insalaco, G.; Donner, C.F.; Oliveira, L.V.F. Obstructive sleep apnea and pulmonary function in patients with severe obesity before and after bariatric surgery: a randomized clinical trial. Multidisciplinary Respiratory Medicine. Milão. Vol. 9. Num. 43. 2014. p. 2-9.

-AAS. American Academy of Sleep Medicine Task Force. Sleep-Related breathing disorders in adults: recommendations for syndrome definition and measurement techniques in clinical research. Sleep. Oxford. Vol. 22. 1999. p. 667-689.

-Bertolazi, A.N.; Fagondes, S.C.; Hoff, L.S.; Dartora, E.G.; Miozzo, I.C.; Barba, M.E.; Barreto, S.S. Validation of the Brazilian Portuguese version of the Pittsburgh Sleep Quality Index. Sleep Medicine. Rochester. Vol. 12. Num. 1. 2011. p. 70-75.

-Cattai, G.B.P.; Hintze, L.J.; Cremon, A.S.; Bevilaqua, C.A.; Nelson, N.J.; Marcon, S.S. Improvement on the quality of life in patients who underwent bariatric surgery. Acta Scientiarum. Vol. 36. Num. 2. 2014. p. 171-177.

-Garth, D.; Patel, J.A.; Gagne, D.J. Pulmonary considerations in obesity and the bariatric surgical patient. Medical Clinics of North America. Maryland Heights. Vol. 91. 2007. p. 433-442.

-Guillemin, F.; Bombardier, C.; Beaton, D. Cross-cultural adaptation of health-related quality of life measures: literature review and proposed guidelines. Journal Clinical Epidemiology. Nova Iorque. Vol. 46. Num. 12. 1993. p. 1417-1432.

-Guyton, A.C.; Hall, J.E. Tratado de Fisiologia Médica. 9ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara. 1997.

-Heyward, V.H.; Stolarczyk, L.M. Avaliação da composição corporal aplicada. São Paulo. Manole. 2000.

-McArdle, D.W.; Katch, F.I.; Katch, V.L. Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 5ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2001.

-Orsi, J.V.A.; Nahas, F.X.; Gomes, H.C.; Andrade, C.H.V.; Veiga, D.F.; Novo, N.F.; Ferreira, L.M. Impacto da obesidade na capacidade funcional de mulheres. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo. Vol. 54. Num. 2. 2008. p. 106-109.

-Poletto, J.E.; Rizzo, D.T.; Baltieri, L; Cazzo, E. Chaim, E.A. Influência da obesidade e das medidas antropométricas sobre a incontinência urinária e a qualidade de vida: um estudo piloto. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 12. Num. 75. 2018. p. 901-907.

-Ravesloot, M.J.; Van Maanen, J.P.; Hilgevoord, A.A.; Van Wagensveld, B.A.; Vries, N. Obstructive sleep apnea is under recognized and under diagnosed in patients undergoing bariatric surgery. European Archives of Otorhinolaryngology. Bruxela. Vol. 269. 2012. p. 1865-1871.

-Sekine, M.; Yamagami, T.; Handa, K.; Saito, T.; Nanri, S.; Kawaminami, K.; Tokui, N.; Yoshida, K.; Kagamimori, S. A dose-response relationship between short sleeping hours and childhood obesity: results of the Toyama Birth Cohort Study. Child: Care, Health and Development. Indianápolis. Vol. 28. 2002. p. 163-170.

-Sharkey, K.M.; Orff, H.J.; Tosi, C.; Harrington, D.; Roye, G.D.; Millman, R.P. Subjective sleepiness and daytime functioning in bariatric patients with obstructive sleep apnea. Sleep and Breathing. Bazel. Vol. 13. 2012. p. 5-10.

-Soares, K.K.D.; Gomes, E.L.F.D.; Beani Júnior, A.; Oliveira, L.V.F.; Sampaio, L.M.M.; Costa, D. Avaliação do desempenho físico e functional respiratório em obesos. Fisioterapia em Movimento. Curitiba. Vol. 24. Num. 4. 2011. p. 697-704.

-Sorensen, T. The changing lifestyle in the world. Body weight and what else? Diabetes Care. Virgínia. Vol. 23. Num. 1. 2000. p. B1-B4.

-Stores, G. Normal sleep including developmental aspects. In: Stores, G.; Wiggs, L. (Orgs.). Sleep disturbance in children and adolescents with disorders of development; its significance and management. Cambridge. University Press. 2001. p. 10-14.

-Tamura, L.S.; Cazzo, E.; Chaim, E.A.; Piedade, S.R. Influence of morbid obesity on physical capacity, knee-related symptoms and overall quality of life: a cross-sectional study. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo. Vol. 63. Num. 2. 2017. p. 142-147.

-Tavares, T.B.; Nunes, S.M.; Santos, M.O. Obesidade e qualidade de vida: revisão da literatura. Revista Médica de Minas Gerais. Belo Horizonte. Vol. 20. Num. 3. 2010. p. 359-366.

-Vasconcelos, P.O.; Costa Neto, S.B. Qualidade de vida de pacientes obesos em preparo para a cirurgia bariátrica. Psico. Porto Alegre. Vol. 39. Num. 1. 2008. p. 58-65.

-Vaz, A.P.; Drummond, M.; Mota, P.C.; Severo, M.; Almeida, J.; Winck, J.C. Tradução do Questionário de Berlim para língua portuguesa e sua aplicação na identificação da SAOS numa consulta de patologia respiratória do sono. Revista Portuguesa de Pneumologia. Porto. Vol. 17. Num. 2. 2011. p. 59-65.

- Wei, Y.F.; Wu, H.D. Candidates for bariatric surgery: morbidly obese patients with pulmonary dysfunction. Journal of Obesity. Londres. Vol. 1. 2012. p. 1-6.

-WHO (World Health Organization). Fact Sheet Obesity and Overweight. 2016. Disponível em <http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs311/en/>. Acesso em 10/02/2017.

-WHOQOL-GROUP. The World Health Organization quality of life assessment (WHOQOL): Position paper from the World Health Organization. Social Science and Medicine. Oxford. Num. 41. Vol. 10. 1995. p. 1403-1409.

Publicado
2020-05-16
Como Citar
Poletto, J. E., Rizzo, D. T., Neder, A. M., Cândido, E. C., Cazzo, E., & Chaim, Élinton A. (2020). Impacto da obesidade e dos parâmetros antropométricos sobre a qualidade de vida e a qualidade do sono. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 13(81), 831-837. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1071
Seção
Artigos Científicos - Original