Avaliação da saciedade em adultos através do consumo de um produto a base de frango com soja

  • Vitor Antonio Marassi Guariento Universidade Católica de Santos, Santos-SP, Brasil.
  • Willian Oliveira Silva Universidade Católica de Santos, Santos-SP, Brasil.
  • Jean Carlos Silvestre Universidade Católica de Santos e Universidade Metropolitana de Santos, Santos-SP, Brasil.
Palavras-chave: Obesidade, Fibras na dieta, Alimentação

Resumo

Práticas e hábitos alimentares saudáveis são fundamentais para a manutenção da saúde e do desenvolvimento humano. O objetivo do estudo foi produzir um steak com peito de frango e proteína de soja texturizada (steak fiber) e avaliar o grau de saciedade e aceitação do produto, após ser consumido junto de uma refeição. Produzimos três refeições, com a mesma composição: arroz, feijão, legumes cozidos e salada, diferenciando entre elas apenas a fonte proteica. Utilizamos as proteínas de filé de frango grelhado, steak industrializado e steak fiber. Os participantes, 21 voluntários, consumiram as três refeições em dias alternados, dentro de cabines de análise sensorial. Foram aplicados dois questionários: 1) Imediatamente pós consumo da refeição (análise sensorial); 2) 120 minutos pós consumo da refeição (questionário de saciedade). Os resultados demonstraram que a inclusão de um prato proteico contendo quantidade maior de fibras e proteínas pode gerar maior saciedade nos indivíduos, o que foi demonstrado pelo steak fiber em relação ao filé de frango no questionário sobre “Quão saciado você se sente agora?” (p=0,034), bem como as respostas nas outras variáveis. Sobre o questionário de saciedade: para o grupo steak fiber 10 indivíduos (47,6%) responderam completamente saciados, enquanto para os outros grupos esta resposta foi de 6 voluntários (28,6%). Para o grupo steak fiber 10 indivíduos (47,6%) responderam estar saciados, enquanto 8 (38%) e 4 (19%) saciados para os grupos steak industrializado e filé de frango respectivamente. Assim, o consumo do steak fiber pode contribuir para uma maior saciedade dos indivíduos.

Referências

-Arciero, P. J.; Ormsbee, M. J.; Gentile, C. L.; Nindl, B. C.; Brestoff, J. R.; Ruby, M. Increased protein intake and meal frequency reduces abdominal fat during energy balance and energy deficit. Obesity. Vol. 21. Num. 7. 2013. p.1357-1366.

-Borrajo, K. H. T.; Lima, C. G.; Trindade, M. A. Saciedade subjetiva, aceitação sensorial e aspectos tecnológicos de salsicha com adição de fibra de trigo. Brazilian Journal of Food Technology. Vol. 19. 2016. p.2-8.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico. Estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no distrito federal em 2016. Brasília: Ministério da Saúde. 2017. 162 p.

-Carvalho, L. T.; Polizer, Y. J.; Baldin, J.; Trindade, M.A. Sensação de saciedade após consumo de hambúrguer bovino com adição de fibra de trigo e reduzido teor de gordura. In: 5º Simpósio de Segurança Alimentar. Bento Gonçalves. Rio Grande do Sul. 2015. p. 1 - 4.

-Catalani, L. A.; Kang, E. M. S.; Dias, M. C. G.; Maculevicius, J. Fibras Alimentares. Revista Brasileira de Nutrição Clínica. Vol. 18. 2003. p. 178-182.

-Gentile, C. L.; Ward, E.; Holst, J. J.; Astrup, A.; Ormsbee, M. J.; Connelly, S.; Arciero, P. J. Resistant starch and protein intake enhances fat oxidation and feelings of fullness in lean and overweight/obese women. Nutrition Journal. Vol. 14. Num 113. 2015. p. 2-10.

-Prefeitura de São Paulo. Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social. Manual prático para uma alimentação saudável. Prefeitura de São Paulo. 3ª edição. São Paulo. 2015. 92 p.

-Mello, V. D.; Laaksonen, D. E. Fibras na dieta: tendências atuais e benefícios à saúde na síndrome metabólica e no diabetes melito tipo 2. Arquivos Brasileiro de Endocrinologia & Metabologia. Vol. 53. Num. 5. 2009. p. 509-518.

-Souza, M. W. S.; Ferreira, T. B. O.; Vieira, I. F. R. Centesimal composition and functional technological properties of passion fruit rind flour. Brazilian Journal of Food and Nutrition. Vol. 19. Num. 1. 2008. p. 33-36.

-Veldhorst, M.; Smeets, A.; Soenen, S.; Hochstenbach-Waelen, A.; Hursel, R.; Diepvens, K.; Lejeune, M.; Luscombe-Marsh, N.; Westerterp-Plantenga, M. Protein-induced satiety: Effects and mechanisms of different proteins. Physiology & Behavior. Vol. 94. Num. 2. 2008. p.300-307.

-Westerterp-Plantenga, M. S.; Lemmens, S. G.; Westerterp, K. R. Dietary protein - its role in satiety, energetics, weight loss and health. British Journal of Nutrition. Vol. 108. Num. 2. 2012. p.105-112.

Publicado
2020-10-17
Como Citar
Guariento, V. A. M., Silva, W. O., & Silvestre, J. C. (2020). Avaliação da saciedade em adultos através do consumo de um produto a base de frango com soja. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 14(85), 216-224. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1248
Seção
Artigos Científicos - Original