Caracterização dos idosos atendidos em uma clínica geriátrica de Cascavel - Paraná e os benefícios da intervenção nutricional individualizada

  • Monica Cristina Meurer Departamento de Ciências Fisiológicas, Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, Brasil.
  • Vanessa Giraldi Departamento de Ciências Fisiológicas, Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, Brasil.
  • Bruno Ferrari Silva Departamento de Ciências Fisiológicas, Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, Brasil.
  • Cecília Edna Mareze da Costa Departamento de Ciências Fisiológicas, Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, Brasil.
Palavras-chave: Envelhecimento, Nutrição, Diabetes mellitus, Hipertensão

Resumo

Introdução: Com a senescência, alguns cuidados devem ser adotados, dentre os principais está a intervenção nutricional individualizada que identifica carências e excessos, readequando-os as necessidades vitais do idoso. Objetivos: Caracterizar os idosos que recebem atendimento regular em uma Clínica de Geriatria na cidade de Cascavel-PR; Analisar possíveis variáveis preditoras que caracterizam o risco para o desenvolvimento das doenças crônicas não-transmissíveis (DCNTs) nos idosos; Observar retrospectivamente como a intervenção nutricional individualizada tem contribuído na prevenção ou na melhora das DNTCs.  Materiais e métodos: Foram analisados 50 pacientes idosos (68%; n=34 mulheres e 32%; n=16 homens) atendidos entre agosto de 2017 e julho de 2019, caracterizando-os a partir dos prontuários clínicos. Os dados foram analisados de forma descritiva e inferencial. Resultados: Foram classificados com sobrepeso ou obesidade (56%; n=28), com diabetes mellitus (DM, 42%; n=21) e com hipertensão arterial (HAS, 70%, n=35). A variável hemoglobina glicada (HG) foi considerada uma variável preditora para o desenvolvimento do DM no idoso (exp(b): 25,07, IC95%: 3,24;193,82, P<0,05), mas nenhuma das variáveis predispôs para o desenvolvimento de HAS ou obesidade. E a intervenção nutricional individualizada, durante o período de 16 semanas, foi eficaz para a perda de peso corporal e para a redução da HG e da concentração plasmática de LDL dos idosos (P<0,05). Conclusão: As principais doenças que acometem os idosos avaliados são obesidade, HAS e DM. A HG apresentou como fator preditivo para o desenvolvimento de DM e a intervenção nutricional individualizada auxiliou na redução dos fatores de risco que contribuem para as DCNTs nos idosos.

Biografia do Autor

Cecília Edna Mareze da Costa, Departamento de Ciências Fisiológicas, Universidade Estadual de Maringá, Maringá-PR, Brasil.

 

 

Referências

-Alam, I.; Larbi, A.; Pawelec, G. Relationship between anthropometric variables and nutrient intake in apparently healthy male elderly individuals: a study from Pakistan. Nutrition Journal. Vol. 10. Num. 111. 2011. p. 2-8.

-Araújo, M.L.A. A desidratação no idoso. Dissertação de Mestrado. Universidade Fernando Pessoa Faculdade de Ciências da Saúde. Porto. 2013.

-Brennan, C.S. Dietary fiber, glycemic response, and diabetes. Molecular Nutrition & Food Research. Vol. 49. Num. 1. 2005. p.560-570.

-Cabrera, M.; Jacob F.W.J. Obesidade em idosos: prevalência, distribuição e associação com hábitos e comorbidades. Arquivo Brasileiro de Endocrinologia e Metabolismo. Vol. 45. Num. 5. 2001. p. 494-501.

-Chandalia, M. Dietary treatment of Diabetes Mellitus. The New England Journal of Medicine. Vol. 342. Num. 1. 2000. p.1392-1398.

-Colman, E.; Toth, M.J.; Katzel, L.I.; Fonong, T.; Gardner, A.W.; Poehlman, E.T. Body fatness and waist circumference are independent predictors of the age-associated increase in fasting insulin levels in healthy men and women. International Journal of Obesity. Vol.19. Num.11. 1995. p.798-803.

-Davidson, M.B. The effect of aging on carbohydrate metabolism: a review of the English literature and a practical approach to the diagnosis of diabetes mellitus in the elderly. Metabolism - Clinical and Experimental. Vol. 28. Num. 6. 1979. p. 668-705.

-DCCT. Diabetes Control and Complications Trial. The effect of intensive treatment of intensive treatment of diabetes on the development and progression of long-term complications in insulin-dependent diabetes mellitus. The New England Journal of Medicine. Vol. 329. Num. 1. 1993. p. 977-86.

-Elahi, D.; Muller, D.C. Carbohydrate metabolism in the elderly. European Journal of Clinical Nutrition. Vol. 54. Num. 3. 2000. p. 112-120.

-EFSA. Panel on Dietetic Products, Nutrition, and Allergies (NDA); Scientific Opinion on Dietary reference values for water. EFSA Journal. Vol. 8. Num. 3. 2010. p. 48.

-Fink, R.I.; Kolterman, O.G.; Griffin, J.; Olefsky, J, M. Mechanisms of insulin resistance in aging. Journal of Clinical Investigation. Vol. 71. Num. 6. 1983. p.1523-1535.

-Giacco, R.; Parillo, H.; Rivelesse, A.A.; Iasorella, L.; Giacco, A.; D’episcopo, G.; Riccardi, L. Long term dietary treatment with increased amounts of fiber rich low glicemic index natural foods improves blood glucose control and reduces the number of hypoglycemic events in type 1 diabetic patients. Diabetes Care. Vol. 23. Num. 1. 2000. p.1461-1466.

-Goldstein, D.E.; Little, R.R.; Lorenz, R.A.; Malone, J.I.; Nathan, D.; Peterson, C.M.; Sacks, D.B. Tests of glycemia in diabetes. Diabetes Care. Vol. 27. Num. 1. 2004. p. 1761-1773.

-Hashimoto, Y.; Futamura, A.; Ikushima, M. Effect of aging on Hb A1c in a working male japanese population. Diabetes Care. Vol.18. Num.10. 1995. p.1337-1340.

-IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo demográfico: resultados preliminares. 2018.

-Jensen, G.L; Mcgee, M; Binkley, J. Nutrition in the elderly. Gastroenterology Clinics of North America. Vol. 30. Num. 1. 2001. p. 313-334.

-Lemos, R.P. O perfil nutricional da população idosa e seus fatores associados. International Journal of Nutrology. Vol. 11. Num. 1. 2018. p.01.

-Lipschitz, D.A. Screeming for nutritional status in elderly. Primary Care. Vol. 21. Num. 1. 1994. p. 55-67.

-Lohman, T.G.; Roche, A.F.; Martorel, R. Anthropometrics standardization reference manual. Champaign. Human Kinetics Books. 1988.

-Menezes, T.N.; Marucci, M.F.N. Antropometria de idosos residentes em instituições geriátricas. Revista de Saúde Pública. Vol. 39. Num. 2. 2005. p. 169-175.

-Messinger-Rapport, B.J.; Thomas, D.R.; Gammack, J.K.; Morley, J.E. Clinical update on nursing home medicine. Journal of The American Medical Directors Association. Vol. 10. Num. 8. 2009. p. 530-553.

-Mira, G.S. Visão retrospectiva em fibras alimentares com ênfase em beta-glucanas no tratamento do diabetes. Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences. Vol. 45. Num. 1. 2009. p.22.

-Nagahashi, A.S.; Goulart, R.M.M.; Torraga, M.O.F.; Valiengo, A. Avaliação do estado nutricional, qualidade de vida e prática de atividade física de idosas em programas para terceira idade. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 11. Num. 38. 2014. p.38-45.

-Popkin, B.M.; D’ancI, K.E.; Rosenberg, I.H. Water, hydration, and health. Nutrition reviews. Vol. 68. Num. 8. 2010. p.439-58.

-Risig, R.; Tataranni, P.A.; Snitker, S; Ravussin, E. Decreased ratio of fat to carbohydrate oxidation with increasing age in Pima indians. Journal of the American College of Nutrition. Vol.15. Núm.3. 1996. p. 309-312.

-Sampaio, L.R. Avaliação nutricional e envelhecimento. Revista de Nutrição de Campinas. Campinas. Vol. 17. Num. 4. 2004. p. 507-514.

-Trompieri, N. O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso. Revista Cientifica Internacional. Vol. 1. Num. 7. 2012. p.106-132.

-Wilmoth, J.R. The future of human longevity: a demographer’s perspective. Science. Vol. 280. Num. 1. 1998. p.395-397.

-Wachholz, P.A.; Rodrigues, S.C.; Yamane, R. Estado nutricional e a qualidade de vida em homens idosos vivendo em instituição de longa permanência em Curitiba-PR. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Vol. 14. Num. 4. 2011. p. 625-635.

Publicado
2022-07-08
Como Citar
Meurer, M. C., Giraldi, V., Silva, B. F., & Costa, C. E. M. da. (2022). Caracterização dos idosos atendidos em uma clínica geriátrica de Cascavel - Paraná e os benefícios da intervenção nutricional individualizada. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 15(97), 1026-1035. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1369
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original