Prevalência de obesidade em adolescentes e jovens

  • Matheus Felipe Costa Oliveira Iniciação Cientifica - PIBIC; Graduação em Biomedicina, Centro Universitário Unigran Capital, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Maria do Amparo Coutinho Coelho Iniciação Cientifica - PIBIC; Graduação em Biomedicina, Centro Universitário Unigran Capital, Campo Grande-MS, Brasil.
  • Sonia Aparecida Viana Câmara Centro Universitário Unigran Capital
  • Suellen Rolon de Souza Profª., Msc. Docente do curso de Biomedicina, Centro Universitário Unigran Capital, Campo Grande-MS, Brasil, Colaboradora de Projeto de Iniciação Cientifica - PIBIC.
Palavras-chave: Obesidade, Fatores de Risco, Indicadores Antropométricos

Resumo

Introdução: O sobrepeso e a obesidade são definidos como acúmulo anormal ou excessivo de gordura, que apresenta risco à saúde. A antropometria é um método indireto de análise da composição corporal, baseado na avaliação das medidas de peso, altura e circunferência de cintura. Objetivo: Identificar a prevalência de obesidade na população adolescentes e jovens da ONG Instituto Manoel Bonifácio, em Campo Grande-MS. Materiais e Métodos: Trata-se de Estudo Epidemiológico Transversal Descritivo Quantitativo, com 54 participantes, de idades entre 10 e 28 anos. Foi aplicado questionário contendo as características sociodemográficas, dados antropométricos, informações sobre o tipo de dieta e sedentarismo. Para determinação de obesidade, foram utilizados os índices antropométricos: índice de massa corporal, perímetro de cintura e relação cintura/estatura. Resultados: A prevalência de obesidade foi de 22,2% nos adolescentes (15,8% e 29,4% nos sexos masculino e feminino, respectivamente) e 27,8% nos jovens (27,3% e 28,6%, para homens e mulheres, respectivamente). A prevalência de sobrepeso nos jovens foi de 38,9% e nos adolescentes 13,9%. A estratificação do RCE permitiu a identificação de 44,44% de presença de risco e 5,55% de risco moderado no grupo estudado. Conclusão: Este estudo possibilitou a identificação de alta prevalência de obesidade, sobrepeso e dos fatores de risco sedentarismo e consumo de dieta não saudável entre adolescentes e jovens. A presença de risco a saúde para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, como cardiovasculares e diabetes apontam para a necessidade de ações de educação em saúde, como estratégias de prevenção e promoção da saúde.

Biografia do Autor

Maria do Amparo Coutinho Coelho, Iniciação Cientifica - PIBIC; Graduação em Biomedicina, Centro Universitário Unigran Capital, Campo Grande-MS, Brasil.

 

 

Sonia Aparecida Viana Câmara, Centro Universitário Unigran Capital

Possui graduação em Farmácia- Bioquíomica pela Fundação Universidade Federal do Estado de Mato Grosso do Sul (1980); Especialização em Bromatologia e Química pelo Instituto Adolfo LutzT- SP (1981); Especialização em Saúde Pública pela FIOCRUZ - RJ (2002); Mestrado em Saúde Coletiva pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2006); Doutorado em Saúde e Desenvolvimento na Região Centro-Oeste, pela Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2014); Com experiência na área de Saúde Pública: Vigilância Sanitária, Ambiental, Epidemiológica e Saúde do trabalhador; Docente da Pos  Graduacao de Microbiologia Avancada  do Centro Universitario Unigran Capital; Docente do curso de Biomedicina do Centro Universitario Unigran Capital; Coordenadora de Projeto PIBIC - periodo 2019 a 2020.

Suellen Rolon de Souza, Profª., Msc. Docente do curso de Biomedicina, Centro Universitário Unigran Capital, Campo Grande-MS, Brasil, Colaboradora de Projeto de Iniciação Cientifica - PIBIC.

Possui graduação em Biomedicina pelo Centro Universitário da Grande Dourados (2007) com Habilitação em Análises Clínicas; Especialista em Citologia Clínica pela Sociedade Brasileira de Citologia Clínica (SBCC)/ TECNOMED Cursos - Especialista em Tomografia e Ressonância Magnética - UNIGRAN capital; Atualmente é professor em Unigran Capital no curso de Biomedicina (Líquidos Corporais, Hematologia Básica e Clínica, Correlações Laboratoriais e Introdução à Biomedicina Clínica - Biomedicina clínica III); Coordenadora de Estágio Supervisionado (UNIGRAN Capital) e Responsável Técnica pelo Laboratório de Análises Clínicas - Gestora da Pós de Microbiologia Avançada/ Hematologia e Hemoterapia (UNIGRAN Capital); Mestre em Biotecnologia - UCDB; Ministra minicursos de coleta de material biológico e Interpretação do Hemograma. Membro do NDE do curso de Biomedicina e do Comitê de Biossegurança do Centro Universitário Unigran Capital.

Referências

-ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. 4ª. Diretriz Brasileira de Obesidade. São Paulo. 2016.

-Ashwell, M.; Gunn, P.; Gibson, S. Waist-to-height ratio is a better screening tool than waist circumference and BMI for adult cardiometabolic risk factors: systematic review and meta-analysis. Obesity Revista. Vol.13. 2012. p. 275-86.

-Barbosa, L. M. A.; Arruda, I. K. G.; Canuto, R. L.; Monteiro, P. I. C.; Freitas, J. S.; Lemos, D.; Silva, P. W.K.A.; Malaquias, B. F. Prevalence and factors associated with excess weight in adolescents in a low-income neighborhood - Northeast, Brazil. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil. Recife. Vol.19. Num.3. 2019.

-Bloch, K. V.; Klein, C. H.; SzkloI, M.; Kuschnir, M. C. C.; Abreu, G. A.; Barufaldi, L. A.; Veiga, G. V.; Schaan, B.; da Silva, T. H. L. N. *ERICA: prevalências de hipertensão arterial e obesidade em adolescentes brasileiros. Revista de Saúde Pública. São Paulo. Vol. 50. 2016.

-Bozza, R. C. W.; Barbosa Filho, V. C.; Stabelini Neto, A.; Silva, M.P.; Maziero, R. S. B. Pressão arterial alterada em adolescentes de Curitiba: prevalência e fatores de risco associados. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. São Paulo. Vol. 106. Num. 5. 2016.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis. Vigitel Brasil 2018: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2018. Brasília. 2019.

-Browning, L.M; Hsieh, S.D.; Ashwell, M. A systematic review of waist-to-height ratio as a screening tool for the prediction of cardiovascular disease and diabetes: 0.5 could be a suitable global boundary value. Nutr Res Rer. Vol. 23. 2010. p. 247-69.

-Carvalho, C. A. Fonseca, P. C. A.; Barbosa, J. B.; Machado, S. P.; Santos, A. M.; Silva, A. A. M. Associação entre fatores de risco cardiovascular e indicadores antropométricos de obesidade em universitários de São Luís, Maranhão, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. Vol.20. Num. 2. 2015.

-Ciaccia, M. C. C.; Vieira, A. M; Oliveira, H. N.; Bonfim, A.M. S.; Rosenberger, J.; Salata, N. A.; Duim, E L.; Rullo, V. E. V. A alta prevalência de obesidade em adolescentes de escolas da rede municipal de Santos e fatores associados. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 12. Num.72. 2018. p. 486-494.

-Flores, L. S.; Gaya, A. R.; Petersenc, R. D. S.; Gaya, A. Trends of underweight, overweight, and obesity in Brazilian children and adolescents. Jornal de Pediatria. Vol. 89. Num. 5. 2013. p. 456-46.

-Haun, D.R.; Pitanga, F.J.G.; Lessa, I. Razão cintura/estatura comparado a outros indicadores antropométricos de obesidade como preditor de risco coronariano elevado. Revista da Associacao Médica Brasileira. Vol.55. Num.6. 2009. p. 705-711.

-IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde 2013: Percepção do estado de saúde, estilo de vida e doenças crônicas. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2015.

-Klimek-Piotrowska, W.; Koziej, M.; Holda, M. K.; Piatek, K.; Wszolek, K.; Tyszka, A.; Kmiotek, E.; Pljczko, M.; Krauss, K.; Walocha, J. Anthropometry and body composition of adolescents in Cracow, Poland. Plos One. Vol.10. 2015.

-Madruga, J. G.; Silva, F. M.; Adami, F. S. Associação positiva entre razão cintura-estatura e presença de hipertensão em adolescentes. Revista Portuguesa de Cardiologia. Vol. 35. 2016. p.479-484.

-Magalhães, E. I. S.; Sant'Ana, L. F. R.; Priore, S. E.; Franceschini, S. C. C. Perímetro de cintura, relação cintura/estatura e perímetro de pescoço como parâmetros na avaliação da obesidade central em crianças. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol. 32. 2014. p. 273-282.

-Martini, M. C. S.; Assumpção, D. B.; Marilisa, B. A.; Barros Filho, A. A. Insatisfação com o peso corporal e estado nutricional de adolescentes: estudo de base populacional no município de Campinas, São Paulo, Brasil. Revista Ciência e Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 25. Num.3. 2020. p. 967-975.

-Oliveira, P. M. S.; Oliveira, F. A.; Souza, R. M.; Mendes, L. L.; Pereira Netto, M.; Cândido, A. P. C. Associação entre índices de massa de gordura e índice de massa livre de gordura e risco cardiovascular em adolescentes. Revista Paulista de Pediatria. São Paulo. Vol. 34. 2016. p. 30-37.

-Payab, M.; Kelishadi, R.; Qorbani, M.; Motlagh, M. E.; Ranjbar, Sh. H.; Ardalan, G.; Zahedi, H.; Chinian, M.; Asayesh, H.; Larijani, B.; Heshmat, R. Association of junk food consumption with high bood pressure and obesity in Iranian children and adolescentes: the CASPIAN-IV Study. Jornal de Pediatria. Porto Alegre. Vol. 91. Num. 2. 2015.

-Pelegrini, A.; Silva, D. A. S. S.; Silva, J. M. F. de L; Grigollo, L.; Petroski, E. L. Indicadores antropométricos de obesidade na predição de gordura corporal elevada em adolescentes. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 33. 2015. p. 56-62.

-Rech, D. C.; Borfe, L.; Emmanouilidis, A.; Garcia, E. L.; Krug,S. B. F. As políticas públicas e o enfrentamento da obesidade no Brasil: uma revisão reflexiva. Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção, Santa Cruz do Sul-RS. Vol. 6. 2016. Supl. II Congresso Brasileiro Interdisciplinar de Promoção da Saúde.

-Skinner, A. C.; Perrin, E. M.; Skelton, J. A. Prevalence of obesity and severe obesity in US children, 1999-2014. Obesity. Las Vegas. NV. Vol. 24. Num. 5. 2016. p.1116-1123.

-Souza, A. A. C. A influência da obesidade e da localização da gordura corporal nos fatores de risco cardiovascular entre adolescentes da região central de Juiz de Fora. Dissertação de Mestrado. Saúde Brasileira, Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora. 2012.

-WHO. World Health Organization. Obesity. 2018. Disponível em: <https://www.who.int/topics/obesity/en/>. Acesso em: 14/06/2018.

-WHO. World Health Organization. Waist circumference and waist-hip ratio: report of a WHO expert consultation. Geneva. 2008.

Publicado
2021-07-15
Como Citar
Oliveira , M. F. C., Coelho, M. do A. C., Câmara, S. A. V., & Souza, S. R. de. (2021). Prevalência de obesidade em adolescentes e jovens. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 14(88), 811-820. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1400
Seção
Artigos Científicos - Original