Avaliação do perfil antropométrico, nível de atividade física e aptidão física dos discentes de uma universidade pública

  • Lucas Buri dos Anjos Fonseca Estudante de Medicina da Universidade Federal de Sergipe, Sergipe, Brasil.
  • Franciely Oliveira de Andrade Santos Estudante de Fisioterapia da Universidade Federal de Sergipe, Sergipe, Brasil.
  • Carlos José Oliveira de Matos Professor Assistente do Departamento de Fisioterapia de Lagarto da Universidade Federal de Sergipe, Sergipe, Brasil.
Palavras-chave: Antropometria, Exercício, Aptidão física, Estudantes

Resumo

A prática de atividade física diminui os riscos de problemas cardiovasculares, contribui para controle de peso corporal e melhora da aptidão física. Assim, buscou-se compreender os níveis de atividade física, aptidão física e o perfil antropométrico dos estudantes de uma universidade pública. A pesquisa foi quantitativa do tipo descritiva realizada por meio de estudo transversal com 87 participantes. Os instrumentos utilizados foram os questionários IPAQ (International Physical Activity Questionnaire) versão curta e PARQ (Physical Activity Readiness Questionnarie) além de avaliação antropométrica e testes de aptidão física com avaliação de 1RM com base na equação de Dohoney, resistência pelo protocolo de ASTRAND e flexibilidade por meio do teste de Macrae. As variáveis foram analisadas através do Bioestat 5.0 utilizando os testes de Mann Whitney, Spearman e ANOVA, considerando nível de significância de 95% (p<0,05). Foi identificado que 21.84% dos participantes se encontravam em sobrepeso e 55.17% são considerados aptos a realização de exercício físico. Observou-se as seguintes correlações VO2 máx x índice de massa corporal (r=-0.38), 1 RM para membros superiores x índice de massa corporal (r=0.38) e 1 RM para membros inferiores x índice de massa corporal (r=0.55). Concluiu-se que a maioria dos estudantes avaliados possui IMC adequado, sendo considerados ativos ou muito ativos em relação à prática de atividade física e nível de flexibilidade adequado.

Referências

-Carneiro, M.N.L.; Lima, P.S.; Marinho, L.M.; Souza, M.A.M. Estado nutricional de estudantes universitários associados aos hábitos alimentares. Rev. Soc. Bras. Clin. Med. Vol. 14. Núm. 2. p. 84-88. 2016.

-Compeán-Ortiz, L.G.; Trujillo-Olivera, L.E.; Valles-Medina, A.M.; Reséndiz-González, E.; García-Solano, B.; Pérez, B. D. A. Obesity, physical activity and prediabetes in adult children of people with diabetes. Rev. Latino-Am. Enfermagem. Vol. 25. 2017.

-Duncan, B. B. Medicina Ambulatorial: condutas de atenção primária baseadas em evidências. 4ª edição. Porto Alegre. Artmed. 2013.

-Gasparetto, R.M.; Costa e Silva, R.C. Perfil antropométrico dos universitários dos cursos de nutrição, enfermagem, fisioterapia e educação física do Centro Universitário La Salle, Canoas-RS. Revista Associação Brasileira de Nutrição. Vol. 4. Núm. 5. p.29-33. 2015.

-Governo Brasileiro. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2019. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/se/lagarto/panorama. Acesso em: 29/09/2019.

-Herdy, A.H.; Uhlendorf, D. Valores de referência para o teste cardiopulmonar para homens e mulheres sedentários e ativos. Arq. Bras. Cardiol. Vol. 96. Núm. 1. p. 54-59. 2011.

-Mcardle, W.D.; Katch, F.; Katch, V.L. Fisiologia do Exercício: Nutrição, Energia e Desempenho Humano. 7ª edição. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2011.

-Medina-Moya, J.L.; Cónsul-Giribet, M. Strengths and weaknesses of Problem Based Learning from the professional perspective of registered nurses. Rev. Latino-Am. Enfermagem. Vol. 22. Núm. 5. p.724-730. 2014.

-Mesquita, R.B.; Ribeiro, L.R.G.; Dias, M.C.; Avelar, T.B.; Probst, V.S. Relação entre o índice de massa corpórea e a capacidade máxima de exercício em homens e mulheres. ASSOBRAFIR Ciência. Vol. 1. Núm. 1. p. 23-33. 2010.

-Portal UFS. Campus de Lagarto. 2018. Disponível em: http://lagarto.ufs.br/pagina/18926-campus-universitario-professor-antonio-garcia-filho. Acesso em: 29/09/2019.

-Queiroga, M. R. Testes e medidas para avaliação da aptidão física relacionada à saúde em adultos: Nutrição, Energia e Desempenho Humano. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2005.

-Sampaio, L. R. Avaliação nutricional. Salvador. EDUFBA. 2012.

-Santos, L. R.; Brito, E. C. C.; Neto, J. C. G. L.; Alves, L. E. P; Alves, L. R. A.; Freitas, R. W. J. F. Análise do sedentarismo em estudantes universitários. Rev. Enferm. UERJ. Vol. 22. Núm. 3. p. 416-422. 2014.

-Silva, E. C.; Tucci, A. M. Estudo transversal sobre o uso de risco de álcool em uma amostra de estudantes de uma universidade federal brasileira. J. bras. psiquiatr. Vol. 63. Núm. 4. p. 317-325. 2014.

-Silva, M. R. S. Perfil antropométrico e hábitos alimentares dos estudantes de nutrição. 2015. TCC Graduação em Nutrição. Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa. 2015.

-Souza, S. C.; Dourado, L. Aprendizagem baseada em problemas (abp): um método de aprendizagem inovador para o ensino educativo. Holos. Vol. 5. p. 724-730. 2015.

-Stringuetta-Belik, F.; Shiraishi, F. G.; Silva, V. R. O.; Barretti, P.; Caramori, J. C. T.; Bôas, P. J. F. V.; Martin, L. C.; Franco, R. J. S. Maior nível de atividade física associa-se a melhor função cognitiva em renais crônicos em hemodiálise. J. Bras. Nefrol. Vol. 34. Núm. 4. p. 378-386. 2012.

-Trape, Á. A.; Marques, R. F. R.; Lizzi, E. A. S.; Yoshimura, F. E.; Franco L. J.; Zago, A. S. Associação entre condições demográficas e socioeconômicas com a prática de exercícios e aptidão física em participantes de projetos comunitários com idade acima de 50 anos em Ribeirão Preto, São Paulo. Rev. bras. epidemiol. Vol. 20. Núm. 2. p.355-367. 2017.

-World Health Organization. Global recommendations on physical Activity for health. 2010.

-Zenatti, A.; Luz, A. C.; Oliveira, R. V. Efeitos na flexibilidade e força de mulheres fisicamente ativas resultantes da prática de um programa de treinamento de 2 meses de hatha yoga, modalidade jayaprána yoga. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 5. Núm. 30. 2011. Disponível em: http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/283/269.

Publicado
2022-07-08
Como Citar
Fonseca, L. B. dos A., Santos, F. O. de A., & Matos, C. J. O. de. (2022). Avaliação do perfil antropométrico, nível de atividade física e aptidão física dos discentes de uma universidade pública. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 15(97), 1089-1096. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1417
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original