Implementação de um restaurante popular em um município no interior do Paraná: contribuições ao planejamento físico e funcional do local

  • Alana Soeiro Kircheheim Faculdade de Pato Branco-FADEP, Pato Branco-PR, Brasil.
  • Juceli Aleixo Garcia Faculdade de Pato Branco-FADEP, Pato Branco-PR, Brasil.
  • Indiomara Baratto Universidade Paranaense-UNIPAR, Francisco Beltrão-PR, Brasil.
Palavras-chave: Restaurante Popular, Equipamentos, Organograma, Alimentação saudável, Agricultura familiar

Resumo

Os restaurantes populares (RP) são unidades de alimentação e nutrição destinadas ao preparo e comercialização de refeições saudáveis, ofertadas a preços acessíveis à população, proporcionando complementação alimentar aos grupos mais vulneráveis que, por falta de tempo ou recursos, não conseguem ter acesso a uma refeição saudável pelo menos uma vez por dia. O presente estudo teve como finalidade apoiar a implementação de um RP em um município no interior do Paraná, contribuindo com o planejamento físico funcional do local onde irá proporcionar uma alimentação adequada, com qualidade e quantidade necessária e com preço acessível à sociedade. Trata-se de um estudo exploratório e aplicado, no qual foi possível formular uma lista de equipamentos e utensílios necessários para o funcionamento do RP, dispostos desde equipamentos básicos para cocção, como fogão industrial a materiais para escritório; elaborar um cardápio base, realizando o levantamento de custo das refeições/dia, cujo valor máximo calculado foi de R$ 3,09 por refeição e a elaboração de organograma do quadro de pessoal.

Referências

-Brasil. Lei nº 11.346, de 15 de setembro 2006. Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN com vistas em assegurar o direito humano à alimentação adequada e dá outras providências. Disponível em < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Lei/L11346.htm>. Acesso em 23/02/2019.

-Brasil. Conselho Federal de Nutricionistas. Dispõe sobre a definição das áreas de atuação do nutricionista e suas atribuições, indica parâmetros numéricos mínimos de referência, por área de atuação, para a efetividade dos serviços prestados à sociedade e dá outras providências. Resolução CFN Nº 600. de 25/02/2018.

-Colares, L.G.T.; Freitas, C.M. Processo de trabalho e saúde de trabalhadores de uma unidade de alimentação e nutrição: entre a prescrição e o real do trabalho. Cad. Saúde Pública. Vol. 23. Num. 12. 2007. p. 3011-3020.

-Mello, A.G.; Sales, G.L.P.; Jaeger, L.M.; Colares, L.G.T. Estrutura físico-funcional de restaurantes populares do estado do Rio de Janeiro: influência sobre as condições higiênico-sanitárias. DEMETRA: Alimentação, Nutrição & Saúde. Vol. 8. Num. 2. 2013. p. 91-101.

-Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Manual Programa Restaurante Popular. Brasília. 2004.

-Nunes, R.M. Tabelas de Per Capita e Fatores de Correção e Rendimento. Disponível em <https://www.ufjf.br/renato_nunes/files/2010/08/apostila-de-fator-de-corre%C3%A7%C3%A3o-dos-alimentos.pdf>. Acesso em 20/04/2019.

-Secretaria da Agricultura e do Abastecimento; Departamento de Segurança Alimentar e Nutricional. Manual normativo para implantação e estruturação de restaurantes populares. Programa paranaense de apoio aos restaurantes populares. Curitiba. 2017. Disponível em <http://www.agricultura.pr.gov.br/arquivos/File/EDITAL_E_MANUAL_RP.pdf>. Acesso em 04/05/2019.

-SENAC. Administração na alimentação coletiva. São Paulo. SENAC. 2007.

-Teixeira, S.; Milet, Z.; Carvalho, J.; Biscontini, T.M. Administração aplicada às unidades de Alimentação e Nutrição. São Paulo. Atheneu. 2007. p. 230.

Publicado
2022-07-08
Como Citar
Kircheheim, A. S., Garcia, J. A., & Baratto, I. (2022). Implementação de um restaurante popular em um município no interior do Paraná: contribuições ao planejamento físico e funcional do local. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 15(97), 1097-1104. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1424
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original