Quantidade e qualidade de carboidratos na dieta de mulheres com Síndrome do Ovário Policístico

  • Thayanne Gurgel de Medeiros Graduada em Nutrição, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Nutrição, Natal-RN, Brasil.
  • Evelyn Thayse Silveira Palhano Souto Leiros Nutricionista, Liga Norteriograndense Contra o Câncer, Natal-RN, Brasil.
  • Gustavo Mafaldo Soares Doutor em Ginecologia e Obstetrícia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Departamento de Toco-Ginecologia, Natal-RN, Brasil.
  • Telma Maria Araújo Moura Lemos Doutora em Biologia Funcional e Molecular, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas, Natal-RN, Brasil.
  • Márcia Marília Gomes Dantas Lopes Doutora em Biologia Funcional e Molecular, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Análises Clínicas e Toxicológicas, Natal-RN, Brasil.
Palavras-chave: Síndrome do Ovário Policístico, obesidade, consumo de alimentos, carboidratos

Resumo

Introdução: A síndrome do ovário policístico (SOP) é um distúrbio endócrino que pode ser acompanhado por obesidade, dislipidemia e resistência à insulina. A inadequação alimentar é um dos fatores que interfere negativamente nestas alterações metabólicas. Objetivo: Avaliar o consumo alimentar e o grau de processamento dos alimentos fonte de carboidratos em mulheres com SOP. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo transversal, no qual foram aplicados dois recordatórios 24 horas e realizada antropometria em 35 mulheres com SOP, em Natal-RN. Os dados de consumo alimentar e dietético foram analisados por meio do software DietSmart® 2.0. Os alimentos fontes de carboidrato foram classificados em relação à quantidade de carboidratos e fibras e quanto seu grau de processamento. Resultados: A idade média das participantes foi 27 (6,91) anos, com parâmetros antropométricos médios demonstrando obesidade e risco aumentado para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. A ingestão diária de energia, de carboidratos e de fibras alimentares foi 1764 (480,2) quilocalorias, 229 (22,4) gramas e 15,88 (2,8) gramas, respectivamente. Foi observado que 66% dos alimentos fontes de carboidratos consumidos eram processados ou ultraprocessados e 64,3% apresentavam carga glicêmica média ou elevada. Conclusão: O consumo quantitativo de carboidratos estava abaixo da recomendação diária, entretanto, a maioria dos alimentos fonte eram processados e ultraprocessados e com predominância no consumo de carboidratos com CG média ou alta, reforçando que a qualidade deste macronutriente deve ser considerada.

Referências

-Andrade, V.H.L.; Mata, A.M.O.F.; Borges, R.S.; Costa-Silva D.R.; Martins, L.M.; Ferreira, P.M.P.; Cunha-Nunes, L.C.; Silva, B.B. Aspectos atuais da síndrome dos ovários policísticos: uma revisão de literatura. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo. Vol.62. Num. 9. 2016. p.867-871.

-Associação Brasileira para o estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Diretriz Obesidade Brasileira de Obesidade. 4ª edição. São Paulo. 2016.

-Ãvila, M.A.P.; Bruno, R.V.; Barbosa, F.C.; Andrade, F.C.; Silva, A.C.O.; Nardi, A.G. Síndrome dos ovários policísticos: implicações da disfunção metabólica. Revista do colégio brasileiro de cirurgiões. Vol. 41. Num. 2. 2014. p. 106-111.

-Azevedo, E.C.C.; Diniz, A.S.; Monteiro, J.S.; Cabral, P.C. Padrão alimentar de risco para as doenças crônicas não transmissíveis e sua associação com a gordura corporal - uma revisão sistemática. Ciência e Saúde Coletiva. Vol. 19. Num. 5. 2014. p. 1447-1458.

-Azziz, R. PCOS in 2015: New insights into the genetics of polycistics ovary syndrome. Nature Reviews Endocrinology. Vol. 12. Num.1. 2016. p.74-75.

-Azziz, R.; Carmina, E.; Chen, Z.; Dunaif, A.; Laven, J.S.; Legro, R.S.; Lizneva, D.; Natterson-Horowtiz, B.; Teede, H.J.; Yildiz, B. Polycystic ovary syndrome. Nature Reviews Disease Primers. Vol. 2. Num. 16057. 2016.

-Barrea, L.; Arnone, A.; Annunziata, G.; Muscogiuri, G.; Laudisio, D.; Salzano, C.; Pugliese, G.; Colao, A.; Savastano, S. Adherence to the mediterranean diet, dietary patterns and body composition in women with polycystic ovary syndrome (PCOS). Nutrients. Vol. 11. Num. 10. 2019.

-Barrea, L.; Marzullo, P.; Muscogiuri, G.; Di Somma, C.; Scacchi, M.; Orio, F.; Aimaretti, G.; Savastano, S. Source and amount of carbohydrate in the diet and inflammation in women with polycystic ovary syndrome. Nutrtion Research Reviews. Vol. 31. Num. 2. 2018. p.291-301.

-Barroso, T. A.; Marins, L.B.; Alves, R.; Gonçalves, A.C.S.; Barroso, S.G.; Rocha, G.S. Association of central obesity with the incidence of cardiovascular disease and risk factors. International Jounal of Cardiovascular Sciences. Vol. 30. Num. 5. 2017. p. 416-424.

-Batista, P.T.A.; Dias, M.O.N.; Dalamaria, T.; Ramalho, A.A. Ãlbum fotográfico de porções alimentares: Aspectos metodológicos. DêCiência em Foco. Vol. 2. Num. 2. 2018. p. 141-149.

-Bielemann, R.M.; Montta, J.V.S.; Minten, G.C.; Horta, B.L.; Gigante, D.P. Consumo de alimentos ultraprocessados e impacto na dieta de adultos jovens. Revista de Saúde Pública, vol. 49. 2015.

-Ministério da Saúde. Orientações para coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: norma técnica do sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN. Brasília. Vol. 1. 2011.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia Alimentar Para a População Brasileira. 2ª edição. Brasília. Ministério da Saúde. 2014.

-Brugge, F.A.; Mazur, C.E.; Cavagnari, M.A.V. Associação entre diagnóstico de síndrome dos ovários policísticos, estado nutricional e consumo alimentar em mulheres em idade fértil. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 11. Num. 62. 2017. p. 117-124.

-FAO/WHO/UNU. Human energy requirements. Report of a joint FAO/WHO/UNU expert consultation. Rome: Food and Agriculture Organization. 2001.

-Institute of Medicine. Dietary reference intakes: a risk assessment model for establishing upper intake levels for nutrients. Washington (DC). National Academy Press. 1998.

-Leão, L.M.C.S.M. Obesidade e síndrome dos ovários policísticos: vínculo fisiopatológico e impacto no fenótipo das pacientes. Revista do Hospital Universitário Pedro Ernesto. Vol. 13. Num. 1. 2014. p. 33-37.

-Lemos, K.H.; Patek, T.C.; Mezzomo, T.R. Determinação do índice glicêmico e da carga glicêmica de dietas hospitalares servidas para diabéticos. Scientia Medica. Vol. 27. Num. 4. 2017.

-Louzada, M.L.C.; Martins, A.P.B.; Canella, D.S.; Baraldi, L.G.; Levy, R.B.; Claro, R.M.; Moubarac, J.C.; Cannon, G.; Monteiro, C.A. Alimentos ultraprocessados e perfil nutricional da dieta no Brasil. Revista de Saúde Pública. Vol. 49. Num. 38. 2015.

-Mohammad, M.B.; Seghinsara A.M. Polycystic Ovary Syndrome (PCOS), Diagnostic Criteria, and AMH. Asian Pacific Journal of Cancer Preventio. Ardabil. Vol.18. Num.1. 2017. p. 17-21.

-Molz, P.; Pereira, C.S.; Gassen, T.L.; Prá, D.; Franke, S.I.R. The relation of intake fibers and glycemic load over glycemic, anthropometric and dietetic markers in pre-diabetic patients. Journal of epidemiology and infection control. Vol. 5. Num. 3. 2015. p. 131-135.

-Nusser, S.M.; Carriquiry, A.L.; Dodd, K.W.; Fuller, W.A. A semiparametric transformation approach to estimating usual daily intake distributions. Journal of the American Statistical Association. Vol. 91. 1996. p.1440-1449.

-Oliveira, D.L.; Stawicki, M.; Mezzomo; T.R. Relationship between quality of life and the metabolic-nutritional profile of individuals with type 2 diabetes mellitus. Mundo Saúde. Vol. 41. Num. 1. 2017. p. 77-86.

-Philippi, S.T. Parte 10: Uso prático das recomendações nutricionais. In Philippi, S.T. 1ª edição. Manole. 2017.

-Pierri, L.A.; Zago, J.N.; Mendes, R.C.D. Eficácia dos Inquéritos Alimentares na Avaliação do Consumo Alimentar. Revista Brasileira de Ciências da Saúde. Vol. 19. Num 2. 2015. p. 91-100.

-Rosa-e-Silva, A.C.J. Conceito, epidemiologia e fisiopatologia aplicada à prática clínica. São Paulo: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO). 2018. Cap. 1.p.1-15. (Série Orientações e Recomendações FEBRASGO. Núm. 4. Comissão Nacional de Ginecologia Endócrina.

-Srour, B.; Fezeu, L.K.; Kesse-Guyot, E.; Allès, B.; Debras, C.; Druesne-Pecollo, N. Ultraprocessed Food Consumption and Risk of Type 2 Diabetes Among Participants of the NutriNet-Santé Prospective Cohort. JAMA Internal Medicine. Vol. 180. Num. 2. 2020. p. 283-291.

-Szczuko, M.; Sankowska, P.; Zapalowska-Chwyc, M.; Wysokinski, P. Studies on the quality nutrition in women with polycystic ovary syndrome (PCOS). Rocz Panstw Zakl Hig. Vol. 68. Num. 1. 2017. p. 61-67.

-Szczuko, M.; Skowronek, M.; Zapalowska-Chwyc, M.; Starczewski, A. Quantitative assessment of nutrition in patients with polycystic ovary syndrome (PCOS). Rocz Panstw Zakl Hig. Vol. 67. Num. 4. 2016. p. 419-426.

-Tabela brasileira de composição de alimentos / NEPA - UNICAMP. 4ª edição. revisada e ampliada. Campinas: Núcleo de Estudos e Pesquisas Em Alimentação (NEPA). 2011.

-Tsikouras, P.; Spyros, L.; Manav, B.; Zervoudis, S.; Poiana, C.; Nikolaos, T.; Petros, P.; Dimitraki, H; Koukouli, C.; Galazios, L; Von-Tempelhoff, G.F. Features of polycystic ovary syndrome in adolescence. Journal of Medicine and Life. Vol. 8, Num. 3. 2015. p. 291-296.

-Vandevijvere, S.; Jaacks, L.M.; Monteiro, C.A.; Moubarac, J.C.; Girling-Butcher, M.; Lee, A.C. Pan, A.; Bentham, J.; Swinburn. Global trends in ultraprocessed food and drink product sales and their association with adult body mass index trajectories. Obesity Reviews. Vol. 20. Num. 2. 2019 p. 10-19.

-WHO. World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva. WHO Obesity Technical Report Series. 2000.

Publicado
2021-07-15
Como Citar
Medeiros, T. G. de, Leiros, E. T. S. P. S., Soares, G. M., Lemos, T. M. A. M., & Lopes, M. M. G. D. (2021). Quantidade e qualidade de carboidratos na dieta de mulheres com Síndrome do Ovário Policístico. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 14(88), 877-887. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1432
Seção
Artigos Científicos - Original