Questionário de rastreamento metabólico voltado a disbiose intestinal em profissionais de Enfermagem

  • Janaina Juk Galdino Departamento de Enfermagem. Centro Universitário Campos de Andrade. Curitiba – Paraná - Brasil. Enfermeira
  • Gleidson Brandão Oselame Departamento de Enfermagem. Centro Universitário Campos de Andrade. Curitiba – Paraná - Brasil. Enfermeiro. Mestre em Engenharia Biomédica. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica – Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Cristiane Da Silva Oselame Departamento de Enfermagem. Centro Universitário Campos de Andrade. Curitiba – Paraná - Brasil. Nutricionista. Especialista em Nutrição Clínica– Universidade Federal do Paraná
  • Eduardo Borba Neves Departamento de Enfermagem. Centro Universitário Campos de Andrade. Curitiba – Paraná - Brasil. Fisioterapeuta. Doutor em Engenharia Biomédica. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Biomédica – Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Palavras-chave: Disbiose, Enfermagem, Hipersensibilidade alimentar

Resumo

Objetivo: Investigar a prevalência de sinais e sintomas Disbiose Intestinal entre profissionais de Enfermagem em uma instituição de ensino de Curitiba-PR por meio do Questionário de Rastreamento Metabólico. Métodos: Estudo descritivo transversal de caráter quantitativo. Os dados foram coletados por meio do Questionário de Rastreamento Metabólico em 85 profissionais de Enfermagem na cidade de Curitiba, Paraná. Resultados: Observou-se prevalência elevada de sinais e sintomas de Disbiose Intestinal nos sujeitos investigados (54,11%). Os sintomas mais frequentes foram: náuseas e vômitos, em 43,52% da amostra; diarreia, em 42,35%; arrotos e gases, em 56,47% e dor estomacal, em 45,88% dos sujeitos investigados. Conclusões: é alta a prevalência de sinais e sintomas de Disbiose Intestinal entre os profissionais de enfermagem (54,11%) e recomenda-se o desenvolvimento de campanhas de reeducação alimentar no seu ambiente de trabalho.

 

ABSTRACT 

Questionnaire tracking metabolic oriented dysbiosis intestinal in nursing professionals

Objective: To investigate the prevalence of signs and symptoms Dysbiosis Intestinal among nursing professionals in a teaching institution of Curitiba - PR through the Metabolic Screening Questionnaire. Methods: Cross-sectional descriptive study of quantitative character. Data were collected through the Metabolic Screening Questionnaire in 85 nursing professionals in Curitiba, Paraná. Results: There was a high prevalence of signs and symptoms of intestinal dysbiosis in the investigated subjects (54.11%). The most common symptoms were nausea and vomiting, in 43.52% of the sample; diarrhea in 42.35%; burping and gas, in 56.47% and stomach pain in 45.88% of subjects. Conclusions: there is a high prevalence of signs and symptoms of intestinal dysbiosis among nursing professionals (54.11%) and recommended the development of nutritional education campaigns on your desktop.
Publicado
2016-05-16
Como Citar
Galdino, J. J., Oselame, G. B., Oselame, C. D. S., & Neves, E. B. (2016). Questionário de rastreamento metabólico voltado a disbiose intestinal em profissionais de Enfermagem. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 10(57), 117-122. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/422
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original