Alimentação, risco cardiovascular e nível de atividade física em adolescentes

Karina De Lima Sumini, Gleidson Brandão Oselame, Cristiane Oselame, Denecir De Almeida Dutra, Eduardo Borba Neves

Resumo


Objetivo: Determinar os valores de consumo alimentar para risco cardiovascular, a prevalência de sobrepeso e obesidade, e o nível de atividade física em adolescentes de um colégio estadual na cidade de Curitiba-PR. Métodos: Estudo descritivo transversal com análise quantitativa dos dados, realizada com adolescentes do ensino fundamental, com idade entre 11 a 15 anos. Os dados foram coletados por meio da avaliação de IMC, questionário nível de atividade física (IPAQ) e de alimentos relacionados ao risco cardiovascular. Resultados: Avaliou-se 24 adolescentes, com média de idade de 12,75 (±1,70). Em relação ao IMC dos adolescentes, apenas 12,5 % (n=3) apresentaram sobrepeso. Quanto ao nível de atividade física, 41,66% (n=10) foram classificados como irregularmente ativos e 20,83% (n=5) como sedentários. Relativo aos alimentos consumidos ligados ao risco de doenças cardiovasculares, 75% (n=18) apresenta consumo excessivo destes alimentos. Conclusão: Portanto, programas para intensificar ações para promoção de hábitos alimentares saudáveis e prática de atividade física são fundamentais.

 

ABSTRACT

Food, cardiovascular risk and level of physical activity in teenagers

Objective: To determine the values of food consumption for cardiovascular risk, the prevalence of overweight and obesity, and the level of physical activity in adolescents from a state school in the city of Curitiba-PR. Methods: Cross-sectional study with quantitative data analysis, carried out with adolescents of elementary school, aged 11 to 15 years. Data were collected through the evaluation of BMI, physical activity questionnaire (IPAQ) and food-related cardiovascular risk. Results: We evaluated 24 adolescents with a mean age of 12.75 (± 1.70). Regarding BMI of adolescents, only 12.5% (n = 3) were overweight. The level of physical activity, 41.66% (n = 10) were classified as irregularly active and 20.83% (n = 5) as sedentary. Relating to food consumed linked to the risk of cardiovascular diseases, 75% (n = 18) provides excessive consumption of these foods. Conclusion: Therefore, programs to intensify actions to promote healthy eating habits and physical activity are key.


Palavras-chave


Risco cardiovascular; Atividade física; Adolescentes

Texto completo:

PDF

Referências


-Balaban, G.; Silva, G. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes de uma escola da rede privada de Recife. J Pediatr. Vol. 77. Núm. 2. p.96-100. 2001.

-Beck, C. C.; e colaboradores. Fatores de risco cardiovascular em adolescentes de município do sul do Brasil: prevalência e associações com variáveis sociodemográficas. Rev Bras Epidemiol. Vol. 14. Núm. 1. p.36-49. 2011.

-Chaves, O. C. Associação dos determinantes do estado nutricional dos pais com o estado nutricional dos adolescentes em Viçosa-MG. Dissertação Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 2009.

-Chiara, V. L.; Sichieri, R. Consumo alimentar em adolescentes. Questionário simplificado para avaliação de risco cardiovascular. Arq Bras Cardiol. Vol. 77. Núm. 4. p.332-336. 2001.

-Ciampo, L. A. D.; e colaboradores. Percepção corporal e atividade física em uma coorte de adultos jovens brasileiros. Revista brasileira de crescimento e desenvolvimento humano. Vol. 20. Núm. 3. p.671-679. 2010.

-Clemente, A. P. G.; e colaboradores. Índice de massa corporal de adolescentes: comparação entre diferentes referências. Rev Paul Pediatr. Vol. 29. Núm. 2. p.171-177. 2011.

-Costa, A. S. V.; e colaboradores. Nutritional status of adolescents in the state of Maranhão, Brazil, assessed by national and international criteria. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 18. Núm. 12. p.3715-3720. 2013.

-Costa, R. F.; Cintra, I. P.; Fisberg, M. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da cidade de Santos, SP. Arq. Bras. Endocrinol. Metab. Vol. 50. Núm. 1. p.60-67. 2006.

-Da Silva, D. F.; e colaboradores. Efeitos de um programa multiprofissional de tratamento da obesidade e de sua cessação sobre a aptidão física relacionada à saúde de adolescentes. Rev. educ. fis. Vol. 23. Núm. 3. p.399-410. 2012.

-Da Silva Vargas, I. C.; e colaboradores. Avaliação de programa de prevenção de obesidade em adolescentes de escolas públicas. Rev Saúde Pública. Vol. 45. Núm. 1. p.59-68. 2011.

-De Oliveira Teixeira, C. G.; e colaboradores. Perfil dos componentes da síndrome metabólica em pré-adolescentes com obesidade abdominal. Revista da Educação Física/UEM. Vol. 21. Núm. 4. p.667-657. 2010.

-Dias, P. J. P.; e colaboradores. Prevalence and factors associated with sedentary behavior in adolescents. Revista de Saúde Pública. Vol. 48. Núm. 2. p.266-274. 2014.

-Figueiredo, C.; e colaboradores. Obesidade e sobrepeso em adolescentes: relação com atividade física, aptidão física, maturação biológica e “status” socioeconômico. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 25. Núm. 2. p.225-235. 2011.

-Gobbi, S. Atividade física para pessoas idosas e recomendações da Organização Mundial de Saúde de 1996. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 2. Núm. 2. p.41-49. 2012.

-Lancarotte, I.; e colaboradores. Estilo de vida e saúde cardiovascular em adolescentes de escolas do município de São Paulo. Arq Bras Cardiol. Vol. 95. Núm. 1. p.61-69. 2010.

-Mello, E. D.; Luft, V. C.; Meyer, F. Childhood obesity: towards effectiveness. Jornal de pediatria. Vol. 80. Núm. 3. p.173-182. 2004.

-Moraes, A. C. F.; Oliveira, H. G.; Fernandes, C. A. M. Prevalência de sobrepeso e obesidade em alunos do ensino fundamental da cidade de Maringá-Pr. Ciência, Cuidado e Saúde. Vol. 6. Núm. supl. 2. p.364-369. 2008.

-Naghettini, A. V.; e colaboradores. Avaliação dos fatores de risco e proteção associados à elevação da pressão arterial em crianças. Arq Bras Cardiol. Vol. 94. Núm. 4. p.486-491. 2010.

-Neves, E. B. Prevalência de sobrepeso e obesidade em militares do exército brasileiro: associação com a hipertensão arterial. Ciênc saúde coletiva. Vol. 13. Núm. 5. p.1661-1668. 2008.

-Neves, E. B.; e colaboradores. Comparison of the fat percentage obtained by bioimpedance, ultrasound and skinfolds in young adults. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 19. Núm. 5. p.323-327. 2013.

-Oselame, C.; Oselame, G. B. Uso de suplementos alimentares por praticantes de atividade física em academias de ginástica. Revista Saúde e Desenvolvimento. Vol. 4. Núm. 2. p.79-90. 2013.

-Pinto, S. L.: e colaboradores. Prevalência de pré-hipertensão e de hipertensão arterial e avaliação de fatores associados em crianças e adolescentes de escolas públicas de Salvador, Bahia, Brasil. Cad Saúde Pública. Vol. 27. Núm. 6. p.1065-1076. 2011.

-Pioltine, M. B.; Paternez, A. C. A. C.; Morimoto, J. M. Perfil dietético e risco cardiovascular em adolescentes de uma escola privada de São Paulo. Ciência & Saúde. Vol. 6. Núm. 3. p.149-156. 2013.

-Pontes, L. M.; Sousa, M. D. S. C. Estado nutricional e prevalência de síndrome metabólica em futebolistas amadores. Rev. bras. cineantropom. desempenho hum. Vol. 11. Núm. 1. p.22-29. 2009.

-Romanzini, M.; Pelegrini, A.; Petroski, E. L. Prevalência e fatores associados à obesidade abdominal em adolescentes. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 29. Núm. 4. p.546-552. 2011.

-RomanzinI, M.; e colaboradores. Determinação do estado nutricional de adolescentes por meio de medidas referidas de peso e estatura: um estudo de validação. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol. 16. Núm. 1. p.31-36. 2012.

-Sarti, F. M.; Claro, R. M.; Bandoni, D. H. Contribuições de estudos sobre demanda de alimentos à formulação de políticas públicas de nutrição Contributions by food demand studies to the development of public policies in nutrition. Cad. saúde pública. Vol. 27. Núm. 4. p.639-647. 2011.

-Vanzelli, A. S.; e colaboradores. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da rede pública do município de Jundiaí, São Paulo. Rev Paul Pediatr. Vol. 26. Núm. 1. p.48-53. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui