Comparação entre dois protocolos de treinamento sobre as alterações na composição corporal em mulheres entre 20 e 40 anos

Rafael Lanzotti Robles, Aquino Eduardo de Aquino junior, Germano Mongeli Peneireiro

Resumo


A obesidade está estabelecida como uma das maiores ameaças a saúde da população mundial, ligada diretamente ao acúmulo excessivo de gordura corporal. Dois fatores são responsáveis pela chamada obesidade exógena, que compreende 95% dos casos, a má alimentação e a inatividade física. O presente estudo teve como objetivo comparar dois protocolos de treinamento, sendo eles o treinamento concorrente (aeróbio e resistido aplicados 30 minutos cada) o treinamento em circuito (séries alternadas, compostas por 14 estações, aquecimento de 10 minutos, seguido por 12 estações de 21 minutos, com duas passagens, totalizando 42 minutos de treino), com duração de uma hora diária, três vezes por semana durante 8 semanas. Foram selecionadas 20 mulheres com idade entre 20 e 40 anos. Foram realizadas avaliações físicas através de bioimpedância de alta precisão, avaliando-se previamente ao do início dos treinamentos e ao termino das 8 semanas. Foram analisadas as variáveis de peso corporal, índice de massa corporal, massa de gordura corporal, massa muscular esquelética, percentual de gordura corporal, taxa metabólica basal e área de gordura visceral. O treinamento em circuito mostrou-se mais eficaz ao avaliar a área de gordura visceral, mostrando-se significativo (p<0.05). O tempo de treinamento de 8 semanas foi suficiente diferenciar a área de gordura visceral, importante fator correlacionado à diversas doenças. Entretanto, mostrou-se insuficiente em relação às demais variáveis, havendo a necessidade de aumentar o tempo de treinamento mínimo para 16 semanas.

 

ABSTRACT 

Comparison between two training protocols on changes in body composition in women between 20 and 40 years

Obesity is established as one of the greatest health threats of the world population, linked directly to excessive accumulation of body fat. Two factors are responsible for the so-called exogenous obesity, which comprises 95% of cases, poor diet and physical inactivity. The present study had as objective to compare two training protocols, the concurrent and circuit training. The concurrent training (aerobic and resisted applied 30 minutes each); the circuit training (alternating series, composed of 14 stations, 10 minutes warm up, followed by 12 stations of 21 Minutes, with two passes, totaling 42 minutes of training), with duration of 1 hour per day, three times a week for 8 weeks. Twenty women aged 20 to 40 years were selected. Physical evaluations were carried out through bioimpedance of high precision, being evaluated before the beginning of the training and at the end of the 8 weeks. The variables of body weight, body mass index, body fat mass, skeletal muscle mass, percentage of body fat, basal metabolic rate and visceral fat area were analyzed. Circuit training proved to be more effective in evaluating the area of visceral fat, being significant (p <0.05). The training time of 8 weeks was sufficient to differentiate the area of visceral fat, an important factor correlated to several diseases. However, it was insufficient in relation to the other variables, and it was necessary to increase the minimum training time to 16 weeks.


Palavras-chave


Obesidade; Antropometria; Treinamento concorrente, treinamento em circuito

Texto completo:

PDF

Referências


-Aquino Junior, A.E. A fototerapia como mecanismo potencializador no tratamento da obesidade. Tese de Doutorado. Pós-Graduação em Biotecnologia. Universidade Federal de São Carlos. 2015.

-Arruda, D.P.; Assumpção, C.O.; Urtado, C. B.; Dorta, L.N.O.; Rosa, M.R.R.; Zabaglia, R.; Souza, T.M.F. Relação entre treinamento de força e redução do peso corporal. Revista Brasileira Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 4. Num. 24. 2010. p.605-609. Disponível em:

-Azevedo, M.A.S.B.; Spadotto, C. Estudo psicológico da obesidade: dois casos clínicos. Temas em Pscicologia. Vol. 12. Num. 2. 2004. p.127-144.

-Beck, C.C.; Lopes, A.S., Pitanga, F.J.G. Indicadores antropométricos de sobrepeso e obesidade como preditores de alterações lipídicas em adolescentes. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 29. Num. 1. 2011. p.46-53.

-Ciolac, E.G.; Guimarães, V.G. Exercício físico e síndrome metabólica. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 10 Num. 4. 2004. p.319-324.

-Dâmaso, A. Nutrição e Exercício na prevenção de doenças. Rio de Janeiro. Editora Médica e Científica. 2001.

-Dâmaso, A. Obesidade. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2009.

-Dâmaso, A.R.; Tock, L.; Prado, W.L.; Stella, S.G.; Fisberg, M.; Cintra, I.P.; Caranti, D.A.; Siqueira, K.O.; Nascimento, C.M.; Oyama, L.M.; Dereman, H.M.; Cristofalo, D.; Antunes, H.K.; Comparoni, A.; Santos, L.C.; Mello, M.T. Tratamento multidisciplinar reduz o tecido adiposo visceral, leptina, grelina e a prevalência de esteatose hepática não alcoólica (NAFLD) em adolescentes obesos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. Num. 5. 2006. p.263-267.

-Gomes, F.; Telo D.F.; Souza, H.P.; Nicolau, J.C.; Halpern, A.; Serrano Jr., C.V. Obesidade e Doença Arterial Coronariana: papel da inflamação vascular. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 94. Num. 2. 2010. p.273-279.

-Granza, I.; Santos, B.V., Mattos, W.T.A.; Fernandes, N.L.; Bender, E.V. Efeitos do treinamento em circuito personalizado em dois grupos de mulheres sedentárias com idade entre 23 a 49 anos sobre a antropometria e composição corporal durante doze semana. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 3. Num. 13. 2009. p.4-15. Disponível em:

-Hauser, C.; Benetti, M.; Rebelo, F.P.V. Estratégias para o emagrecimento. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano. Vol. 6. Num. 1. 2004. p.72-81.

-Hermsdorff, H.H.M.; Montero, J.B.R. Gordura Visceral, Subcutânea ou Intramuscular: Onde Está o Problema?. Arq. Bras. Endocrinol. Metab. Vol. 48. Num. 6. 2004. p.803-811.

-Karvonen, J. J.; Kentala, E.; Mustala, O. The effects of training on heart rate: a "longitudinal" study. Ann Med Exp Biol Fenn. Num. 35. p.307-315. 1957.

-Matsudo, S. M.; Matsudo, V.R.; Araújo, T.; Andrade, D.; Oliveira, L.; Braggion, G. Nível de atividade física da população do estado de São Paulo: analise de acordo com o gênero, idade, nível socioeconômico, distribuição geográfica e de conhecimento. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 10. Num. 4. 2002. p.41-50.

-Mcardle, W. D.; Katch, F. I.; Katch, V.L. Energia, Nutrição e Desempenho Humano. 6ª edição. Guanabara Koogan. 2008.

-Mccarthy, J.P.; Pozniak, M.A.; Agre, J.C. Neuromuscular adaptations to concurrent strength and endurance training. Madison. Departments of Orthopedics & Rehabilitation, Kinesiology, and Radiology. University of Wisconsin-Madison. Vol. 34. Num. 3. 2002. p.511-519.

-Oliveira, C.L.; Fisberg, M. Obesidade na infância e adolescência – verdadeira epidemia. São Paulo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Vol. 47. Num. 2. 2003. p.107-108.

-Ribeiro Filho, F.F.; Mariosa, L.S.; Ferreira, S.R.G.; Zanella, M.T.; Gordura Visceral e Síndrome Metabólica: mais que uma simples associação. Arq. Bras. Endocrinol. Metab. Vol. 50. Num. 2. 2006. p.230-238

-Saad, M.J.A., Zanella, M.T., Ferreira, S.R.G. Síndrome metabólica: ainda indefinida, mas útil na identificação do alto risco cardiovascular. Arq. Bras. Endocrinol. Metab. 2006. Vol. 50 Num. 2. p.161-162.

-Santarém, J.M. Atualização em Exercício Resistidos: mobilização do tecido adiposo. Saúde Total. 1998.

-Sizer, F.; Whitney, E. Nutrição: Conceitos e Controvérsias. São Paulo. Manole. 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui