Comparação entre o índice de massa corporal e o percentual de gordura como indicadores do estado nutricional em estudantes de 10 a 13 anos

Ruan Feliphe Maresana, Patrícia Esther Fendrich Magri, Eriberto Fleischmann

Resumo


Introdução: Para identificar o estado nutricional da população existem diversas técnicas, como por exemplo, impedanciometria, IAC, índice de massa corporal (IMC) e espessura das dobras cutâneas, sendo o IMC o indicador mais utilizado pelo seu fácil manuseio. Objetivo: O objetivo desse estudo foi verificar/analisar se para este grupo investigado, o índice de massa corporal apresenta uma boa consistência com o percentual de gordura, para classificar baixo peso, peso normal ou acima do peso.  Materiais e métodos: A amostra foi composta por estudantes de 10 a 13 anos, residentes na cidade de Joinville-SC. Foram coletados peso, estatura e as dobras tricipital e subescapular. Foram utilizados os protocolos de Slaughter (1988) e a classificação proposta por Lohman (1987). O IMC foi utilizado conforme indicação do Center for Disease Control and Prevention-CDC. Para a análise estatística, foi utilizado o teste Kolmogorov-Smirnov, o teste de correlação de Spearman, o índice Kappa e a análise descritiva de frequência.  Resultado: O teste de Spearman apresentou uma forte correlação nos meninos rs = +0,768 e nas meninas rs = +0,767. Já o índice Kappa (k), demonstrou uma concordância fraca entre os métodos, k= 0,2214 para meninos e k=0,2219 para meninas.   Conclusão: Embora o IMC e o percentual de gordura tenham apresentado uma forte correlação, foi observado que esses métodos não apresentam uma boa concordância, pois somente 55,1% das meninas e 47,3% dos meninos foram classificados simultaneamente, demonstrando que o IMC não é um bom preditor do estado nutricional.

 

ABSTRACT 

Comparison between body mass index and percentage of fat as indicators of nutritional status in students aged between 10 to 13 yearls old

Introduction: To identify the nutritional status of the population, there are a variety of techniques, such as, for example, using impedance techniques, IAC, body mass index (BMI) and the thickness of the skin folds. Being the BMI the indicator most widely used for its easy handling. Aim: check/analyze for this group investigated the body mass index shows a good consistency with the percentage of fat, to classify underweight, normal weight or overweight. Materials and methods: The sample was composed of students from 10 to 13 years, residing in the city of Joinville-SC. Were collected weight, height, and the folds tricipital and subscapular skinfold. We used the protocols of Slaughter (1988) and the classification proposed by Lohman (1987). The BMI was used as an indication of the Center for Disease Control and Prevention-CDC. For the statistical analysis, was used the Kolmogorov-Smirnov test, the Spearman correlation test, the index Kappa, and the descriptive analysis of frequency. Result: The test of Spearman showed a strong correlation in the boys rs=+0,767., and in the girls rs=+0,767. Already the index Kappa (k) showed a correlation low between the methods, k=0,2214 for boys and k=0,2219 for girls. Conclusion: Although the BMI and the fat percentage have shown a strong correlation, it was observed that these methods do not present a good agreement, since it only amounted to 55.1% girls and 47.3% of boys were classified simultaneously, demonstrating that the BMI is not a good predictor of nutritional status.


Palavras-chave


IMC; Adiposidade; Antropometria; Estudantes

Texto completo:

PDF

Referências


-Alba-Martín, R. Evidencia científica sobre intervenciones preventivas en obesidad infantil. Revista Colombiana de Psiquiatria. Vol. 46. Num. 1. p. 36-43. 2017. DOI: 10.1016/j.rcp.2016.03.004. 2016.

-Arenas, J.J.S.; Martínez, A.O.R. Relationship between self-esteem and body image in children with obesity. Mexican Journal of Eating Disorders. Vol. 6. 2015. p. 38-44.

-Both, D.R.; Matheus, S.C.; Corazza, S.T.; Behenck, M.S. Análise da relação entre dois métodos indicadores de estado nutricional em escolares. Revista Andaluza de Medicina del Desporte. Vol. 2. Num. 4. 2009. p. 115-121.

-Costa, R.F.D.; Guiselini, M.; Fisberg, M. Correlação entre porcentagem de gordura e índice de massa corporal de frequentadores de academia de ginástica. Revista brasileira de Ciência & Movimento. Vol.15. Num. 4. 2007. p. 39-45.

-Giugliano, R.; Melo, A.L.P. Diagnóstico de sobrepeso e obesidade em escolares: utilização do índice de massa corporal segundo padrão internacional. Jornal de Pediatria. Vol. 80. Num. 2. 2004. p. 129-134.

-Glaner, M.F. Índice de massa corporal como indicativo da gordura corporal comparado às dobras cutâneas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 11. Num. 4. 2005. p.243-246.

-Kuczmarski, R.J.; Ogden, C.L.; Guo, S.S.; Grummer-Strawn, L.M.; Flegal, K.M.; Mei, Z. CDC growth charts for the United States: Methods and Development. Vol. 11. Num. 246. 2002. p. 1-190.

-Lohman, T.G. The use of skinfold to estimate body fatness on children and youth. Journal of Physical Education, Recreation and Dance. Vol. 58. Num. 9. 1987. p. 98-102

-Mainardes, H.D.S.; Silva, R.; Junior, G.D.B.C.; Rech, C.R. Estudo correlacional entre o IMC e percentual de gordura corporal em crianças de 7 á 9 anos da rede pública de Castro-PR. Revista Centro de Pesquisas Avançadas em Qualidade de Vida. Vol. 1. Num. 2. 2009.

-Nunes, R.R.; Clemente, E.L.D.S.; Pandini, J.A.; Cobas, R.A.; Dias, V.M.; Sperandei, S. Reliability of the classification of nutritional status obtained through the BMI and three different methods of body fat percentage in patients with type 1 diabetes mellitus 1. Arquivos Brasileiros de endocrinologia e metabologia. Vol. 53. Num. 3. 2009. p. 360-367.

-Silva, K.S.D.; Lopes, A.D.S.; Silva, F.M.D. Sensibilidade e especificidade de diferentes critérios de classificação do excesso de peso em escolares de João Pessoa, Paraíba, Brasil. Revista de Nutrição. Vol. 23. Num. 1. 2010. p. 27-35.

-Slaughter, M.H.; Lohman, T.G.; Boileau, R.A.; Horswill, C.A.; Stillman, R.J.; Van Loan, M.D. Skinfold equations for estimation of body fatness in children and youth. Hum Biol. Vol, 60. Num. 5. 1988. p. 709-723.

-Souza, W.C.; Grzelczak, M. T.; Alarcón-Meza, E. I.; Brasilino, F. F.; Mascarenhas, L. P. G. Aplicabilidade do índice de adiposidade corporal na estimativa da gordura corporal em escolares masculino. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 10. Num. 55. 2016. p. 12-19. Disponível em:

-Svanholm, H.; Starklint, H.; Gundersen, H.J.; Fabricius, J.; Barlebo, H.; Olsen, S. Re- producibility of histomorphologic diagnoses with special reference to the Kappa statistic. APMIS. Vol. 97. 1989. p. 689-698.

-Teixeira, C.V.L.S.; Eduardo, C.Z.; Konda, K.M.; Gianoni, R.L.D.S. Prevalência de excesso de peso em crianças e adolescentes da cidade de Santos/SP através de dois métodos de avaliação antropométrica. Revista Brasileira de Fisiologia do Exercício. Vol. 11. Num. 2. 2012. p. 106-110.

-Vieira, A.C.R. Accuracy of different body mass index reference values to predict body fat in adolescents. Caderno de Saúde Pública. Vol. 22. Num. 8. 2006. p.1681-1690.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui