Relação entre Índice de Massa Corporal e pressão arterial em escolares

Alana Vasquez Nava, Diogo Matheus Barros Da Silva, Ester Da Silva Caldas, Bruno Luiz Galvão De Miranda, Ezequias Rodrigues Pestana, Marlon Lemos De Araújo

Resumo


A prevalência de obesidade infantil tem aumentado na população brasileira, além disso, é apontada como um fator de risco para o desenvolvimento precoce de doenças crônicas sendo associada a alguns fatores de risco como hipertensão arterial, hipercolesterolemia e resistência à insulina e doenças cardiovasculares. O presente estudo teve como objetivo analisar a relação entre índice de massa corporal e pressão arterial em escolares. Foram mensurados o peso corporal, a estatura e a pressão arterial. Para análise estatística foram utilizados o teste t de student e a correlação de Pearson. Neste estudo observou que a grande da amostra estava com baixo peso e normotensos, e também se verificou correlação positiva para o IMC e pressão arterial.

 

ABSTRACT 

Relationship between body mass index and blood pressure in schoolchildren

The prevalence of childhood obesity has increased in the population, in addition, it is identified as a risk factor for early development of chronic diseases and is associated with some risk factors such as hypertension, hypercholesterolemia, and insulin resistance and cardiovascular disease. This study aimed to analyze the relationship between body mass index and blood pressure in children. body weight were measured, height and blood pressure. Statistical analysis was performed using the Student t test and Pearson correlation. It was found that most students were underweight and normotensive, and also found a positive correlation to BMI and blood pressure.


Palavras-chave


Crianças; IMC; Pressão arterial

Texto completo:

PDF

Referências


-Associação Brasileira para Estudo da Obesidade. ABEB, 2016. Disponível em: . Acesso em 15/09/2017.

-Bancalari, R.; Díaz, C.; Aguayo, A. M.; Aglony, M.; e colaboradores. Prevalencia de hipertensión arterial y suasociación com la obesidade em edad pediátrica. Rev Med Chile. Vol. 139. p. 872-879. 2011.

-Bar-Or, O. A epidemia de obesidade juvenil: a atividade física é relevante? Gatorade Sports Science Institute. Núm. 38. 2003.

-Berenson, G.S. Bogalusa Heart Study Investigators Bogalusa Heart Study: a long-term community study of a rural biracial (black/white) population. Am J Med Sci. Vol. 322. p.293-300. 2001.

-Brasil. VIGITEL Brasil 2010: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília, DF: Ministério da Saúde. 2010. Acesso em: 03/2012.

-Burgos, M. S.; e colaboradores. Comparison analysis of blood pressure, obesity, and cardio-respiratory fitness in schoolchildren. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 94. Num. 6. p. 788-793. 2010.

-De Rose, E. Cineantropometria, Educação Física e Treinamento Desportivo. Rio de Janeiro: Editora do Brasil. 1984.

-Eligio, E. O. A.; Garza, M. C. A. Prevalencia y factores de riesgo de hipertensión arterial en escolares mexicanos: caso Sabinas Hidalgo. Salud Publica de México. Vol. 51. Num. 1. 2009.

-Giugliano, R.; Carneiro, E. C. Factors associated with obesity in school Children. J Pediatr. Vol. 80. Num. 1. p. 17-22. 2004.

-Gomes, I. A obesidade e a hipertensão arterial em idade pediátrica - a propósito de uma população em crescimento. Revista Portuguesa de Cardiologia. Vol. 36. Num. 10. p. 707-708. 2017.

-Marcondes, E.; Berquó, E.; Hegg R.; Colli A. C.; Zacchi, M. A. S. Crescimento e desenvolvimento pubertário em crianças e adolescentes brasileiros: Metodologia. São Paulo: Editora Brasileira de Ciências, 1982.

-Martins, I.; Albuquerque, H. H. P.; Burgos, M. S. Obesidade e hipertensão arterial em escolares de Santa Cruz do Sul-RS, Brasil. 6825. p.40. 2012.

-National High Blood Pressure Education Program Working Group on High Blood Pressure in Children and Adolescent. The fourth report on the diagnosis, evaluation, and treatment of high blood pressure in children and adolescents. Pediatrics. Vol. 114. Suppl 2. p.555-76 2004.

-Quételet, A. Physique Sociale ou Essai sur le Développement des Facultés de l’Homme. Bruxelles: C. Muquardt. 1869.

-Ribeiro, R. Q. C.; Lotufo, P. A.; Lamounier, J. A.; Oliveira, R. G.; Soares, J. F.; Botter, D. A. Fatores adicionais de risco cardiovascular associados ao excesso de peso em crianças e adolescentes. O estudo do coração de Belo Horizonte. Arq Bras Cardiol. Vol. 86. Num. 6. p. 408-418. 2006.

-Vicenzi, K. Insegurança alimentar e excesso de peso em escolares do primeiro ano do ensino fundamental da rede municipal de São Leopoldo-RS. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva. Universidade do Vale do Rio dos Sinos. 2012.

-World Health Organization. Global status report on noncommunicable diseases. Geneva, World Health Organization. 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui