Perfil e hábitos alimentares de acadêmicos ingressantes do curso de Nutrição de uma Universidade do sul do Brasil

Adriana Pereira Telis, Alessandra Doumid Borges Pretto, Khadija Bezerra Massaut, Giovanna Bandeira Andersson, Leila Conter

Resumo


Introdução e Objetivo: O ingresso na universidade costuma ser acompanhado de mudanças no estilo de vida, advindas das adaptações ao novo ambiente. O objetivo do estudo, foi descrever o perfil e hábitos alimentares de acadêmicos ingressantes do curso de Nutrição de uma universidade do Sul do Brasil. Métodos: Estudo transversal, descritivo, realizado com alunos ingressantes do primeiro semestre do curso de Nutrição da Universidade Federal de Pelotas. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário auto aplicado sobre dados sociodemográficos, perfil e hábitos alimentares. Resultados: Da amostra, 85% eram mulheres, com média de idade de 20 anos sendo 75% de cor branca. Quanto ao estilo de vida, 55% não realizavam atividade física, 94,7% não fumavam e 75% ingeriam bebidas alcoólicas eventualmente. Quanto aos hábitos alimentares, 45% consumiam hortaliças e 40% consumiam frutas 1 a 2 vezes ao dia, 35% relataram consumir 1 a 3 vezes na semana bolachas recheadas, cerca de 85% consumiam pizza de 1 a 3 vezes ao mês e 55% consumiam frituras de 1 a 3 vezes ao mês. Discussão: Estudos mostram que jovens universitários não possuem bons hábitos alimentares e de vida. Conclusão: Desde que o aluno ingressa no curso de nutrição o mesmo não deve dedicar-se somente às teorias, mas sim aplicar em si mesmo os conhecimentos já adquiridos de nutrição, alimentos e estilo de vida saudável, com isso servindo de exemplo para a sociedade.

 

 

ABSTRACT 

Profile and eating habits of undergraduate students of the nutrition course of a university of southern Brazil

Introduction and Objective: Admission to university is often accompanied by changes in lifestyle, resulting from adaptations to the new environment. This study aimed to describe the profile and eating habits of incoming students of the Nutrition course. Methods: A cross-sectional, descriptive study was carried out with incoming students from the first semester of the Nutrition course of the Federal University of Pelotas. The data collection was performed through a self-administered questionnaire, addressing socio-demographic data, profile and eating. Results: Of the sample, 85% were women, with a mean age of 20 years and 75% were white. Regarding lifestyle, 45% performed physical activity, 94.7% did not smoke, 75% would drink alcoholic beverages eventually. As for dietary habits, 40% consume vegetables and fruits 1 to 2 times a day, as for the consumption of caloric foods, 35% reported consuming 1 to 3 times a week of stuffed wafers, about 85% consumed pizza from 1 to 3, and 55% consumed frying 1 to 3 times a month. Discussion: Studies show that young university students do not have good eating and living habits. Conclusion: During the course of nutrition, there should not only be theories, but actions that encourage students to apply not only their nutrition, food and lifestyle knowledge to their patients, but to themselves, with the goal of improving their Habits of life in order to acquire knowledge to be disclosed to society in the future.


Palavras-chave


Estilo de vida; Alimentação; Estudante

Texto completo:

PDF

Referências


-Alves, H.J.; Boog, M.A.F. Comportamento alimentar em moradia estudantil: um espaço para a promoção da saúde. Revista de Saúde Pública. São Paulo. Vol. 41. Num. 2. 2007. p. 197-204.

-Carvalho, C.S.; Santos, A.A.; Vigato, T.C.; Paese, M.C.P. Frequência de consumo de grupos alimentares por acadêmicas do 1º e 4º ano nos cursos de nutrição e pedagogia das faculdades Unidas do Vale do Araguaia no município de Barra do Garças-MT. Revista Eletrônica da Univar. Vol. 10. Num. 2. 2013. p. 78-82.

-Félix, J.A. Secretaria Nacional Antidrogas. I Levantamento Nacional sobre os padrões de consumo de álcool na população brasileira. Brasília. 2007.

-Fiates, G.M.R.; Salles, R.K. Fatores de risco para o desenvolvimento de distúrbios alimentares: um estudo em universitárias. Revista de Nutrição. Vol. 4. Num. 3. 2001.

-Fonseca, J.J.M.; Chor, D.; Valente, J.G. Hábitos alimentares entre funcionários de banco estatal: padrão de consumo alimentar. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 15. Num. 1. 1999. p. 29-39.

-George, M.S.; Park, Y.; Leitzmann, M.F.; Freedman, N.D.; Dowling, E.C.; Reedy, J. Fruit and vegetable intake and risk of cancer: a prospective cohort study. American Journal of Clinical Nutrition. Vol. 89. Num. 1. 2009. p.347-53.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa Nacional de Saúde. Acesso e utilização dos serviços de saúde, acidentes e violências. Brasil, grandes regiões e unidades da federação. Brasília. 2013.

-Jorge, M.I.E.; Martins, I.S.; Araújo, E.A.C. Diferenciais socioeconômicos e comportamentais no consumo de hortaliças e frutas em mulheres residentes em município da região metropolitana de São Paulo. Revista de Nutrição. Vol. 21. Num. 6. 2008. p.695-703.

-Krause, S.F.; Ceni, G.C. Determinação do perfil epidemiológico dos pacientes atendidos no Ambulatório de Especialidades em Nutrição. Anais do XV Seminário Institucional de Iniciação Científica. Erechim. 2009.

-Laranjeira, R.; Pinsky, I.; Zaleski, M.; Caetano, R.; Duarte, P.C.A.V.I. Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas. Levantamento Nacional sobre os Padrões de Consumo de Álcool na População Brasileira. Brasília. 2007.

-Lima, A.K.G. Investigação sobre os hábitos alimentares de estudantes de uma universidade pública de Fortaleza - CE. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Ceará. Fortaleza. 2014.

-Marcondelli, P.; Costa, T.H.M.; Schmitz, B.A.S. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3º ao 5º semestre da área da saúde. Revista de Nutrição. Vol. 21. Num. 1. 2008. p.39-47.

-Matias, C.T.; Fiore, E.G. Mudanças no comportamento alimentar de estudantes do curso de nutrição em uma instituição particular de ensino superior. Nutrire: Revista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Vol. 35. Num. 2. 2010. p.53-66.

-Ministério da saúde. Secretaria de atenção à saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira, 2ª edição. Brasília. 2015.

-Ministério do Esporte. Diesporte. Diagnóstico Nacional do Esporte. Brasília. 2015.

-Monteiro, M.; Andrade, M.L.O.; Zanirati, V.F.; Silva, R.R. Hábito e consumo alimentar de estudantes do sexo feminino dos cursos de nutrição e enfermagem de uma universidade pública brasileira. Revista de Atenção Primária à Saúde. Vol. 12. Num. 3. 2009. p. 271-277.

-Nascimento, C.A.D.; Bezerra, S.M.M.S.; Angelim, E.M.S. Vivência da obesidade e do emagrecimento em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. Estudos de Psicologia. São Paulo. Vol. 18. Num. 2. 2013. p. 193-201.

-Oliveira, A.C.; Moraes, J.M.M.; Nunes, P.P.; Gomes, E.V.; Viana, K.D.; Arruda, S.P. Hábitos alimentares de acadêmicas do primeiro e do último ano de cursos de graduação em Nutrição no estado do Maranhão. Nutrire: Revista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Vol. 40. Num. 3. 2015. p. 328-336.

-Pereira, L.K.C.; Farias, R.M.P.; Lourenço, V.V. Comportamento alimentar dos pacientes diabéticos atendidos pelo programa de atenção ao diabético de Hospital Universitário de Belém, PA. Nutrição em Pauta, Vol. 23. Num. 5. 2007. p. 24-28.

-Pinto, B.M.; Marcus, B.H. A stages of change approach to understanding college students’ physical activity. Journal of American College Health. Vol. 44. Num. 1. 1995. p.27-31.

-Santos, A.K.; Reis, C.C.; Chauld, D.M.; Morimoto, A.M. Qualidade de vida e alimentação de estudantes universitários que moram na região central de São Paulo sem a presença dos pais ou responsáveis. Revista Simbiologias. Vol. 7. Num. 10. 2014.

-Souza, A.P.P.; Oliveira, E.R.N.; Oliveira, A.A.B. Avaliação dos hábitos alimentares e de alguns indicadores de qualidade de vida dos acadêmicos de Cesumar- Maringá/PR. Iniciação Científica Cesumar. Paraná. Vol. 4. Num. 2. 2002.

-Takachi, R.; Inoue, M.; Ishihara, J.; Kurahashi, N.; Iwasaki, M.; Sasazuki, S. Fruit and Vegetable Intake and Risk of Total Cancer and Cardiovascular Disease. Journal of Epidemiology. Vol. 167. Num. 1. 2008. p. 59-70.

-Vieira, V.C.R.; Priore, S.E.; Ribeiro, S.M.R.; Franceschini, S.C.C.; Almeida, L.P. Perfil socioeconômico, nutricional e de saúde de adolescentes recém-ingressos em uma universidade pública brasileira. Revista de Nutrição. Vol. 15. Num. 3. 2002. p. 273-282.

-Vieira, C.M.; Sabadin, E.; Oliveira, M.R.M. Avaliação das práticas alimentares e do estado nutricional de universitárias do primeiro ano de nutrição. Revista Simbiologias. Vol. 1. Num. 1. 2008.

-World Health Organization (WHO). Implementation of the WHO global strategy on diet, physical and health. Geneva. 2008.

-World Health Organization (WHO). Health warnings in the International Tobacco Control Four Country Survey. Geneva 2002–2005.

-Zaccarelli, E.M. Modelo trans-teórico de curso de vida. IN: Fisberg, R. M.; Martins, L.M.; Slater, B.; Marchiori, D.M. Inquéritos alimentares: métodos e bases científicas. São Paulo. Manole. 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui