Obesidade: um estudo sobre a adesão ao tratamento medicamentoso e a percepção da qualidade de vida relacionada à saúde

Carine Fieira, Ligiane de Lourdes Silva

Resumo


A obesidade tem sido descrita como problema de saúde pública, que atinge a população mundial. Diversos distúrbios fisiopatológicos estão associados a ela, tornando complexo o regime terapêutico desses pacientes, dificultando a adesão ao tratamento.  A obesidade traz consigo a necessidade e dificuldade na perda de peso, desencadeando uma baixa autoestima, resultando em prejuízo no estado de saúde percebido desses indivíduos. Objetivou-se analisar a associação da obesidade com a adesão ao tratamento farmacológico e percepção da qualidade de vida relacionada à saúde em pacientes acompanhados por um serviço de obesidade e cirurgia bariátrica. Realizou-se um estudo transversal analítico e prospectivo de caráter descritivo com pacientes de um Ambulatório de Obesidade e Cirurgia Bariátrica utilizou-se o instrumento de adesão ao tratamento Brief Medication Questionnaire e o instrumento de avaliação da qualidade de vida Medical Outcomes Study 36-Item Short-Form Health Survey (SF-36). Participaram do estudo 45 indivíduos, com IMC médio de 46,5 kg/m², em relação à adesão ao tratamento 66,6% obtiveram um resultado compatível com a provável não adesão ao tratamento, ao analisar a qualidade de vida do grupo encontrou-se um comprometimento dos componentes de saúde física. Nosso estudo constatou uma alta porcentagem de provável não adesão ao tratamento farmacológico, bem como uma baixa percepção de qualidade de vida do grupo estudado, principalmente nos componentes de saúde física desses pacientes.

 

ABSTRACT 

Obesity: a study on the adherence to the medicinal treatment and the perception of quality of life related to health

Obesity has been described as a public health problem that affects the world's population. Several pathophysiological disorders are associated with it, making the therapeutic regimen of these patients complex, making treatment adherence difficult. Obesity brings with it the need and difficulty in weight loss, triggering a low self-esteem, resulting in impairment in the perceived health status of these individuals. The objective was to analyze the association of obesity with adherence to pharmacological treatment and perception of health-related quality of life in patients followed by an obesity and bariatric surgery service. A descriptive and prospective cross-sectional study was carried out with patients from an Obesity and Bariatric Surgery Outpatient Clinic using the instrument of adherence to the Brief Medication Questionnaire and the instrument of quality of life evaluation Medical Outcomes Study 36-Item Short -Form Health Survey (SF-36). Participating in the study were 45 individuals with a mean BMI of 46.5 kg / m² in relation to adherence to treatment 66.6% obtained a result compatible with the probable non-adherence to treatment, when analyzing the quality of life of the group found physical health components. Our study found a high percentage of probable non adherence to pharmacological treatment, as well as a low perception of quality of life of the studied group, mainly in the components of physical health of these patients.


Palavras-chave


Obesidade; Qualidade de vida; Adesão ao tratamento

Texto completo:

PDF

Referências


-Barros, L.M.; Moreira, R.A.N.; Frota, N.M.; Araujo, T.M.; Caetano, J.A. Qualidade de vida entre obesos mórbidos e pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Revista eletrônica de enfermagem. Goiania. Vol. 17. Núm. 2. 2015. p. 312-321.

-Battisti, L.; Barbosa, A.M.; Silva, K.H.; Batista, G.C.P. Farias, L.A.V.; Azevedo, G.C.; Carneiro, A.P.S. Percepção da qualidade de vida e funcionalidade em obesos candidatos a cirurgia bariátrica: um estudo transversal. Revista Brasileira de Qualidade de Vida. Vol. 9. Num. 2. 2017. p.125-140.

-Bem, A.J.; Neumann, C.R.; Mengue, S.S. Teste de Morisky-Green e Brief Medication Questionnaire para avaliar adesão a medicamentos. Revista Saúde Pública. Vol. 46. Num. 2. 2012.

-Botton, A.; Cúnico, S.D.; Strey, M.N. Diferenças de gênero no acesso aos serviços de saúde: problematizações necessárias. Revista Psicologia da Saúde. Vol. 25. Num. 1. 2017. p. 67-72.

-Carvalho, M.A.N.; Silva, I.B.S.; Ramos, S.B.P.; Coelho, L.F.; Gonçalves, I.D.; Neto A.F. Qualidade de Vida de Pacientes Hipertensos e Comparação entre dois Instrumentos de Medida de QVRS. Arquivos Brasileiro Cardiologia. Vol. 98 Num. 5. 2012. p.442-451.

-Cunha, H.A.V.; Alves Júnior, A.J.T.; Scabello, H.P.L.; Figueiredo, R.R.; Oliveira, I.L.G.O.; Costa, J.B. Associação da obesidade à presença de comorbidades decorrentes em trabalhadores do Hospital e Maternidade Celso Pierro. Revista Ciências Médicas. Campinas. Vol. 19. Num 6. 2010. p.23-31.

-Demoner, M.S.; Ramos, E.R.P.; Pereira, E.R. Fatores associados à adesão ao tratamento anti-hipertensivo em unidade básica de saúde. Acta Paulista de Enfermagem. Vol. 25. Num. 1. 2015. p. 27-34.

-Fayers, PM.; Machin D. Quality of life. Assessment, analysis and interpretation. John Wiley & Sons. 2002. p.413.

-Fraga, P.L.; Martins, F.S.C.Doença do Refluxo Gastroesofágico: uma revisão de literatura. Cadernos UniFOA. Volta Redonda. Num. 18. 2012.

-Kovaleski, E.S.; Schoreder, H.; Krause, M.; Dani, C.; Bock, P.M. Perfil farmacoterapêutico de pacientes obesos no pós-operatório de cirurgia bariátrica. Jornal Vascular Brasileiro. Vol. 15. Num.3. 2016. p.182-188.

-Luiz, S.M.F. Impacto dos dois níveis de obesidade grave sobre as alterações osteoarticulares e funcionais do joelho e pé. Tese Doutorado. Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. 2012.

-Mantovani, M.F.; Mattei, A.T.; Arthur, J.P.; Ulbrich, E.M.; Moreira, R.C. Utilização do brief medication questionnaire na adesão medicamentosa de hipertensos. Revista enfermagem UFPE Vol. 9. Num. 1. 2015. p.84-90.

-Morsch, L.M.; Dressler, C.C.; Schneider, A.P.H.; Machado, E.O.; Assis, M.P. Complexidade da farmacoterapia em idosos atendidos em uma farmácia básica no sul do Brasil. Ver. Infarma Ciências Farmacêuticas. Vol. 4. Num. 27. 2015. p. 239-247.

-Peixoto, M.R.G.; Benício, M.H.A.; Latorre, M.R.D.O.; Jardim, P.C.B.V. Circunferência da cintura e índice de massa corporal como preditores da hipertensão arterial. Arquivo Brasileiro Cardiologia. Num. 87. Vol. 4. 2006. p.462-470.

-Santos, A.X. Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus em obesos candidatos à cirurgia bariátrica. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 6. Num. 34. 2012. p.184-190. Disponível em:

-Silva, T.M.; Aguiar, O.B.; Fonseca, M.JM. Associação entre sobrepeso, obesidade e transtornos mentais comuns em nutricionistas. Jornal Brasileiro Psiquiatria. Vol. 64. Num. 1. 2015. p.24-31.

-Tavares, N.U.L.; Bertoldi II, A.D.; Mengue III, S.S.; Arrais, P.S.D.; Luiza, V.L.; Oliveira, M.A.; Ramos, L.R.; Farias, M.R.; Pizzol, T.S.D. Fatores associados à baixa adesão ao tratamento farmacológico de doenças crônicas no Brasil. Revista Saúde Pública. Vol. 50. Num. 2. 2016. p.10.

-Tavares, T.B.; Nunes, S.M.; Santos, M.O. Obesidade e qualidade de vida: revisão da literatura. Revista Medicina. Minas Gerais. Vol. 20. Num.3. 2010. p.359-366.

-The GBD. Obesity Collaborators. Health Effects of Overweight and Obesity in 195 Countries over 25 Years. New England Journal of Medicine. Vol. 377. 2017. p. 13-27.

-Ul-Haq, Z.; Mackay, D.F.; Fenwick, E.; Pell, J.P. Meta-analysis of the association between body mass index and health-related quality of life among adults, assessed by the SF-36. Journal Obesity. Vol. 21. Num. 3. 2017. p. 322-327.

-World Health Organization. Development of the World Health Organization WHOQOL-BREF quality of life assessment. Psychol Med. Vol. 3. Num. 28. 1998. p.551-558.

-World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. WHO Obesity Technical Report Series. 2004. p.284: 256.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui