Modificações na composição corporal de mulheres em risco cardiovascular pelo método pilates

Juçara Barroso Leal, Juliane Barroso Leal, Yan de Lima Borges, David Nathanael Cavalcante de Oliveira, Daísa de Sousa Cavalcante, Maria Aparecida de Sousa Maia, Maria Ivone Leal de Moura, Anaita de Sousa Rocha Neta

Resumo


A presente pesquisa objetivou verificar os efeitos do treinamento supervisionado do método Pilates sobre composição corporal de mulheres com fatores de riscos cardiovasculares. Trata-se de um estudo descritivo e experimental, composto de 7 mulheres. Os critérios de inclusão foram mulheres com idade superior a 25 anos, que apresentaram pelo menos um dos fatores de ricos cardiovasculares e que praticassem Pilates a mais de três meses, com frequência mínima de duas vezes por semana. Foram avaliadas composição corporal, estatura, circunferência da cintura (CC) e circunferência do quadril (CQ). Foram realizadas 20 sessões de exercício do método Pilates, na frequência de três vezes por semana, em uma média de 14 a 16 exercícios por sessão, com 10 a 15 repetições por exercício. As participantes possuíam idade média de 51 anos. Entre estas, três tinham hipertensão arterial, três estão na menopausa, quatro em climatério, cinco com sobrepeso, todas apresentaram RCQ considerada de moderado à alto risco de síndrome metabólica e todas apresentaram hipercolesterolemia. Após a prática de Pilates, verificou-se que houve uma redução no IMC (p<0,05) e na massa gorda (p<0.05), e um aumento na massa livre de gordura (p<0,05) e na taxa metabólica (p<0,05). O tamanho do efeito mostrou-se alto sobre o peso, o IMC, a massa gorda, a massa livre de gordura e na taxa metabólica basal. Desta forma, a presente pesquisa pôde evidenciar os benéficos que o Pilates pode proporcionar ao bem-estar do indivíduo, seja no condicionamento físico e mental, como também na composição corporal.

 

ABSTRACT

Changes in the body composition of women at cardiovascular risk by the pilates method 

The present study aimed to verify the effects of the Pilates method supervised training on body composition of women with cardiovascular risk factors. It is a descriptive and experimental study, composed of 7 women. Inclusion criteria were women over 25 years of age who had at least one of the rich cardiovascular factors and practiced Pilates for more than three months, with a minimum frequency of twice a week. Body composition, height, waist circumference (WC) and hip circumference (CQ) were evaluated. Twenty exercises of the Pilates method were performed at a frequency of three times a week, in an average of 14 to 16 exercises per session, with 10 to 15 repetitions per exercise. The participants had a mean age of 51 years. Among these, three had hypertension, three were in menopause, four in climacteric, five were overweight, all had WHR considered moderate to high risk of metabolic syndrome and all had hypercholesterolemia. After the practice of Pilates, there was a reduction in BMI (p <0.05) and in fat mass (p <0.05), and an increase in fat free mass (p <0.05) and in the rate (p <0.05). The effect size was high on weight, BMI, fat mass, fat-free mass and basal metabolic rate. In this way, the present research could highlight the benefits that Pilates can provide to the well-being of the individual, be it in the physical and mental conditioning, as well as in the corporal composition.


Palavras-chave


Saúde da mulher; Doenças cardiovasculares; Exercício

Texto completo:

PDF

Referências


-Aladro-Gonzalvo, A. R.; Machado-Díaz, M.; Moncada-Jiménez, J.; Hernández-Elizondo, J.; Araya-Vargas, G. The effect of Pilates exercises on body composition: a systematic review. Journal of bodywork and movement therapies, Vol. 16. Num.1. 2012. p. 109-114.

-Brasil. Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. Resolução n° 466/12 sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

-Brasil. Ministério da saúde. Doenças cardiovasculares causam 30% das mortes no país. São Paulo, 2011. Disponivel em: < http://www.brasil.gov.br/saude/2011/09/doencas-cardiovasculares-causam-quase-30-das-mortes-no-pais>. Acesso em:20/04/2017.

-Borg, G. A. Psychophysical bases of perceived exertion. Med sci sports exerc. Vol. 14. Num.5. 1982. p. 377-381.

-Bergamin, M.; Gobbo, S.; Bullo, V.; Zanotto, T.; Vendramin, B.; Duregon, F.; ... e Ermolao, A. Effects of a Pilates exercise program on muscle strength, postural control and body composition: results from a pilot study in a group of post-menopausal women. Age. Vol. 37. Num.6. 2015. p.118.

-Donatto, D. K.; da Silva, L.; Alves, S. C.; Porto, E.; Donatto, F. F. Perfil antropométrico e nutricional de mulheres praticantes de musculação. RBONE-Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 2. Num. 9. 2012. Disponível em:

-Fritz; C. O.; Morris, P. E.; Richler, J. J. Estimativas de tamanho de efeito: uso atual, cálculos e interpretação. Revista de Psicologia Experimental: Geral. Vol.141. Num. 1. 2012. p. 2-18.

-Fourie, M.; Gildenhuys, G. M.; Shaw, I.; Shaw, B. S.; Toriola, A. L.; Goon, D. T. Effects of a mat pilates programme on body composition in elderly women. West Indian Medical Journal. Vol.62. Num.6. 2013. p. 524-528.

-Jago, R.; Jonker, M. L.; Missaghian, M.; Baranowski, T. Effect of 4 weeks of Pilates on the body composition of young girls. Preventive medicine. Vol.42. Num.3. 2006. p.177-180.

-Lee, H. T.; Oh, H. O.; Han, H. S.; Jin, K. Y.; Roh, H. L. Effect of mat Pilates exercise on postural alignment and body composition of middle-aged women. Journal of physical therapy science. Vol. 28. Num.6. 2016. p.1691-1695.

-Lima, K. A.; da Silva, R. M.; dos Santos, R. M.; Leite, L. M.; de Araújo, S. S. Efeitos da prática dos métodos Pilates® e musculação sobre a aptidão física e composição corporal em mulheres. Biológicas & Saúde. Vol. 1. Num.1. 2011.

-Nogueira, T. R. B.; de Oliveira, G. L.; Perini-de-Oliveira, T. A.; Pagani, M. M.; Valentim-Silva, J. R. Efeitos do método Pilates nas adaptações neuromusculares e na composição corporal de adultos jovens. RBPFEX-Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício. Vol. 8. Num. 45. 2014. Disponível em:

-Petroski, E. L. Antropometria: técnicas e padronização. 5ª. Ed. Várzea Paulista, SP: Fontoura. 2011.

-Ruiz-Montero, P. J.; Castillo-Rodriguez, A.; Mikalački, M.; Nebojsa, Č.; Korovljev, D. 24-weeks Pilates-aerobic and educative training to improve body fat mass in elderly Serbian women. Clinical interventions in aging. Vol. 9. p. 243. 2014.

-Savkin, R.; Aslan., B. The effect of Pilates exercise on body composition in sedentary overweight and obese women. The Journal of sports medicine and physical fitness. 2016.

-Segal, N. A.; Hein, J.; Basford, J. R. The effects of Pilates training on flexibility and body composition: An observational study1. Archives of physical medicine and rehabilitation. Vol. 85. Num. 12. p. 977-1981. 2004.

-Vaquero-Cristóbal, R.; Alacid, F.; Esparza-Ros, F.; Muyor, J. M.; López-Miñarro, P. Á. Efectos de un programa de 16 semanas de Pilates mat sobre las variables antropométricas y la composición corporal en mujeres adultas activas tras un corto proceso de desentrenamiento. Nutrición Hospitalaria. Vol. 31. Num. 4. 2015.

-World Health Organization. WHO. Obesity: preventing and managing the global epidemic. World Health Organization, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui