Avaliação do estado nutricional e consumo alimentar de pré-escolares e escolares residentes em Caetés-PE

Katiene da Silva Melo, Kleres Luciana Gomes Dias da Silva, Milena Maia Dantas dos Santos

Resumo


Introdução: A avaliação do estado nutricional é o principal instrumento para identificar distúrbios nutricionais em todos os ciclos da vida. Objetivo: Avaliar o estado nutricional, consumo alimentar e nível socioeconômico das crianças que frequentam a rede pública de ensino do município de Caetés-PE. Materiais e Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa de caráter transversal. Para diagnóstico do estado nutricional foram coletadas medidas antropométricas, através de balança eletrônica e estadiomêtro, e a classificação ocorreu de acordo com as novas curvas de crescimento para a população, proposta pela Organização Mundial de Saúde. Para analisar o consumo alimentar e o perfil socioeconômico foram utilizados dois questionários. Resultados: Foram avaliadas 106 crianças, dessas 64,15% eram pré-escolares e as demais escolares. A prevalência de eutrofia correspondeu a 82%, seguida de excesso de peso com 14% e de magreza com 4% da amostra total. A maioria das crianças apresentaram baixa ingestão de frutas, verduras, legumes, vísceras, leite e derivados. A análise do perfil socioeconômico apontou um contexto de vulnerabilidade social, devido ao grande número de responsáveis com baixa escolaridade e desempregados Discussão: Apesar da prevalência de eutrofia, é preocupante o número de crianças com excesso de peso que são afetadas pela a insegurança alimentar, devido ao grau socioeconômico. Conclusão: Houve relevante associação entre a inatividade física, a baixa qualidade da dieta e o elevado índice de excesso de peso. Diante disso, é necessária a promoção de estratégias que cessem os fatores obesogênicos encontrados, pois esses favorecem o surgimento de desordens clínicas e nutricionais.

 

Palavras-chave: Avaliação nutricional. Criança. Consumo alimentar. Fatores socioeconômicos.

 

ABSTRACT

The assessment of nutritional status and food consumption of preschool and school children in Caetés-PE

Introduction: Nutrition status assessment is the primary tool for identifying nutritional disorders in all life cycles. Objective: To evaluate the nutritional status, food consumption and socioeconomic status of children who attending the public school system in the municipality of Caetés-PE. Materials and Methods: This is a descriptive research with quantitative approach of transversal character. For the diagnosis of nutritional status, the anthropometric measures were collected through electronic scales and stadiometer, and the classification was performed according to the new growth curves for the population, proposed by the World Health Organization. To analyze food consumption and socioeconomic profile it was used two questionnaires. Results: It was evaluated 106 children, of whom 64.15% were preschoolers and the others were school ages. The prevalence of eutrophy corresponded to 82%, followed by overweight with 14% and thinness with 4% of the total sample. The majority of the children presented low intake of fruits, vegetables, vegetables, viscera, milk and derivatives. The analysis of the socioeconomic profile pointed a context of social vulnerability, due to the large number of responsible with low schooling and unemployed. Discussion: Despite the prevalence of eutrophication, the number of overweight children affected by food insecurity is worrisome due to the socioeconomic level. Conclusion: There was a relevant association between physical inactivity, the low quality of the diet and the high index of overweight. Therefore, it is necessary to promote strategies that eliminate the obesogenic factors found, since these favor the emergence of clinical and nutritional disorders.


Palavras-chave


Avaliação nutricional; Criança; Consumo alimentar; Fatores socioeconômicos.

Texto completo:

PDF

Referências


-Almeida, I.C.O.; Navarro, F. Caracterização do estado nutricional, atividade física e alimentação de escolares entre 9 e 10 anos da rede pública de ensino de Coimbra-MG. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 11. Num. 63. 2017. p. 327-338. Disponível em: .

-Benzecry, S. G.; Mello, E. D.; Escrivão, M. A. M. S. Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. 3ª edição. Rio de Janeiro. Sociedade Brasileira de Pediatria. 2012. p. 50. Disponível em: . Acesso em: 14/ago/2017.

-Bertuol, C.D.; Navarro, A.C. Consumo alimentar e prevalência de sobrepeso/obesidade em pré-escolares de uma escola infantil pública. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 9. Num. 52. 2015. p. 127-134. Disponível em: .

-Brasil. Ministério da Saúde. Guia alimentar: como ter uma alimentação saudável. 1ª edição. Brasília. 2013. p. 17. Disponível em: . Acesso em: 05/jan/2018.

-Brasil. Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população brasileira. 2ª edição. Brasília. 2014. p. 156. Disponível em: . Acesso em: 05/jan/2018.

-Brasil. Ministério da Saúde. Orientações para avaliação de marcadores de consumo alimentar na atenção básica. 2ª edição. Brasília. 2015. p. 33. Disponível em: . Acesso em: 03/jan/2018.

-Cabrera, T.F.C.; Correia, I.F.L.; Santos, D.O.; Pacagnelli, F.L.; Prado, M.T.A.; Silva, T.D.; Monteiro, C.B.M.; Fernani, D.C.G.L. Análise da prevalência de sobrepeso e obesidade e do nível de atividade física em crianças e adolescentes de uma cidade do sudoeste de São Paulo. Journal of Human Growth and Development. São Paulo. Vol. 24. Num. 1. 2014. p. 67-66. Disponível em: . Acesso em: 03/jan/2018.

-Carvalho, E.A.A.; Simão, M.T.J.; Fonseca, M.C.; Andrade, R.G.; Ferreira, M.S.G.; Silva, A.F.; Souza, I.P.R.; Fernandes, B.S. Obesidade: aspectos epidemiológicos e prevenção. Revista Médica de Minas Gerais. Belo Horizonte. Vol. 23. Num. 1. 2012. p. 74-82. Disponível em: . Acesso em: 10/mar/2018.

-Chagas, C.D.; Silva A.A.M.; Batista R.F.L.; Simões, V.M.F.; Coimbra, L.C.; Alves, M.T.S.S.B. Prevalência e fatores associados à desnutrição e ao excesso de peso em menores de cinco anos nos seis maiores municípios do Maranhão. Revista Brasileira de Epidemiologia. São Paulo. Vol. 16. Num. 1. 2013. p. 146-56. Disponível em: . Acesso em: 03/jan/2018.

-Costa, M.J.M.; Araújo, M.L.L.M.; Araújo, M.A.M.; Araújo, R.S.R.M. Excesso de peso e obesidade em pré-escolares e a prática de atividade física. Revista Brasileira Ciência e Movimento. Taguatinga. Vol. 23. Num. 3. 2015. p. 70-80. Disponível em: . Acesso em: 02/jan/2018.

-Ferreira, J. S.; Silva, D.C.G.; Nassif, C.A.M.; Vilar, J.S. Hábitos alimentares e ocorrência de constipação intestinal em crianças de 3 a 6 anos de uma escola pública do município de Itaperuna (RJ). Revista Científica da Faminas. Muriaé. Vol. 9. Num. 2. 2013. p. 69-84. Disponível em: . Acesso em: 02/jan/2018.

-Friedrich, R.R.; Antunes, T.; Schuch I. Percepção materna do estado nutricional de crianças em escolas municipais de Porto Alegre - RS. Demetra: Alimentação, Nutrição & Saúde. Rio de Janeiro. Vol. 11. Num. 1. 2016. p. 211-223. Disponível em: . Acesso em: 02/jan/2018.

-Lacerda, L. R. F.; Rodrigues, A.Y.F; Rocha, M.R.S.; Lopes, S.V.M.U. Prevalência de obesidade infantil e sobrepeso em escolares. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia. Juazeiro do Norte. Vol. 2. Num. 5. 2014. Disponível em: . Acesso em: 02/jan/2018.

-Lourenço, M.; Santos, C.; Carmo, I. Estado nutricional e hábitos alimentares em crianças de idade pré-escolar. Revista de Enfermagem Referência. Coimbra-POR. Vol. 4. Num. 1. 2014. p. 7-14. Disponível em: . Acesso em: 07/jan/2018.

-Melo, E.D.; Almeida, C.A.N.; Gazal, C.H.A.; Cocco, R.R. Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. 3ª edição. Rio de Janeiro. Sociedade Brasileira de Pediatria. 2012. p. 71. Disponível em: . Acesso em: 02/jan/2017.

-Miranda, J.M.Q.; Palmeira, M.V.; Polito, L.F.T; Brandão, M.R.F.; Bocalini, D.S.; Junior, A.J.F.; Ponciano, K.; Wichi, R.B. Prevalência de sobrepeso e obesidade infantil em instituições de ensino: Públicas vs. Privadas. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. São Paulo. Vol. 21. Num. 2. 2015. p. 104-107. Disponível em:. Acesso em: 19/dez/2017.

-Mussoi, T.D. Avaliação nutricional na prática clínica: da gestação ao envelhecimento. 1ª edição. Rio de Janeiro. Editora Guanabara Koogan. 2014. p. 15-16.

-Nazareth, M.; Rêgo, C.; Lopes, C.; Pinto, E. Recomendações nutricionais em idade pediátrica: o estado da arte. Acta Portuguesa de Nutrição. Porto – POR. Vol. 7. Num. 1. 2016. p. 18-33. Disponível em: . Acesso em: 03/jan/2018.

-Organização Mundial de Saúde. Relatório mundial sobre a deficiência: world health organization, the world bank. São Paulo: Organização Mundial da Saúde. 2012. p. 334. Disponível em: . Acesso em: 13/set/2017

-Perrone, A.C.L.; Figueiredo, G.L.P.; Amaral, J.H.; Moyses, R.P.C.; Lima, R.V.; Souza, C.S.M. Desenvolvimento infantil no interior do Amazonas: avaliação antropométrica de escolares de 9 anos. Saúde & Transformação Social/Health & Social Change. Florianópolis. Vol. 6. Num. 3. 2016. p. 42-49. Disponível em: . Acesso em: 07/jan/2018.

-Pires, M. M. S.; Obelar, M.S.; Wayhs, M.L.C.; Brasil, A.L.D. Manual de orientação do departamento de nutrologia: alimentação do lactente, do pré-escolar, do escolar, do adolescente e na escola. 3ª edição. Rio de Janeiro. Sociedade Brasileira de Pediatria. 2012. p. 41. Disponível em: . Acesso em:14/ago/2017.

-Polla, S.F.; Scherer F. Perfil alimentar e nutricional de escolares da rede municipal de ensino de um município do interior do Rio Grande do Sul. Caderno Saúde Coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 19. Num. 1. 2011. p. 111-6. Disponível em: . Acesso em: 19/dez/2017.

-Pretto, A.D.B.; Dutra, G.F.; Spessato, B.C.; Valentini, N.C. Prevalência de excesso de peso e obesidade em crianças frequentadoras de uma creche no município de Porto Alegre e sua relação com a atividade física e consumo alimentar. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 8. Num. 46. 2014. p. 89-96. Disponível em: . Acesso em: 07/jan/2018.

-Rodrigues, J. P.; Pereira, E.D.S.; Moura, M.R.P.; Neta, M.H.M.P.; Rodrigues, S.R.; Silva, A.B.B. Estado nutricional e os efeitos da educação em saúde com pré-escolares: revisão integrativa de literatura. Revista de Enfermagem da UFPI. Teresinha. Vol. 5. Num. 2. 2016. p. 53-59. Disponível em: . Acesso em:10/mar/2017.

-Rosaneli, C. F.; Auler, F.; Manfrinato, C.B.; Sganzerla, C.; Bonatto, M.G.; Cerqueira, M.L.W.; Oliveira, A.A.B.; Netto, E.R.O.; Netto, J.R.F. Avaliação da prevalência e de determinantes nutricionais e sociais do excesso de peso em uma população de escolares: análise transversal em 5.037 crianças. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo. Vol. 58. Num. 4. 2012. p. 472-476. Disponível em: . Acesso em: 10/mar/2018.

-Silva, S.M.C.S.; Mura, J.D’A.P. Tratado de alimentação, nutrição e dietoterapia. 2ª edição. São Paulo. Editora Roca. 2010. p. 409-411.

-Silveira, M. L.; Martins, M.C.; Oliveira, E.K.F.; Joventino, E.S.; Ximenes, L.B. Conhecimento, atitude e prática sobre alimentos regionais entre famílias de pré-escolares. Revista Rene. Fortaleza. Vol. 15. Num. 1. 2014. p. 37-44. Disponível em: . Acesso em: 10/mar/2018.

-Souza, E.; Frares, A.F.; Piovesan, D.; Modesto, E.S. Avaliação do estado nutricional de Crianças pré-escolares em escola pública no município de Herval d´oeste, SC, no ano 2014. Unoesc & Ciência – ACBS. Joaçaba. Vol. 6. Num. 2. 2015. p. 163-170. Disponível em: . Acesso em: 10/mar/2018.

-Spinelli, M. G. N.; Morimoto, J.M.; Freitas, A.P.G.; Barros, C.M.; Dias, D.H.S.; Pioltine, M.B.; Gonçalves, P.P.O.; Navarro, R.B. Estado nutricional e consumo alimentar de pré-escolares e escolares de escola privada. Revista Ciência & Saúde. Porto Alegre. Vol. 6. Num. 2. 2013. p. 94-101. Disponível em: . Acesso em: 19/dez/2017.

-World Health Organization (WHO). Multicentre Growth Reference Study Group. WHO Child Growth standards based on length/height, weight and age. Acta Paediatrica. EUA. Vol. 95, Supl. 450. 2006. p. 76-85. Disponível em: . Acesso em: 19/dez/2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui