Avaliação do estado nutricional de funcionários de unidades de alimentação do vale do São Francisco

Jean da Silva Cardozo, Clara Aparecida Bandeira Ramos, Bruna Larissa da Silva Pereira, Marcela Araújo de Miranda Henriques, Amanda Alves Marcelino da Silva, Taisy Cinthia Ferro Cavalcante

Resumo


Uma Unidade de Alimentação e Nutrição (UAN) visa fornecer refeições balanceadas e  promover alimentação saudável a sua clientela. Houve um crescente aumento de sobrepeso e obesidade na população nas últimas décadas. Este trabalho teve por objetivo avaliar o estado nutricional de funcionários de Unidade de Alimentação e Nutrição de dois restaurantes universitários um em Juazeiro-BA e o outro em Petrolina-PE. Foram avaliados um total de 24 pessoas, sendo coletado peso, altura, circunferência da cintura e do quadril, e percentual de gordura corporal, além de dados como etnia, sexo, idade e profissão. Utilizou-se o Índice de Massa Corporal (IMC), a relação/cintura quadril e a relação cintura/estatura para avaliar o estado nutricional do indivíduo. Foi observada a maior prevalência foi de indivíduos acima do peso com IMC maior que 24,9 kg/m², tendo circunferência da cintura elevada e excesso de gordura corporal. O presente estudo constatou a maior prevalência de excesso de peso, com de riscos de desenvolvimento de doenças cardiovasculares nos trabalhadores, indicando que os objetivos do PAT precisam ser levados em consideração, fazendo-se necessário assistência nutricional nesse grupo.

 

ABSTRACT 

Evaluation of the nutritional state of employee of feeding units of the São Francisco Valley

Food and Nutrition Unit (UAN) aims to provide balanced meals and promote healthy food to its clientele. There has been an increasing increase of overweight and obesity in the population in the last decades. The objective of this study was to evaluate the nutritional status of employees of the Food and Nutrition Unit of two university restaurants in Juazeiro-BA and the other in Petrolina-PE. A total of 24 people were evaluated, including weight, height, waist and hip circumference, and percentage of body fat, as well as data such as ethnicity, sex, age and occupation. Body mass index (BMI), hip ratio and waist / height ratio were used to evaluate the nutritional status of the individual. The highest prevalence was observed among overweight individuals with BMI greater than 24.9 kg / m², having high waist circumference and excess body fat. The present study found a higher prevalence of overweight, with risks of developing cardiovascular diseases in workers, indicating that the objectives of the PAT need to be taken into account, making nutritional assistance necessary in this group.


Palavras-chave


Sobrepeso; Avaliação nutricional; Trabalhadores

Texto completo:

PDF

Referências


-ABESO, Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes brasileiras de obesidade. São Paulo, 4.ed. 2016.

-Abreu, E.S.; Spinellu, M.G.N.; Zanarde, A.M. P. Gestão de Unidades de Alimentação e Nutrição: um modo de fazer. São Paulo. Editora Metha. 2016. p.127-141.

-Barbosa, L. N.; Almeida, F. Q. A. Relato de experiência sobre a avaliação dos riscos ambientais e mapeamento em uma unidade de alimentação e nutrição (UAN) para a promoção da segurança no trabalho. Revista Simbiologias. Botucatu. Vol. 1. Num. 2. 2008.

-Bezerra, I. W. L.; Oliveira, A. G.; Pinheiro, L. G. B.; Evaluation of the nutritional status of workers of transformation industries adherent to the Brazilian Workers' Food Program. A comparative study. PLOS ONE. França. Vol. 12. Num 2. 2017.

-Boclin, K. L. S.; Blank, N. Excesso de peso: característica dos trabalhadores de cozinhas coletivas? Revista brasileira de saúde ocupacional. São Paulo. Vol. 31. Num 113. 2006. p. 41-47.

-Cuppari, L. Nutrição clínica no adulto – Guia de medicina ambulatorial e hospitalar (UNIFESP/Escola Paulista de Medicina). São Paulo: Manole, 2002

-Guimarães, M.; Estevam, E. Caracterização do perfil nutricionale dos aspectos ergonômicos relacionados ao trabalho de colaboradores de uma unidade de alimentação e nutrição. Belo Horizonte. Revista Científica da Faminas. Vol. 9. Num. 2. 2013. p. 56-68.

-International Association for the Study of Obesity. 2011. Disponível em: . Acesso em: 12/07/2017.

-Lacaz, F. A. C.; Lourenço, E. A. S. Política Nacional de Saúde do Trabalhador: desafios e dificuldades. Os desafios para a implantação da política de Saúde do Trabalhador no SUS: o caso da região de Franca-SP. São Paulo. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. Vol. 39. Num. 127. 2010. p. 199-230.

-Lanci, K. N. S.; Matsumoto, K. L. Avaliação nutricional e análise do cardápio oferecido para funcionários beneficiados pelo Programa de Alimentação do Trabalhador em uma indústria de Paranavaí, Paraná. SaBios: Rev. Saúde e Biol. Vol.8. Num. 3. 2013. p.3-12.

-Matos, C. H; Proença, R. P. C. Condições de trabalho e estado nutricional de operadores do setor de alimentação coletiva: um estudo de caso. Campinas. Revista Nutrição. Vol. 16. Num. 4. 2003. p. 493-502.

-Mccarthy, H. D.; Ashwell, M. A study of central fatness using waist-to-height ratios in UK children and adolescents over two decades supports the simple message’ keep your waist circumference to less than half your height’. London. Int J Obes. Vol. 30 p. 988-892. 2006.

-PAT, Programa de Alimentação do Trabalhador. Programa de Alimentação do Trabalhador: legislação. 10. ed. Brasília: MTE, SIT, DSST, COPAT, 2007.

-Paiva, A. C; Cruz, A. A. F. Estado nutricional e aspectos ergonômicos de trabalhadores de unidade de alimentação e nutrição. Minas Gerais. Revista Mineira de Ciências da Saúde. Vol. 1. Num. 1. 2009. p. 1-11.

-Paixão, M. C. P.; Paixão, S. J. P.; Franco, L. R. Obesidade como fator de risco para acidentes no trabalho. Paraná. Rev Saúde Pesquisa. Vol. 2. Num. 2. 2009. p. 379-386.

-Rodrigues, P. C. Estudo sobre obesidade mórbida, produzido na UNB, mostra dados inéditos. 37a edição. Revista da Abeso. Disponível em: . Acesso em:15/07/2017.

-Silva, K.F.; Drumond, N. B.; Quintão, D. F. Avaliação do perfil nutricional e condições de trabalho de colaboradores de unidades de alimentação e nutrição de Eugenópolis (MG). Belo Horizonte. Revista Cientifica de Faminas, Vol. 11. Num. 2. 2015. p. 34-48

-Simon, M. I. S. S.; Garcia, C. A.; Lino, N. D.; Forte, G. C.; Fontoura, I. D.; Oliveira, A. B. A. Avaliação nutricional dos profissionais do serviço de nutrição e dietética de um hospital terciário de Porto Alegre. Rio de Janeiro. Cad. Saúde Colet. Vol. 22. Num. 1. 2014. p. 69-74.

-World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva: World Health Organization, 2000. p. 256. WHO Obesity Technical Report Series, Num. 284.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui