Adesão às consultas de retorno em pacientes de ambulatório universitário de Nutrição Clínica

Gisele Cardoso Santos, Katerine Joane Fernandes Brito, Sirlaine de Pinho, Wanessa Casteluber Lopes, Lucineia de Pinho

Resumo


O objetivo é avaliar a adesão às consultas de retorno em pacientes de ambulatório universitário de nutrição clínica e fatores associados. Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, quantitativo e analítico. Foi realizado em um ambulatório universitário de Nutrição Clínica em município do norte de Minas Gerais. Realizou-se análise de associações entre a adesão às consultas de retorno e as variáveis independentes, adotando-se o modelo de regressão de Poisson.  Participaram deste estudo 872 pacientes, a maioria do sexo feminino (68,2%), adultos (69,6%) e baixa escolaridade (69,6%). Foi observado prevalência de 67,4% e de 17,7% para o primeiro e segundo retorno nutricional, respectivamente. Observou-se que faixa etária de idosos, presença de comorbidades e de exames bioquímicos foram associados ao retorno nutricional ambulatorial. Houve uma baixa adesão ao acompanhamento nutricional, reforçando a importância de elaboração de estratégias motivacionais para que se alcance resultados positivos para a promoção da saúde.

 

ABSTRACT 

Adherence to return consultations in patients in a clinical nutrition university ambulatory

The aim of this work was to evaluate adherence to return visits in university outpatient clinic nutrition patients and associated factors. Cross-sectional, retrospective, quantitative and analytical study. It was carried out in a university clinic of Clinical Nutrition in a municipality in the north of Minas Gerais. Analyzes of associations between adherence to return visits and independent variables were performed using the Poisson regression model. 872 patients participated, most of them female (68.2%), adults (69.6%) and low schooling (69.6%). A prevalence of 67.4% and 17.7% was observed for the first and second nutritional returns, respectively. It was observed that the age range of the elderly, the presence of comorbidities and biochemical tests were associated with the nutritional outpatient return. There was a low adherence to nutritional monitoring, reinforcing the importance of developing motivational strategies to achieve positive results for health promotion.


Palavras-chave


Transição Nutricional; Atendimento Nutricional; Doenças Crônicas não Transmissíveis

Texto completo:

PDF

Referências


-Bloom, D.E.; Cafiero, E.T.; Jané-Llopis, E.; Abrahams-Gessel, S.; Bloom, L.R.; Fathima, S. et al. The global economic burden of non-communicable diseases: report by the World Economic Forum and the Harvard School of Public Health. Geneva: World Economic Forum; 2011.

-Brasil. Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil 2011-2022. Brasília: Ministério da Saúde; 2011. p. 148.

-Brischiliari, S.C.R.; Dell Agnolo, C.M.; Gravena, A.A.F.; Lopes, T.C.R.; Carvalho, M.D.B.; Pelloso, S.M. Doenças Crônicas não Transmissíveis e Associação com Fatores de Risco. Revista Brasileira de Cardiologia. Vol. 27. Num. 1. 2014. p. 35-42.

-Busnello, F.M.; Bodaneses, L.C.; Pellanda, L.C.; Santos, Z.E.A. Intervenção Nutricional e o Impacto na Adesão ao Tratamento em Pacientes com Síndrome Metabólica. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. Vol. 97. Num. 3. 2011. p. 217-224.

-Castanõ, I.B.; Cabrillana, J.M.; Alonso, J.A.M.; Majem, L.S. Variables predictive of adherence to diet and physical activity recommendations in the treatment of obesity and overweight, in a group of spanish subjects. International Journal of Obesity and Related Metabolic Disorders. Vol. 28. Num. 5. 2004. p. 697-705.

-Gomes, A.C.M.; Dias, C.P.; Guerra, R.O.; Salvo, V.L.M.A. Impacto de estratégias de educação nutricional sobre variáveis antropométricas conhecimento alimentar. Revista Brasileira de Promoção da Saúde. Vol. 26. Num. 4. 2013. p. 462-469.

-Goncalves, I.S.A.; Ferreira, N.T.M.Y.; Reis, P.V.S.; Pena, G.G. Fatores intervenientes no seguimento do tratamento nutricional para redução de peso em mulheres atendidas em uma unidade básica de saúde do Brasil. Revista Cuidarte. Vol. 6. Num. 1. 2015. p. 914-922.

-Guimarães, N.G.; Dutra, E.S.; Eliane, S.; Ito, M.K.; Carvalho, K.M.B. Adesão a um programa de aconselhamento nutricional para adultos com excesso de peso e comorbidades. Revista de Nutrição. Vol. 23. Num. 3. 2010. p. 323-333.

-IASO. International Association for the Study of Obesity. Adult overweight and obesity in the European Union (EU27). IASO; 2013.

-Malta, D.C.; Moura, L.; Prado, R.R.; Escalante, J.C.; Scmidt, M.I.; Duncan, B.B. Mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis no Brasil e suas regiões, 2000 a 2011. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Vol. 3. Num. 4. 2014. p. 599-608.

-Malta, D.C.; Silva Jr, J.B.D. O Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil e a definição das metas globais para o enfrentamento dessas doenças até 2025: uma revisão. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Vol. 22. Num. 1. 2013. p. 151-164.

-Malta, D.C.; Santos, M.A.S.; Andrade, S.S.C.A.; Oliveira, T.P.; Stopa, S.R.; Oliveira, M.M.; Jaime, P. Tendência temporal dos indicadores de excesso de peso em adultos nas capitais brasileiras, 2006-2013. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 21. Num. 4. 2016. p.1061-1069.

-Oliveira, T.R.P.R.; Pereira, C.G.P. Perfil de Pacientes que Procuram a Clínica de Nutrição da PUC MINAS e Satisfação quanto ao Atendimento. Percurso Acadêmico. Vol. 4. Num. 8. 2014. p. 268-282.

-Oliveira, A.F.; Lorenzatto, S.; Fatel, E.C.S. Perfil de Pacientes que procuram atendimento nutricional. Revista Salus-Guarapuava-PR. Vol. 2. Num. 1. 2008. p. 13-21.

-Pinho, L.; Santana, B.C.; Lopes, L.V.B.; Monteiro, E.L.F.; Caldeira, A. Percepções de hipertensos sobre o acompanhamento nutricional recebido em um Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF). Motricidade. Vol. 8. Num. 2. 2012. p. S58-S66.

-Ribeiro, A.G.; Cotta, R.M.M.; Ribeiro, S.M.R. Promoção da saúde e a prevenção integrada dos fatores de risco para doenças cardiovasculares. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 17. Num. 1. 2012. p.7-17.

-Rodrigues, E.M.; Soares, F.P.T.P.; Boog, M.C.F. Resgate do conflito de aconselhamento no contexto do atendimento nutricional. Revista Nutrição. Vol. 18. Num. 1. 2005. p.119-128.

-Sarturi, J.B.; Neves, J.; Peres, K.G. Obesidade em adultos: estudo de base populacional num município de pequeno porte no sul do Brasil em 2005. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 15. Num. 1. 2010. p.105-113.

-Scabim, V.M.; Eluf-Neto, J.; Tess, B.H. Adesão ao seguimento nutricional ambulatorial pós-cirurgia bariátrica e fatores associados. Revista Nutrição. Vol. 25. Num. 4. 2012. p. 497-506.

-Schmidt, M.I.; Duncan, B.B.; Silva, G.A.; Menezes, A.M.; Monteiro, C.A.; Barreto, S.M. et al. Chronic noncommunicable diseases in Brazil: burden and current challenges. Lancet. Vol. 377. Num. 9781. 2011. p. 1949-1961.

-WHO. World Health Organization. Global status report on non-communicable diseases 2010. Geneva: World Health Organization; 2011.

-WHO. World Health Organization. Health topics: Chronic diseases. Geneva: World Health Organization; 2013.

-Zanetti, M.L.; Arrelias, C.C.A.; Franco, R.C.; Santos, M.A.; Rodrigues, F.F.L.; Faria, H.T.G. Adesão às recomendações nutricionais e variáveis sociodemográficas em pacientes com diabetes mellitus. Revista Escola Enfermagem USP. Vol. 49. Num. 4. 2015.p. 619-625.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui