Relação do estado nutricional de alunos e de pais de uma escola privada na zona sul de São Paulo

Marcia Maria Hernandes de Abreu de Oliveira Salgueiro, Antonio Fernando Teixeira Farias, Natália Miranda da Silva, Nyvian Alexandre Kutz, Leslie Andrews Portes, Joas Soares Lauriano

Resumo


Introdução e objetivo: A seleção dos alimentos escolhidos pelas crianças faz parte de um sistema complexo que é influenciado pelos pais e por práticas culturais e sociais do grupo a que pertencem. O objetivo desse estudo foi relacionar o estado nutricional de alunos do ensino fundamental I com a escolaridade, classe socioeconômica, consumo alimentar, conhecimento em nutrição e estado nutricional dos pais de uma escola privada na zona sul de São Paulo. Material e Métodos: Estudo transversal descritivo com 61 alunos e pais. A avaliação do peso e altura dos alunos seguiu os critérios estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde. Foram coletados dados sobre classe socioeconômica, escolaridade, consumo alimentar, conhecimento nutricional, peso e altura dos pais, através de um questionário estruturado. Resultados e Discussão: Predominou classe socioeconômica B, 57% dos pais com mais de 9 anos de escolaridade, consumo alimentar indicando que necessitam de atenção e moderado conhecimento nutricional. O excesso de peso foi verificado em 33% dos alunos, 51% das mães e 72% dos pais. Houve correlação positiva entre o peso corporal e o IMC das mães com o dos filhos (r = 0,37, p = 0,004) e (r = 0,33, p = 0,010), respectivamente. Conclusão: O estado nutricional dos alunos não se relacionou com a escolaridade, classe socioeconômica, consumo alimentar e conhecimento nutricional dos pais, mas com o estado nutricional das mães, onde o peso corporal e o Índice de Massa Corporal das mães influenciaram o aumento do peso corporal e o Índice de Massa Corporal dos filhos.

 

ABSTRACT 

Relation of the nutritional status of students and parents of a private school in the south zone of São Paulo

Introduction and objective: The selection of foods chosen by children is part of a complex system that is influenced by the parents and cultural and social practices of the group to which they belong. The objective of this study was to relate the nutritional status of elementary school students with schooling, socioeconomic class, food consumption, nutritional knowledge and nutritional status of the parents of a private school in the south of São Paulo. Material and Methods: Descriptive cross-sectional study with 61 students and parents. The assessment of weight and height of students followed the criteria established by the World Health Organization. Data were collected on socioeconomic class, schooling, food consumption, nutritional knowledge, weight and height of the parents, through a structured questionnaire. Results and Discussion: Predominant socioeconomic class B, 57% of parents with more than 9 years of schooling, food consumption indicating that they need attention and moderate nutritional knowledge. Overweight was found in 33% of the students, 51% of the mothers and 72% of the parents. There was a positive correlation between the body weight and the BMI of the mothers with that of the children (r = 0.37, p = 0.004) and (r = 0.33, p = 0.010), respectively. Conclusion: The nutritional status of the students was not related to schooling, socioeconomic class, food consumption and nutritional knowledge of the parentes, but with the nutritional status of the mothers, where the body weight and the Body Mass Index of the mothers influenced the increase of the body weight and the Body Mass Index of the children.


Palavras-chave


Estado nutricional; Criança; Obesidade; Sobrepeso

Texto completo:

PDF

Referências


-Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). Critério de Classificação - Econômica Brasil. 2015. Disponível em: .

-Batterham, A. M.; Hopkins, W. G. Making meaningful inferences about magnitudes. International journal of sports physiology and performance. Champaign. Vol. 1. Num. 1. 2006. p. 50-57.

-Birch, L.L.; Fisher, J.O.; Grimm-Thomas, K.; Markey, C.N.; Sawyer, R.; Johnson, S.L. Confirmatory factor analysis of the Child Feeding Questionnaire: a measure of parental attitudes, beliefs and practices about child feeding and obesity proneness. Appetite. London. Vol. 36. Num. 3. 2001. p. 201-210.

-Bouchard, C. Atividade física e obesidade. São Paulo. Manole. 2002.

-Brasil. Dispõe sobre o atendimento da alimentação escolar e do programa dinheiro direto na escola aos alunos da educação básica, altera a Lei n° 10.880, de 9 de junho de 2004, 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, 11.507, de 20 de julho de 2007; revoga dispositivos da Medida Provisória n° 2.178-36, de 24 de agosto de 2001, e a Lei n° 8.913, de 12 de julho de 1994; e dá outras providências. Lei, Num. 11.947 de 16 de junho de 2009. Brasília. 2009.

-Brasil. Ministério da Saúde. Guia alimentar: como ter uma alimentação saudável. Brasília. [s.d.]. (Guia de bolso). Disponível em:

-Brasil. Ministério da Saúde. Redefine a Política nacional de Promoção da Saúde (PNPS). Portaria, Num. 2,446 de 11 de novembro de 2014. Brasília. 2014.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. Brasília. 2014.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Plano de ações estratégicas para o enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) no Brasil 2011-2022. Brasília. 2011. Disponível em: .

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Vigitel Brasil 2013: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília. 2014. Disponível em: .

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2016: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico: estimativas sobre frequência e distribuição sociodemográfica de fatores de risco e proteção para doenças crônicas nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal em 2016. Brasília. 2017. Disponível em: .

-Crawford, D.; Ball, K. Behavioural determinants of the obesity epidemic. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition. Austrália. Vol. 11. Suppl. 8. 2002. p. 718-721.

-Cunha, L.F. A Importância de uma Alimentação Adequada na Educação Infantil. Monografia. Universidade Tecnológica do Paraná. Ibaiti. 2014.

-Cypress, M. Looking upstream. Diabetes Spectrum. Estados Unidos. Vol. 17. 2004. p. 249-253.

-Dietz, W. H. Critical Periods for the Development of Obesity. The American journal of clinical nutrition. Bethesda. Vol. 59. Num. 5. 1994. p. 955-959.

-Faith, M.S.; Berkowitz, R.I.; Stallings, V.A.; Kerns, J.; Storey, M.; Stunkard, A.J. Parental feeding attitudes and styles and child body mass index: prospective analysis of a gene-environment interaction. Pediatrics, Springfield. Vol. 114. Num. 4. 2004. p. 429-436.

-Fernandes, P.S.; Bernardo, E.O.; Campos, R.M.M.B.; Vasconcelos, F.A.G. Avaliação do efeito da educação nutricional na prevalência de sobrepeso/ obesidade e no consumo alimentar de escolares no ensino fundamental. Jornal de Pediatria. Vol. 85. Num. 4. 2009. p.315­321.

-Francischi, R.P.P.; Pereira, L.O.; Freitas, C.S.; Klopfer, M.; Santos, R.C.; Vieira, P.; Lancha Júnior, A.H. Obesidade: atualização sobre sua etiologia, morbidade e tratamento. Revista de Nutrição. Vol. 13. Num. 1. 2000. p. 17-28.

-Frisancho, A.R. Anthropometric Standards for the assessment of growth and nutritional status. Ann Arbor: Universty of Michigan. 1999.

-Giugliano, R.; Carneiro, E. C. Fatores associados à obesidade em escolares. Jornal de Pediatria. Vol. 80. Num. 1. 2004. p. 17-22.

-Guimarães, L.V.; Barros, M.B.A.; Martins, M.S.A.S.; Duarte, E.C. Fatores associados ao sobrepeso em escolares. Revista de Nutrição. Vol. 19. Num. 1. 2006. p. 5-17.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil / IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro. 2011. 150 p. Disponível em: .

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009: Antropometria e estado nutricional de crianças, adolescentes e adultos no Brasil / IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Rio de Janeiro. 2010. Disponível em: .

-Iuliano, B.A.; Mancuso, A.M.C.; Gambardella, A.M.D. Educação nutricional em escolas de ensino fundamental do município de Guarulhos-SP. O Mundo da Saúde. Vol. 33. Num. 3. 2009. p. 264-272.

-Jeffery, R.W.; Baxter, J.; Mcguire, M.; Linde, J. Are fast food restaurants an environmental risk factor for obesity?. International Journal of Behavioral Nutrition and Physical Activity. Vol. 3. Num. 1. 2006. p. 1-6.

-Kranz, S.; Findeis, J.L.; Shrestha, S.S. Uso do Índice de Qualidade da Dieta Infantil Revisado para avaliar a dieta alimentar de pré-escolares, seus preditores sociodemográficos e sua associação com peso corporal. Jornal de Pediatria. Vol. 84. Num. 1. 2003. p. 26-34.

-Lima, S.C.V.C.; Arrais, R.F.; Pedrosa, L.F.C. Avaliação da dieta habitual de crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade. Revista de Nutrição. Vol. 17. Num. 4. 2004. p.467-77.

-Mondini, L.; Levy, R.B.; Saldiva, S.R.D.M.; Venâncio, S.I.; Aguiar, J.A.; Stefanini, M.L.R. Prevalência de sobrepeso e fatores associados em crianças ingressantes no ensino fundamental em um município da região metropolitana de São Paulo, Brasil. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 23. Num. 8. 2007. p. 1825-1834.

-Mukaka, M.M. Statistics corner: A guide to appropriate use of correlation coefficient in medical research. Malawi medical journal: the journal of Medical Association of Malawi. Vol. 24. Num. 3. 2012. p. 69-71.

-Office of Disease Prevention and Health Promotion (ODDHP). Us Department of Health and Human Services. Healthy People 2020. Nutrition and weight status. Washington. 2014. Disponível em: .

-Piernas, C.; Popkin, B.M. Increased portion sizes from energy-dense foods affect total energy intake at eating occasions in US children and adolescents: patterns and trends by age group and sociodemographic characteristics. The American journal of clinical nutrition. Vol. 94. Num. 5. 2011. p. 1324-1332.

-Pozzo, C.C.D.; Cibinello, F.U.; Fujisawa, D.S. Capacidade funcional de exercício e hábitos de vida de crianças escolares. Fisioterapia e Pesquisa. Vol. 25. Num. 1. 2018. p. 49-55.

-Previdelli, A.N.; Andrade, S.C.D.; Pires, M.M.; Ferreira, S.R.G.; Fisberg, R.M.; Marchioni, D.M. A revised version of the Healthy Eating Index for the Brazilian population. Revista de Saúde Pública. São Paulo. Vol. 45. Num. 4. 2011. p. 794-798.

-Scagliusi, FB.; Polacow, V.O.; Cordás, T.A.; Coelho, D.; Alvarenga, M.; Philippi, S.T.; Lancha Junior, A.H. Tradução, adaptação e avaliação psicométrica da Escala de Conhecimento Nutricional do National Health Interview Survey Cancer Epidemiology. Revista de Nutrição. Vol. 19. Num. 4. 2006. p. 31-39.

-Sturion, G.L.; Silva, M.V.; Ometto, A.M.H.; Furtuoso, M.C.O.; Pipitone, M.A.P. Fatores condicionantes da adesão dos alunos ao Programa de Alimentação Escolar no Brasil. Revista de Nutrição. Vol. 18. Num. 2. 2005. p. 167-181. 2005.

-Souza, N.P.P; Oliveira, M.R.M. O ambiente como elemento determinante da obesidade. Revista Simbio-Logias. Vol. 1. Num. 1. 2008. p. 157-173.

-Triches, R. M; Giugliani, E. R. J. Obesidade, práticas alimentares e conhecimentos de nutrição em escolares. Revista de Saúde Pública. Vol. 39. Num. 4. 2005. p. 541-547.

-World Health Organization (WHO). Diet, Nutrition and the Prevention of Chronic Diseases. WHO technical report series. Geneva. 2003. Disponível em: .

-World Health Organization (WHO). Noncommunicable diseases country profiles 2011. Geneva. 2011. Disponível em: .

-World Health Organization (WHO). Physical status: the use and interpretation of anthropometry. Geneva. 1995. Disponível em: .

-World Health Organization (WHO). WHO child growth standards: Length/height-for-age, weight-for-age, weight-for-length, weight-for-height and body mass index-for-age. Methods and development. Geneva. 2006. Disponível em: .


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui