Perfil nutricional de pacientes atendidos no ambulatório de uma instituição privada voltada para trabalhadores do comércio em São Luís-MA

  • Rakel de Sousa Oliveira Mendes Universidade CEUMA, São Luis - MA.
  • Karlos André Paixão Lopes SESC, São Luis - MA.
  • Lívia Muritiba de Lima Coimbra Universidade CEUMA, São Luis - MA.
Palavras-chave: Avaliação Nutricional, Saúde do Trabalhador, Promoção da saúde, Ambulatório, Doenças Crônicas Não Transmissíveis.

Resumo

Introdução e objetivo: Devido ao aumento da prevalência de Doenças Crônicas Não Transmissíveis causadas pela transição nutricional, a busca por serviços nutricionais ambulatoriais tem crescido auxiliando na promoção de saúde e na mudança dos parâmetros antropométricos. O estudo teve como objetivo identificar o perfil nutricional dos pacientes atendidos no ambulatório de uma Instituição privada voltada para Trabalhadores do Comércio em São Luís-MA. Materiais e métodos: Estudo de caráter descritivo, transversal com coleta de dados secundária, através do levantamento de 90 prontuários de pacientes atendidos no ambulatório em 2018. As informações foram transcritas para um protocolo com informações de sexo, idade, estado civil, peso, altura, Índice de Massa Corporal (IMC), motivo de procura ao atendimento ambulatorial, tabagismo, consumo de álcool, prática de atividade física e patologias associadas. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva. Resultados: Observou-se prevalência de uma população feminina (84,4%), adulta (96,7%), solteira (46,7%), com ausência de fumo (91,1%) e do consumo de bebida alcoólica (71,1%), e presença de atividade física (64,4%), principalmente a prática de musculação (67,2%). Dentre a minoria que referiu ter patologia, as doenças relacionadas ao trato gastrointestinal foram as mais relatadas. Discussão: A prevalência de pacientes com excesso de peso (64,5%) foi notória, ratificando a grande porcentagem obtida em relação a busca pelo atendimento nutricional para perda de peso (61,1%) e evidenciando a transição nutricional vivenciada pelo Brasil. Conclusão: O presente estudo colaborou com a temática abordada contribuindo para o conhecimento do perfil do público atendido e, assim, um melhor atendimento ambulatorial.

Biografia do Autor

Rakel de Sousa Oliveira Mendes, Universidade CEUMA, São Luis - MA.

Nutricionista formada pela Universidade CEUMA.

Karlos André Paixão Lopes, SESC, São Luis - MA.

Especialista em Nutrição Clínica, Chefe de Núcleo SESC, São Luis - MA.

Lívia Muritiba de Lima Coimbra, Universidade CEUMA, São Luis - MA.

Nutricionista Docente da Universidade CEUMA, São Luis - MA.

Referências

-Adams, S.; Dal Bosco, S.M.; Fassina, P.; Adami, F.S. Associação entre estado nutricional e ingestão dietética de trabalhadores. Revista Uningá. Vol. 44. Num. 1. p. 43-49. 2015.

-Alves, J.W.S.; Soares, N.T.; Leão, T.C.S.; Diniz, N.A.; Penha, E.D.S.; Monteiro, R.S. Estado nutricional, estilo de vida, perfil socioeconômico e consumo alimentar de comerciários. Revista Brasileira em Promoção da Saúde. Vol. 25. Num. 2. p. 40-50. 2012.

-Araújo, S.E.B.; Cavagnari, M.A.V.; Vieira, D.G.; Bennemann, G.D. Perfil nutricional e consumo alimentar de pacientes praticantes de atividade física atendidos por uma clínica escola de nutrição. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. Vol. 13. Num. 78. p. 317-328. 2019.

-Babinski, J.M.; Soder, T.F.; Schmidt, L.; Benetti, F. Perfil nutricional de pacientes atendidos no ambulatório de especialidades em nutrição da URI-FW. Revista de Enfermagem FW. Vol. 13, Num. 13. p. 41-54. 2017.

-Batista, P.L.; Stangarlin, L.; Medeiros, L.B.; Serafim, A.L.; Jesus, N.L.S.; Peixoto, C.S.; Moreira, M.R. Refeições servidas em unidade de alimentação e nutrição: uma avaliação da saúde dos trabalhadores. Revista Brasileira em Promoção da Saúde. Vol. 28. Num. 4. p. 578-586. 2015.

-Binsfeld, D.H.P.; Volkweis, D.S.H.; Pinheiro, T.L.F.; Benetti, F. Avaliação nutricional de pacientes com doenças crônicas não transmissíveis atendidos em um ambulatório de nutrição. Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde. Vol. 7. Num. 1. p. 40-54. 2018.

-Brasil. Ministério da Saúde. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN. Brasília-DF. Ministério da Saúde. 2011. 76 p. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/bvsms/resource/pt/biblio-909011. Acesso em: 28/10/2019.

-Brasil. Ministério da Saúde. Vigitel Brasil 2018: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília-DF. Ministério da Saúde. 2019. 132 p., il. color. Disponível em: http://saude.gov.br/saude-de-a-z/vigitel. Acesso em: 23/10/2019.

-Carvalho, J.L.; Benedetti, F.J.; Blasi, T.C.; Mussoi, T.D. Perfil de pacientes atendidos em laboratório de práticas em nutrição clínica na região central do RS. Disciplinarum Scientia. Série: Ciências da Saúde. Vol. 16. Num. 1. p. 137-145. 2015.

-Codonhato, R.; Caruzzo, M. M.; Pona, M. C.; Caruzzo, A. M.; Vieira, L. F. Qualidade de vida e motivação de praticantes de exercício físico. Revista Corpoconsciência. Vol. 21. Num. 01. p. 92-99. 2017.

-Dias, P.C.; Henriques, P.; Anjos, L.A.; Burlandy, L. Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 33. Num. 7. p. e00006016. 2017.

-Estrela, K.C.A.; Alves, A.C.D.C.; Gomes, T.T.; Isosaki, M. Adesão às orientações nutricionais: uma revisão de literatura. Demetra: Alimentação, Nutrição & Saúde. Vol. 12. Num. 1. p. 249-274. 2017.

-Ferreira, L.G.; Dalmeida, K.S.M.; Meus, K.S.O.; Silva, R.M.; Retamoso, V.; Barcelos, A.L.V. Impacto do atendimento nos hábitos alimentares de usuários atendidos no ambulatório de nutrição clínica. In: Salão Internacional de Ensino, Pesquisa E Extensão, 10, 2018, RS. Anais do 10º Salão Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão. Santana do Livramento: Universidade Federal do Pampa. Vol. 10. Num. 3. p. 3. 2019.

-Gomes, A. C. R.; Salles, D. R. M. Perfil nutricional dos pacientes atendidos no ambulatório de Nutrição da Faculdade de Ciências da Saúde (FACISA), de Patos de Minas-MG. Revista do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa e Extensão do UNIPAM. Perquirere. Vol. 1. Num. 7. p. 63-71. 2010.

-Lipschitz, D. A. Screening for nutritional status in the elderly. Primary Care, Philadelphia, Saunders. Vol. 21. Num. 1. p. 55-67. 1994.

-Machado, W.D.; Gomes, D.F.; Freitas, C.A.S.L.; Brito, M.C.C.; Moreira, A.C.A. Idosos com doenças crônicas não transmissíveis: um estudo em grupos de convivência. Revista Ciência e Saberes Facema. Vol. 3. Num. 2. p. 444-451. 2017.

-Malta, D.C.; Berna, R.T.I.; Lima, M.G.; Araújo, S.S.C.; Silva, M.M.A.; Freitas, M.I.F.; Barros, M.B.A. Doenças crônicas não transmissíveis e a utilização de serviços de saúde: análise da Pesquisa Nacional de Saúde no Brasil. Revista Saúde Pública. Vol. 51. Num. 1. p. 1-10. 2017.

-Oliveira, V.S.; Maia, P.C.G.G.S.; Santos, J.; Sousa, M.N.A. Análise dos fatores de risco para doenças crônicas não transmissíveis: estudo com colaboradores de uma instituição privada. Revista Saúde. Vol. 43. Num. 1. p. 3-11. 2017.

-Organização Mundial de Saúde. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a WHO Consultation of Obesity, Geneva. 1997. 452 p. Disponível em: https://www.who.int/nutrition/publications/obesity/WHO_TRS_894/en/. Acesso em: 19/08/2019.

-Saccon, T.D.; Pretto, A.D.B.; Cesar, J.G.; Demoliner, F.; Bampi, S.R.; Conter, L.F.; Andersson, G.B.; Moreira, A.N. Perfil e evolução do estado nutricional de pacientes que frequentam um ambulatório de nutrição do Sul do Brasil. Nutrición Clínica y Dietética Hospitalaria. Vol. 35. Num. 3. p. 74-82. 2015.

-Santos, J. V. Perfil do estilo de vida de trabalhadores do comércio do município de Santo Amaro da Imperatriz. Repositório Institucional Unisul. Vol. 1. Num. 1. p. 1-25. 2017.

-Santos, M. L. P.; Bortolini, V. M. S.; Sousa. C, N. Conhecendo o Estado Nutricional da Comunidade. Revista de Projetos Comunitários e Extensão. Congrega. Vol. 1. Num. 1. p. 42-46. 2018.

-Saraiva, D. I.; Zemolin, G. P.; Zanardo, V. P. S. Perfil nutricional de pacientes atendidos em um ambulatório de especialidades em nutrição. Vivências: Revista Eletrônica de Extensão da URI. Vol. 10. Num. 19. p. 113-121. 2014.

-Silva, N. O.; Morais, L. C. Perfil nutricional de pacientes atendidos em uma unidade básica de saúde do município de Rio Verde-GO. TCC Nutrição. Universidade de Rio Verde. UniRV. 2016.

-Silva, R. R. A.; Ferreira, F. G.; Segheto, W. Atividade física no lazer, estado nutricional autorreferido e tempo gasto sentado em trabalhadores do comércio. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Pauylo. Vol. 10. Num. 56. p. 222-229. 2016.

-Silva, M.B.G.; Almeida, K.M.M.; Ferreira, R.B.; Ferreira, R.C.; Vasconcelos, S.M.L. Perfil clínico e nutricional dos indivíduos atendidos em um ambulatório de nutrição do Hospital Universitário (HUPAA/UFAL). Gep News. Vol. 1. Num. 1. p. 139-144. 2018.

-Zanella, S.; Riboldi, B.P.; Schmaedek, P.R.; Alves, M.K. Perfil nutricional e epidemiológico de pacientes atendidos em clínica de nutrição em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento. São Paulo. Vol. 11. Num. 68. p. 677-684. 2017.

Publicado
2020-11-03
Como Citar
Mendes, R. de S. O., Lopes, K. A. P., & Coimbra, L. M. de L. (2020). Perfil nutricional de pacientes atendidos no ambulatório de uma instituição privada voltada para trabalhadores do comércio em São Luís-MA. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 14(87), 680-689. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1354
Seção
Artigos Científicos - Original