Evolução do estado nutricional de pacientes com AIDS atendidos em um ambulatório de Nutrição

  • Angélica Bandeira Afonso Moutinho Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Pelotas.
  • Alessandra Doumid Borges Pretto Programa de Pós Graduação em Saúde e Comportamento da Universidade Católica de Pelotas, RS.
  • Ângela Nunes Moreira Doutora em Biotecnologia pela Universidade Federal de Pelotas, Professora Adjunta da Faculdade de Nutrição da Universidade Federal de Pelotas.
Palavras-chave: Circunferencia da cintura, Estado imunológico, Exercício físico

Resumo

Introdução e objetivo: Uma alimentação inadequada afeta a saúde, a qualidade de vida e a resposta ao tratamento do paciente. Assim, estudo teve por objetivo avaliar a evolução do estado nutricional dos pacientes com AIDS atendidos em um ambulatório de Nutrição. Materiais e Métodos: Estudo retrospectivo com dados secundários. Foram analisados prontuários de pacientes atendidos entre 2005 e 2010. A evolução do estado nutricional e do risco de desenvolver complicações metabólicas decorrentes da deposição de gordura abdominal relacionado à circunferência da cintura (CC) foram analisadas em relação à idade, sexo, número de consultas, tempo de tratamento, medicação utilizada, contagem de CD4, carga viral e à prática de exercício físico na primeira e última consulta. Resultados, Discussão e conclusão: A maioria dos pacientes (70%) manteve seu estado nutricional e não alterou o risco relacionado à CC. A maioria dos que melhoraram o estado nutricional, praticava exercícios físicos, apresentava contagem de CD4 superior a 500 e carga viral detectável. Já pacientes que iniciaram o tratamento nutricional com pior estado imunológico e com maior risco de deterioração imunológica subsequente apresentaram redução do risco relacionado à CC. Os resultados encontrados sugerem que a redução do peso e da CC pode estar associada ao grau de deterioração imunológica e à carga viral desses pacientes. A maioria dos pacientes acompanhados manteve o estado nutricional, o estado imunológico e o grau de risco relacionado a CC.

 

ABSTRACT

Nutritional evolution of patients with AIDS treated in an nutritional clinic

Introduction and Aim: An improper diet affects health, quality of life and response to treatment of the patient. Thus, the study aimed to evaluate the nutritional status of patients with AIDS outpatients Nutrition. Materials and methods: A retrospective study using secondary data. Records of patients treated between 2005 and 2010 were analyzed. Evolution of nutritional status and the risk of developing metabolic complications of abdominal fat associated with waist circumference (WC) were analyzed in relation to age, sex, number of queries, and time of treatment, medication use, CD4 count, viral load and physical exercise on the first and last visit. Results, Discussion and Conclusion: Most patients (70 %) maintained their nutritional status and did not alter the risk related to CC. Most that have improved nutritional status, physical exercises practiced, had CD4 counts greater than 500 and detectable viral load. Patients who started treatment with worse nutritional and immune status with increased risk of subsequent immunological deterioration decreased the risk related to the CC. The results suggest that reducing the weight and CC may be associated with the degree of immune deterioration and viral load in these patients. The majority of patients followed kept the nutritional status, immune status and the degree of risk related to CC.

Publicado
2015-05-29
Como Citar
Moutinho, A. B. A., Pretto, A. D. B., & Moreira, Ângela N. (2015). Evolução do estado nutricional de pacientes com AIDS atendidos em um ambulatório de Nutrição. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 9(51), 85-95. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/362
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##