Vigilância nutricional de crianças menores de dois anos do município de Redenção, Ceará: a importância do diagnóstico para planejamento das políticas públicas nesse grupo etário

  • Háquila Andréa Martins da Silva Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Edmara Chaves Costa Curso de Enfermagem. Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
  • Paulo Henrique Machado de Sousa Curso de Gastronomia. Instituto de Cultura e Arte, Universidade Federal do Ceará
  • Paulo César Almeida Mestrado Acadêmico em Nutrição e Saúde. Centro de Ciências da Saúde. Universidade Estadual do Ceará
Palavras-chave: Saúde da criança, Estado nutricional, Monitoramento

Resumo

Problemas na saúde e nutrição em crianças interferem no crescimento e desenvolvimento, trazendo prejuízos no curto e longo prazo. Por essa razão, a monitorização do crescimento é fundamental nessa fase da vida. O presente estudo teve como objetivo analisar o estado nutricional de crianças menores de dois anos e os fatores associados, com enfoque no modelo de vigilância à saúde. O estudo foi transversal e exploratório e envolveu 360 crianças menores de dois anos estatisticamente selecionadas. Das crianças avaliadas, o sobrepeso e a obesidade foram encontradas em 19,8% e 20,0%, conforme índice Peso/Altura e IMC/Idade, respectivamente. A desnutrição atual foi baixa, sendo de 1,4% e 0,3%, segundo indicadores Peso/Idade e IMC/Idade, respectivamente. O déficit de altura foi constatado em 9,8% das crianças. Apenas as variáveis renda familiar média (OR: 2,157; IC95%: 1,088 – 4,279), introdução precoce de alimentos (OR: 1,649; IC95%: 1,010-2,691) e adição de açúcar ou mel na alimentação da criança apresentaram associação estatisticamente significante com estado nutricional de risco. Os resultados mostram que os principais distúrbios nutricionais nas crianças do município são o excesso de peso e a desnutrição crônica, mostrando um cenário de transição nutricional e apontando a necessidade do fortalecimento das ações de vigilância alimentar e nutricional e da efetivação dos programas e políticas de saúde e nutrição.

 

ABSTRACT

Nutritional surveillance of children under two years of the municipality of redemption, Ceará: the importance of diagnosis for planning of public policies in this age group

Disorders in health and nutrition in children interfere with growth and development, generating losses in the short and long term. For this reason, growth monitoring is critical at this stage of life. This study aimed to analyze the nutritional status of children under two years and the associated factors with focus on health surveillance model. The study was cross-sectional, exploratory and involved 360 children under two years statistically selected. Overweight and obesity were found in 19.8% and 20.0% of children, as index Weight/Height and BMI/Age respectively. Malnutrition was low at 1.4% and 0.3%, according to indicators Weight/Age and BMI/Age respectively. The height deficiency was found in 9.8% of children. Only the variables average household income (OR: 2.157; 95% CI: 1.088 to 4.279), early introduction of complementary foods (OR: 1.649; 95% CI: 1.010 to 2.691) and adding sugar or honey in child nutrition showed statistically significant association with nutritional status risk. The results show that the main nutritional disorders in children in the municipality are overweight and chronic malnutrition, indicating a nutritional transition scenario and pointing out the need to strengthen surveillance actions food and nutrition and the effectiveness of health programs and policies and nutrition.

Biografia do Autor

Háquila Andréa Martins da Silva, Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira
Universidade Estadual do Ceará. Mestrado em Nutrição em Saúde.
Publicado
2016-02-13
Como Citar
Martins da Silva, H. A., Costa, E. C., de Sousa, P. H. M., & Almeida, P. C. (2016). Vigilância nutricional de crianças menores de dois anos do município de Redenção, Ceará: a importância do diagnóstico para planejamento das políticas públicas nesse grupo etário. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 10(56), 62-73. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/409
Seção
Artigos Ciení­ficos - Original