Parâmetros bioquímicos: associação com o estado nutricional e presença de patologia

Camila Piantino, Jeanini da Cunha, Mayara Amâncio, Jussara Almeida, Karina Pádua

Resumo


O objetivo desse estudo foi avaliar e comparar o estado nutricional e parâmetros bioquímicos de pacientes, maiores de 18 anos de idade, atendidos em uma Clínica de Nutrição do município de Passos-Minas Gerais, antes e após a intervenção nutricional. Além disso, dispõe-se identificar a prevalência de patologias pré-existentes e avaliar a suscetibilidade ou risco de desenvolvimento da obesidade e elevação do IMC através de testes moleculares. Trata-se de estudo do tipo transversal, com delineamento amostral não probabilístico. Os parâmetros avaliados antes e após a intervenção nutricional foram peso, IMC, percentual de gordura corporal, circunferência abdominal, triglicérides, colesterol total e glicose de jejum. A hemoglobina glicada foi dosada apenas uma vez. A prevalência de patologias foi obtida pelo auto-relato do paciente. O teste molecular foi realizado por meio da amostra de swab bucal. Realizou-se estatística descritiva e o teste T Student pareado. Participaram do estudo 19 indivíduos, com média de idade de 35 ± 17 anos, sendo 84% do sexo feminino. Verificou-se redução significativa no % de gordura corporal, triglicérides e colesterol total após a intervenção nutricional. Dentre as patologias crônicas pré-existentes observou-se elevada prevalência de obesidade e hipertensão arterial. As análises moleculares revelaram perfis distintos entre os pacientes investigados.

 

ABSTRACT

Biochemical parameters: association with the nutritional state and presence of pathology

The aim of this study was to evaluate and compare the nutritional status and biochemical parameters of patients, older than 18 years-old, attended in a Nutrition Clinic in Passos city-Minas Gerais, before and after nutritional intervention. It also has to identify the prevalence of pre-existing pathologies and to evaluate the susceptibility or risk of development of obesity and elevated BMI using molecular testing. It is cross-sectional study with non probabilistic sample design. The parameters evaluated before and after nutritional intervention were weight, BMI, body fat percentage, waist circumference, triglycerides, total cholesterol and fasting glucose. The glycated hemoglobin was measured only once. The prevalence of disorders was obtained by self-report of the patient. The molecular test was performed by buccal swab sample. A descriptive statistics and paired Student T test. The study included 19 subjects with a mean age of 35 ± 17 years, 84% female. It was found significant reduction in% body fat, triglycerides and total cholesterol after nutritional intervention. Among the pre-existing chronic diseases it was observed the high prevalence of obesity and hypertension. Molecular analysis revealed distinct profiles among the studied patients.


Palavras-chave


Obesidade; Ensaio Clínico; Análise Química do Sangue

Texto completo:

PDF

Referências


-Almén, M. S.; Jacobsson, J. A.; Shaik, J. H.; Olszewski, P. K.; Cedernaes, J.; Alsio, J. The obesity gene, TMEM18, is of ancient origin, found in majority of neuronal cells in all major brain regions and associated with obesity in severely obese children. BMC Medical Genetics. Vol. 11. Num. 9. p.58. 2010.

-Bahia, L. R.; Araújo, D.V. Impacto econômico da obesidade no Brasil.Rev. Hosp. Univ. Pedro Hernesto. Vol. 13. Num. 1. p.13-17. 2014.

-Binder D. K; Scharfman, H. E. Brain-derived neurotrophic factor. Growth Factors. Vol. 22. Num. 3. p.123-131. 2004.

-Brasil. Ministério da Saúde. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos 196/96. Brasília. 2003.

-Brasil. Ministério da Saúde; Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Obesidade. Brasília. 2006.

-Brasil. Ministério da Saúde. Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília. 2014.

-Campolina, L. Testes genéticos podem identificar riscos de desenvolvimento de doenças. 2013. Disponível em:

-Chambers, J. C.; Elliott, P.; Zabaneh, D.,Zhang, W; Li, Y.; Froguel, P.; Balding, D. Common genetic variation near MC4R is associated with waist circumference and insulin resistance. Nat. Genet. Vol. 40. Num. 6. p.716-718. 2008.

-Conselho Regional de Nutricionistas. Solicitação de Exames laboratoriais pelo nutricionista: Parecer Técnico CRN-3 Nº 03/2014. 2014.

-Coutinho, W. F.; Benchimol, A. K. Obesidade mórbida e afecções associadas. In: Cirurgia da obesidade. São Paulo. Atheneu. 2006.

-Farooqi, S.; Rau, H.; Whitehead, J.; O’rahilly, S. Ob gene mutations and human obesity. Proceedings of the Nutrition Society. Núm. 57. p.471-475. 1998.

-Felippe, F.; Balestrin, L; Silva, F. M.; Schneider, A. P. Qualidade da dieta de indivíduos expostos e não expostos a um programa de reeducação alimentar, Brasil, Rev. Nutrição. Vol. 24. Num. 6. p.833-844. 2010.

-Foss, M. L.; Keteyian, S. J. Bases fisiológicas do exercício e do esporte. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2000.

-Gibson, R. S. Nutritional assessment: a laboratory manual. Oxford: Oxford University Press. 1993.

-Grecco, M. S. M. Validação de índice de massa corporal (IMC) ajustado pela massa gorda obtida por impedância bioelétrica. Tese de Doutorado. USP. São Paulo. 2012.

-Heberbrand, J.; Volckmar, A. L. Chipping away the 'missing heritability': GIANT steps forward in the molecular elucidation of obesity - but still lots to go. Obes.Facts. Vol. 5. Num. 3. p.294-303. 2010.

-Hoog, S. Avaliação do Estado Nutricional. In: Mahan, K. L.; Escott-Stump, S. Krause: Alimentos, Nutrição & Dietoterapia. 9ª edição. São Paulo. Roca. 1998.

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; IBGE. Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). 2010. Disponível em: .

-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; IBGE. Pesquisa de orçamento familiar. 2008-2009. Disponível em: .

-Lee, I. S.; Shin, G.; Choue, R. A 12-week regimen of caloric restriction improves levels of adipokines and pro-inflammatory cytokines in Korean women with BMIs greater than 23 kg/m2. Rev. Inflam. Vol. 59. Num. 5. p.399-405. 2009.

-Li, Y.; Zhai, F.; Yang, X.; Schouten, E. G.; HU, X.; He, Y. Determinants of childhood overweight and obesity in China. British Journal of Nutrition. Vol. 97. Num. 3. p.210-215. 2007.

-Miguel Júnior, A. Obesidade-fator de risco de doenças nos idosos. 2007. Página visitada em 08/05/2015: Disponível em: .

-Rothman, K. J. BMI-related erros in the measurement of obesity.Intern. Jour. Of Obesity. Vol. 32. Num. 3. p.56-59. 2008.

-Rui, L.; Mathews, L. S.; Carter-SU, C. Identification of SH2-Bbeta as a substrate of the tyrosine kinase JAK2 involved in growth hormone signaling. Cell. Biol. Vol. 1. p.6633-6644. 1997.

-Scuteri, A.; Sanna, S.; Chen, W. M.; Uda, M.; Albai, G.; Strait, J. Genome-wide association scan shows genetic variants in the FTO gene are associated with obesity-related traits. PLOS. Genet. Vol. 3. Num. 7. p.e115. 2007.

-Velloso, L. A. O controle hipotalâmico da fome e da termogênese: implicações no desenvolvimento da obesidade. Arq. Bras. End. Metabol. Vol. 50. Num. 2. p.165-176. 2006.

-Wang, Y. Will. All Americans become overweight or obese? Estimating the progression and cost of the US obesity epidemic. Obesity. Vol. 16. Num. 10. p.2323-2330. 2010.

-World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic - report of a WHO consultation on obesity. Geneva. 2016. Disponível em:

-World Health Organization; WHO.Physical Status: The Use and Interpretation of Anthropometry. Report of a WHO Expert. 1995. Genev. 1995.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui