Estado nutricional e perfil sociodemográfico de usuários de restaurantes populares em Caxias do Sul

Samara Kich Minuzzi, Márcia Keller Alves, Keli Vicenzi, Clarisse de Almeida Zanette

Resumo


Introdução: O Programa Restaurante Popular é uma política pública específica que tem como objetivo principal garantir o acesso à alimentação de qualidade, nutricionalmente balanceada e segura à população que se encontra em vulnerabilidade social e nutricional. Objetivo: Avaliar o perfil nutricional e sociodemográfico dos usuários dos Restaurantes Populares de Caxias do Sul. Materiais e Métodos: Tratou-se de um estudo transversal do qual participaram usuários de dois restaurantes populares do município. Os participantes foram submetidos a avaliação antropométrica e aplicação de questionário contendo questões socioeconômicas e demográficas. Resultados: Participaram do estudo 244 usuários, com idade média de 40 anos. A maioria do gênero masculino, estado civil solteiro, com casa própria, renda até dois salários mínimos, até 8 anos de estudo. Entre os hábitos de saúde, verificou-se que 31,6% eram fumantes, 24,2% consumiam bebida alcoólica diariamente e 59% eram sedentários. Verificou-se presença de hipertensão arterial em 18% dos entrevistados, diabetes em 5,3% e doenças cardiovasculares em 3,3%. 60,3% relatou frequentar o Restaurante Popular de quatro a cinco vezes na semana. A maioria realiza entre duas a quatro refeições por dia. Na avaliação antropométrica, a maioria se encontrou classificada com excesso de peso, sendo 18,4% obesos. Conclusão: O excesso de peso esteve presente em praticamente metade da população estudada e a obesidade em aproximadamente um a cada quatro indivíduos. Fatores como baixa renda (dois terços da população até dois salários mínimos) e baixa escolaridade (maioria com menos de oito anos de estudo) estiveram presentes e são fatores determinantes no estado nutricional dos indivíduos.

 

ABSTRACT 

Nutritional status and sociodemographic profile of users of popular restaurants in Caxias do Sul

Introduction: The Program “Restaurante Popular” is a specific public policy whose main objective is to guarantee access to quality, nutritionally balanced and safe food for the population that is in social and nutritional vulnerability. Objective: To evaluate the nutritional and socio-demographic profile of users of “Restaurante Popular” in Caxias do Sul. Materials and Methods: This was a cross-sectional study involving users of two popular restaurants in the city. The participants were submitted to anthropometric evaluation and questionnaire application containing socioeconomic and demographic questions. Results: 244 users, with a mean age of 40 years, participated in the study. Most male, single marital status, with own house, family income up to two minimum wages, up to 8 years of study. Among health habits, it was found that 31.6% were smokers, 24.2% consumed alcoholic beverages daily and 59% were sedentary. There was presence of hypertension in 18% of the subjects, diabetes in 5.3% and cardiovascular disease in 3.3%. 60.3% reported attending the “Restaurante Popular” four to five times a week. Most make between two to four meals a day. In the anthropometric evaluation, the majority were classified as overweight, 18.4% obese. Conclusion: Overweight was present in almost half of the studied population and obesity in approximately one in four individuals. Factors such as low income (two thirds of the population up to two minimum wages) and low schooling (majority with less than eight years of schooling) were present and are determining factors in the nutritional status of individuals.


Palavras-chave


Segurança Alimentar e Nutricional; Peso Corporal; Alimentação; Nutrição

Texto completo:

PDF

Referências


-Branquinho, A.S. Perfil nutricional da clientela atendida nos Restaurantes Comunitários do Distrito Federal, 2010. Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade de Brasília. Dissertação de Mestrado. UNB-DF. Brasília. 2010.

-Brasil. Conselho de Saúde. Resolução nº 466/2012, de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisa envolvendo Seres Humanos. Brasília, DF: D.O.U de 13 de junho de 2013. 2012a. Disponível em: .

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição / Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília. Ministério da Saúde. 2012b.

-Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2013: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. Brasília. Ministério da Saúde. 2014. 120p.: il. (Série G. Estatística e Informação em Saúde).

-Brasil. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Brasília, DF: D.O.U. de 20 de setembro de 1990. Disponível em .

-Brasil. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto nº 7.272, de 25 de agosto de 2010. Regulamenta a Lei no 11.346, de 15 de setembro de 2006, que cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN com vistas a assegurar o direito humano à alimentação adequada, institui a Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - PNSAN, estabelece os parâmetros para a elaboração do Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, e dá outras providências. Brasília, DF: D.O.U. de 26 de agosto de 2010. Disponível em: .

-Brasil. Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). Lei nº 11.346, de 15 de setembro de 2006. Brasília, DF: D.O.U de 18 de setembro de 2006. Disponível em: .

-Coutinho, J.G.; Gentil, P.C.; Toral, N. A desnutrição e a obesidade no Brasil: o enfrentamento com base na agenda única da nutrição. Cadernos de Saúde Pública. Vol. 24. Suplemento 2. 2008. p. S332-S340.

-Gobato, R.C.; Panigassi, G.; Villalba, J.P. Identificação do perfil do usuário de um restaurante popular do Município de Campinas. Revista Segurança Alimentar e Nutricional. Vol. 17. Num. 2. 2010. p. 14-25.

-Gomes, M.B.; Neto, D.G.; Medonça, E.; Tamboscia, M.A.; Fonseca, R.M.; Réa, R.R.; Macedo, G.; Filho, J.M.; Schimid, H.; Bittencourt, A.V.; Cavalcant, S.; Rossi, N.; Faria, M.; Pedroso, H.; Dib, S.A. Prevalência de sobrepeso e obesidade em pacientes com diabetes Mellitus do tipo 2 no Brasil: estudo multicêntrico nacional. Arquivos Brasileiros de Endocrinolologia e Metabologia. Vol. 50. Num. 1. 2006. p. 136-144.

-Gonçalves, M.P.; Campos, S.T.; Sart, I.F.M. Políticas públicas de segurança alimentar no Brasil: Uma análise do Programa de Restaurantes Populares. Revista Gestão & Políticas Públicas. Vol. 1. Num. 1. 2011. p. 92-111.

-Linhares, L.T.; Olinto, M.T, Horta, L.B.; Gigante, D.P.; Costa, J.S.D. Níveis de intervenção para obesidade abdominal: prevalência e fatores associados. Revista Cadernos de Saúde Pública. Vol. 2. Num. 6. 2006. p. 1207-1215.

-Oliveira, A.F.; Valente, J.G.; LeiteI, C. Fração de carga global do Diabetes Mellitus atribuível ao excesso de peso e obesidade no Brasil. Revista Panamericana de Salud Publica. Vol. 27. Num. 5. 2010. p. 338-344.

-Silva, M.S.V.S.; Petroski, D.R.E.l.; Souza, G.I.; Silva, D.D.A.S. Prevalência e fatores associados ao excesso de peso em adultos do Brasil: Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 34. Num. 3. 2012. p. 13-726.

-Sobrinho, F.M.; Abreu, M. N.S.; Silva, Y.C.; Dias Júnior, C.S.; Pereira, S.C.L. Fatores determinantes da insegurança alimentar e nutricional: estudo realizado em Restaurantes Populares de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Revista Ciência e Saúde Coletiva. Vol. 19. Num. 5. 2014. p. 1601-1611.

-World Health Organization. Obesity and Overweight. Geneva. 2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui