Consumo de grupos de alimentos em adultos com excesso de peso

Jéssika Larense Santos Mendonça, Priscila Barbosa dos Santos, Ronaide Paula Santos, Vivianne Sousa Rocha

Resumo


Introdução: A obesidade é definida como uma enfermidade crônica, caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura. O consumo alimentar está diretamente relacionado ao ganho de peso excessivo. Objetivo: Avaliar o consumo de grupos alimentares em adultos com excesso de peso. Métodos: Participaram deste estudo transversal 102 indivíduos adultos. Foram submetidos a avaliação antropométrica e alocados em dois grupos: eutrófico (n = 43) e excesso de peso (n= 59). A ingestão alimentar foi avaliada por dois recordatórios de 24h. Os alimentos foram transformados em porções e distribuídos em oitos grupos de alimentos, segundo a pirâmide alimentar. As análises dos dados foram feitas pelo teste de qui-quadrado e Mann Whitney (α = 5%). Resultados: Entre os participantes, 42,2% eram eutróficos e 57,8% apresentaram excesso de peso. A maioria do sexo feminino (n=82), com baixa renda familiar (41,17%) e escolaridade. A ingestão de macronutrientes foi similar entre os grupos. O consumo de porção de alimentos foi menor do que o recomendado pela pirâmide alimentar e não houve diferença no consumo de porções entre os grupos de indivíduos. Discussão: A população estudada apresentou percentual alto de excesso de peso, perfil nutricional que tem aumentado vertiginosamente entre os adultos brasileiros. O consumo de grupos alimentares foi inadequado, o grupo de frutas foi o que mais se aproximou da porção recomendada e os lácteos destacaram se pelo baixo consumo entre os indivíduos com excesso de peso. Conclusão: Os indivíduos apresentaram inadequação no consumo dos grupos alimentares, independente do estado nutricional, com pouca variação dos alimentos.

 

ABSTRACT 

Consumption of food groups in adults with overweight

Introduction: Obesity is defined as a chronic disease, characterized by the excessive accumulation of adipose tissue, food consumption is directly related to excessive weight gain. Objective: To evaluate the consumption of food groups in overweight subjects. Methods: This cross-sectional study was attended by 102 adult individuals. Were submitted to anthropometric and later allocated in two groups: eutrophic (n = 43) and overweight (n = 59). Food intake was assessed by two 24-h recalls. The foods and preparations consumed were processed into portions and distributed into eight food groups according to the food pyramid. Data were analyzed using the chi-square test and Mann Whitney test (α = 5%). Results: Among the participants, 42.2% were eutrophic and 57.8% overweight. The majority were female sex (n=82), with low income (41.17%) and low education level. The food consumption was lower than recommended by food pyramid and there was no difference in portion consumption among the groups of individuals. Discussion: The population studied presented a high percentage of overweight, a nutritional profile that is increasing vertiginously among Brazilian adults. The consumption of food groups was inadequate, the fruit group was the one that most approached the recommended portion and the dairy products were highlighted for the low consumption among the overweight individuals. Conclusion: Individuals presented inadequacy in the consumption of food groups, regardless of nutritional status, with little food variation.


Palavras-chave


Consumo alimentar; Pirâmide alimentar; Análise crítica da dieta

Texto completo:

PDF

Referências


-ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes brasileiras de obesidade 2016. 4ª edição. São Paulo. São Paulo. 2016.

-Anestis, D.; Christopher, K.R.; Givens, I.D.; Elwood, P.C.; Minihane, A.M. Associations between dairy consumption and body weight: a review of the evidence and underlying mechanisms. Nutrition Research Reviews. Vol. 24. 2011. p. 72-95. DOI: 10.1017/S095442241000034X.

-Avelino, G.F.; Previdelli, A.N.; Castro, M.A.; Marchioni, D.M.L.; Fisberg, R.M. Sub-relato da ingestão energética e fatores associados em estudo de base populacional. Cad Saúde Pública. Vol. 30. Num. 3. 2014. p. 663-668.

-Dias, P.S.; Brito, J.A.S.; Costa, A.P. Influência da condição socioeconômica no comportamento alimentar de universitários do sexo masculino. Revista eletrônica de administração e turismo. Vol. 8. Num. 4. 2016.

-IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de orçamentos familiares 2008-2009, POF: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro. 2010.

-Kristensen, M.; Juul, S.R.; Sørensen, K.V.; Lorenzen, J.K.; Astrup, A. Supplementation with dairy calcium and/or flaxseed fibers in conjunction with orlistat augments fecal fat excretion without altering ratings of gastrointestinal comfort. Nutri Metabo. Vol. 7. 2017. p. 14-13.

-Lenthe, F.J.V.; Jansen, T.; Kamphuis, C.B.M. Understanding socio-economic inequalities in food choice behaviour: can Maslow’s pyramid help? British Journal of Nutrition. Vol. 113. p. 1139-1147. 2015.

-Lohman, T. G.; Roche, A. F.; Martorell, R. Anthropometric standardization reference manual. Champaign: Human Kinetics, 1988.

-Ministério da Saúde (MS). Guia Alimentar Para a População Brasileira. 2ª edição. Brasília-DF. 2014. Disponível em: .

-Ministério da Saúde (MS). Secretaria de Vigilância em Saúde. VIGITEL Brasil 2015: Vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: MS, 2016. Disponível em: .

-Oliveira, D.C. Sociologia da obesidade. São Paulo: Resenhas book reviews. Editora Senac. 2017. DOI: 10.1590/1413-81232017222.24932015

-Philippi, S. T. Redesenho da Pirâmide Alimentar Brasileira para uma alimentação saudável. 2013.

-Rossi, L.; Hayashi, A.P.T.; Solis, M.Y.; Lugaresi, R.; Almeida, N.; Szarfarc, S.C.; Philippi, S.T. Avaliação qualitativa e quantitativa do consumo alimentar de mulheres fisicamente ativas. Revista O Mundo da Saúde. Vol. 35. Num. 2. 2011. p. 179-184.

-Silva, P.M.C.; Cabral, J.C.R.; Vasconcelos, C.M.L. Ingestão do cálcio na obesidade de mulheres atendidas pelo Sistema Único de Saúde. Rev Nutr. Vol. 23. Num. 3. 2010. p. 357-367.

-Skowronska, J.E.; Jaworski, M.; Lorenc, R.; Karbownik, L.M.; Lewinski, A. Low dair calcium intake is associated with overweight and elevated blood pressure in Polish adult, notably in premenopausal women. Public Health Nutrition. Vol. 20. Num. 4. 2017. p. 630-637.

-Souza, J. B.; Enes, C.C. Influência do consumo alimentar sobre o estado nutricional de adolescentes de Sorocaba-SP. J Health Sci Inst. Vol. 31. 2013. p. 65-70.

-Tardido, A. F. M.; Falcão, M. C. O impacto da modernização na transição nutricional e obesidade. Revista Brasileira Nutrição Clínica. Vol. 21. 2006. p. 117-124.

-World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Report of a World Health Organization Consultation. Geneva: World Health Organization. WHO Obesity Technical Report Series. Geneva. Num. 284. p. 256. 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui