Comportamento alimentar de homens e mulheres com transtornos alimentares

Marina Garcia Manochio-Pina, Alessandra Braga Úbida Fernandes, Carolina Haddad Cunha, Rosane Pilot Pessa

Resumo


Os transtornos alimentares (TA) são caracterizados por perturbação na alimentação ou no comportamento relacionado a ela. O objetivo desta pesquisa foi comparar o comportamento alimentar entre homens e mulheres com TA. Realizou-se o levantamento dos prontuários de todos os pacientes com TA atendidos pelo Grupo de Assistência em Transtornos Alimentares do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto-USP, desde sua fundação 1982 até maio 2017, totalizando 243 pacientes. Incluiu-se pacientes do homens e mulheres independentemente da idade, com diagnóstico de AN e/ou BN. Excluiu-se gestantes, prontuários incompletos e pacientes com diferentes diagnósticos, totalizando 12 homens e 20 mulheres. Coletou-se dados de sexo, Índice de Massa Corporal (IMC), tempo de tratamento, evolução da doença e comportamento alimentar. O recordatório 24 horas foi analisado através do Diet Pro 5i. Não encontrou diferença entre as idades dos grupos (p= 0,1198), valores de IMC inicial (p = 0,068) e final (p = 0,4817). Nos homens o IMC final foi superior ao inicial (p = 0,0096). Resultado semelhante nas mulheres (p = 0,0001). Indivíduos que apresentaram vômitos foram maiores nos homens (p = 0,0373), laxante/diurético (p = 0,0217), alimentos diet/light (p = 0,0400), refeições escondidas (p = 0,0386). Não houve diferença entre os grupos no uso de adoçante (p = 0,2233), refeições principais e noturnas (p = 0,1478)/(p = 0,1429), evitar alimentos gordurosos (p = 0,4432). Concluiu-se que os homens apresentaram mais comportamentos alimentares inadequados, contradizendo estudos encontrados. Sugere-se mais pesquisas para melhor compreensão destas patologias, e melhorar assistência e prognóstico.

 

ABSTRACT           

Food behavior between men and women with eating disorders

Eating disorders, are characterized by a persistent eating disorder or behavior related to it. The objective of this research was to compare the eating behavior between men and women with eating disorders. The records of all patients in the Group of Assistance in Eating Disorders at Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto-USP from its foundation 1982 to May 2017, with a total of 243 patients. Included male patients independent of age, diagnosed with AN and BN. Excluding pregnant women, incomplete records and patients with different diagnoses, resulting in 12 men and 20 women. Data regarding sex, BMI, treatment time, disease evolution and eating behavior were collected, the 24 hour recall using Diet Pro 5i. No difference was found between the ages of the male and female groups (p = 0.1118), initial BMI (p = 0.068) and final (p = 0.4817). In the male group, the final BMI was higher than the initial BMI (p = 0.0096). A similar result was found in the female group (p = 0.0001). The proportion of subjects reporting vomiting was higher in the male group (p = 0.0373), laxative / diuretic (p = 0.0217), diet / light (p = 0, 0400) meals on the sly (p = 0.0386). There was no difference between the groups regarding the use of sweetener (p = 0.2233), main and nocturnal meals (p = 0.1478)/(p = 0.1429) and avoidance fatty foods (p = 0.4432). It was concluded that the men had inadequate dietary behaviors superior to those of women. It is suggested that more research be done to better understand these pathologies in order to improve care and prognosis.


Palavras-chave


Comportamento alimentar; Transtornos da alimentação e da ingestão de alimentos; Anorexia nervosa; Bulimia nervosa

Texto completo:

PDF

Referências


-Alvarenga, M; Scagliusi, F.B; Philippi, S.T. Nutrição e transtornos alimentares. Barueri. São Paulo. Manole. 2011.

-American Psychiatric Association (APA). Diagnostic and Statiscal Manual of Mental Disorders. 5th ed. Arlington. American Psychiatric Association. 2013.

-Andrade, T.F. O imaginário da perfeição: a corporeidade em homens com transtorno alimentar. Ribeirão Preto. 2008.

-Araújo, A; Melina, P. Transtornos alimentares em homens: um desafio diagnostico. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 24. Num. 3. 2014. p. 73-76.

-Brownell, K.D; Hotelling, K.J; Lowe, M.R; Rayfield, G.E; American Psychiatric Assosciation. 2011.

-D`Agostino e Pearson. Real Statistics Using Excel: 2013-2017.

-Fortes, L.S., Almeida, S.S., Cipirani, F.M.; Ferreira, E.C. Inappropriate eating behavior: a longitudinal study with female adolescents. Revista Paulista de Pediatria. Vol. 32 Num. 2014. p. 85-91.

-Morgan, C.M.; Vecchiatti, I.R.; Negrão, A. B. Etiologia dos transtornos alimentares: aspectos biológicos, psicológicos e sócio-culturais. Revista Brasileira de Psiquiatria. Vol. 24. 2002. p. 18-23.

-Moraes, R. W. Determinantes e construção do comportamento alimentar: uma revisão narrativa da literatura. Porto Alegre. 2014.

-Pina, M. G. M. Transtornos alimentares: modelo e consenso cultural na alimentação. Tese de Doutorado. USP. Ribeirão Preto. 2014.

-Scagliusi, F.B.; Ferriolli, E.; Prfrimer, K. Characteristics of women who frequentlyunder report their energy intake: a doubly labelled water study. Eur J ClinNutr. Vol. 63. Núm. 1. p. 1192-1199. 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui