Atenção nutricional para obesidade em Unidades Básicas de Saúde

Francisca Karine de Araújo, Gisely Maria Jorge Mourão, Maria Clara Bezerra Costa, Norma Sueli Marques da Costa Alberto, Theonas Gomes Pereira, Carmen Viana Ramos

Resumo


Introdução: A atenção nutricional compreende os cuidados relativos à alimentação e nutrição a serem desenvolvidos a partir da atenção básica em saúde. Objetivo: Descrever a organização da atenção nutricional para a prevenção e o controle da obesidade em unidades básicas de saúde. Material e Método: Pesquisa descritiva transversal, como dados primários, obtidos por formulário semiestruturado junto a profissionais da Estratégia de Saúde da Família e da gestão de saúde local. As condutas éticas previstas na Resolução CNS n. 466/2012 foram adotadas. Resultados: Foram identificados 41 técnicos envolvidos na atenção nutricional para a obesidade. Os equipamentos e materiais antropométricos mais referenciados foram: fita métrica (80%) e balança plataforma para adultos e crianças (77,5% cada), com quantidade e qualidade consideradas boas. O mobiliário disponível à assistência aos obesos eram cadeiras (90%) e macas (87,5%). A avaliação do consumo alimentar e a orientação alimentar eram realizadas por 65% e 80%, respectivamente. Subsidia a orientação alimentar a pirâmide (40%) e o (37, %). O referenciamento do obeso é para o nutricionista (97,5%). Para o controle e o tratamento da obesidade, foram apontados: NASF (100%) e academia de saúde (80%), mais nutricionistas (65%) e caminhadas (42,5%). Conclusão: O estudo permitiu identificar que a atenção nutricional para a obesidade na atenção básica merece maior cuidado da gestão de saúde local, com planejamento, apoio de infraestrutura, pessoal e monitoramento dos indicadores, de forma a contribuir com a integralidade da atenção à saúde dos obesos.


Palavras-chave


Atenção nutricional; Vigilância alimentar e nutricional; Obesidade; Atenção Básica

Texto completo:

PDF

Referências


-Boog, M. C. F. Atuação do nutricionista em saúde publicação na promoção da alimentação saudável. Revista Ciência & Saude. Alegre. Vol. 1. Num. 1. 2008. p. 33-42.

-Cardoso, V. M. B. Intervenção ergonômica. In: Moraes, A., Frisoni, B. C. (Org.) Ergodesign: produtos e processos. Rio de Janeiro: 2AB Editora, 2001.

-Ferreira, A. A Antopometria aplicada á saúde ao desempenho esportivo: uma abordagem a partir da metodologia Isak. Ciênc. Saúde coletiva. Rio de Janeiro. Vol. 20. Num. 5. 2015.

-Lucio, C. C; Paschoarelli, L. C. Usabilidade e acessibilidade de equipamentos médico-hospitalares: um estudo de caso com pacientes obesos. Design e ergonomia: aspectos tecnológicos [online]. São Paulo: Editora UNESP. São Paulo: Cultura Acadêmica. 2009. 279 p.

-Mancuso, A.M.C.; Tonacio, L.V.; Silva. E.R.; Vieira, VL.A. Atuação do Nutricionista na Atenção Basica á Saúde em grande Centro Urbano. Ciência & Saúde Coletiva [online]. Rio de Janeiro. Vol. 17. Num. 12. 2012.

-Melo, A. P. F.; Salles, R.K.; Vieira, F.G.K.; Ferreira, M.G. Métodos de estimativa de peso corporal e altura em adultos hospitalizados: uma análise comparativa. Revista Brasileira Cineantropometria Desempenho Humano. Florianópolis, SC. Vol. 16. Num. 4. 2014. p.475-484.

-Ministério da Saúde. Gabinete do Ministro. Portaria N. 154, de 24 de Janeiro de 2008. Cria os Núcleos de Apoio à Saúde da Família - NASF. Brasília: Ministério da Saúde, 2008.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Diretrizes do NASF: Núcleo de Apoio a Saúde da Família. Brasília: Ministério da Saúde, 2010. 152p.: il. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Cadernos de Atenção Básica, n. 27.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Política Nacional de Alimentação e Nutrição. 1. ed., 1. reimpr. Brasília: Ministério da Saúde, 2013.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica: obesidade. Brasília: Ministério da Saúde, 2014b. 212 p.: il. Cadernos de Atenção Básica, n. 38.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed. Brasília: Ministério da Saúde. 2014a. 156 p.: il.

-Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Orientações para avaliação de marcadores de consumo alimentar na atenção básica. 1. ed; Brasília: Ministério da Saúde, 2015.

-Ministério da Saúde. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN). 2017. Disponível em: acesso em: 15 out 2018.

-Oliveira, A.P.S.; Santos, W.L. O conhecimento do enfermeiro sobre a obesidade revisão de literature. Revista Cientifica Sena Aires. Goiais, GO. Vol. 7. Num. 2. 2018. p.141-147.

-Pinheiro, A.R.O.; Freitas, S.F.T.; Corso, A.C.T. Uma abordagem epidemiológica da obesidade. Revista Nutri. Campinas. Vol. 17. Num. 4. 2004. p.523-535.

-Recine, E.; Vasconcellos, A.B. Políticas nacionais e o campo da Alimentação e Nutrição em Saúde Coletiva: cenário atual. Ciência & Saúde Coletiva. Vol. 16. 2011. p. 73-79.

-Secretaria de Saúde do Estado do Piauí. Situação epidemiológica da obesidade no Piauí: 2006 – 2016. Boletim de informação em saúde - Bisano I - número I1 – Publicação. 2017.

-Schneider, B. S; Motta, J.V.S; Muniz, L.C; Bielemann, R.M; Madruga, S.W; Orlandi, S.P; Gigante, D.P; Assunção, M.C.F. Desenho de um questionário de frequência alimentar digital autoaplicado para avaliar o consumo alimentar de adolescentes e adultos jovens: coortes de nascimentos de Pelotas, São Paulo. Revista Brasileira epidemiologia. Vol. 19. Num. 2. 2016.

-Tavares, H. C.; Pereira, P.A.; Parente, J.S.; Ramos, J.L.S.; Marques, A.A.; Oliveira, M.L.B.; Bezerra, I.M.P. A importância da inserção do nutricionista na unidade básica de saúde: percepção dos profissionais de saúde. Rev. e-ciênc. Vol. 4. Num. 1. 2016. p.89-98.

-Wayhs, M. C. Rastreamento das complicações da obesidade. Rev. Med. Minas Gerais. Vol. 2. Num. 3. Supl. 1. 2011. p.S1-S144.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui