Avaliação da autoestima e depressão após cirurgia bariátrica

Jurema de Andrade Bressan, Fabiana Schuelter-Trevisol

Resumo


Introdução e objetivo: A cirurgia bariátrica é eficaz no tratamento da obesidade. Contudo, pode haver repercussões na saúde mental. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da cirurgia bariátrica no reconhecimento da identidade corporal e os processos de autoestima e depressão em pacientes no pós-operatório. Materiais e métodos: Estudo transversal. Foram incluídos pacientes submetidos a cirurgia bariátrica entre 2015 e 2016. Os participantes foram submetidos a entrevista individual. Foram coletados dados sociodemográficos e clínicos, além de revisão do prontuário eletrônico. Os sintomas depressivos foram identificados pelo Inventário de Beck e a autoestima pela Escala de Autoestima de Rosenberg. Resultados: Participaram 71 pacientes (76,1% mulheres), com média de idade de 39,8±10,3 anos. A maioria era casada (77,5%), com alta escolaridade (54,9%), presença de comorbidades (62,0%) e sintomas ansiosos (59,2%). Antes da cirurgia, 9,9% tinham sintomas depressivos e após esta frequência aumentou para 38%: 3,3% com sintomas depressivos graves, 8,3% moderado a grave, 26,7% de leve a moderado. Os sintomas ansiosos se associaram ao uso de antidepressivos (p=0,003) e menor tempo de pós-operatório (p=0,013). Quanto a autoestima, 98,4% apresentaram uma pontuação moderada (p<0,001).  Conclusão: Os dados encontrados revelam que cirurgia bariátrica proporciona autoestima moderada e que sintomas depressivos podem surgir em decorrência da cirurgia.


Palavras-chave


Cirurgia bariátrica; Autoestima; Depressão

Texto completo:

PDF

Referências


-ABESO. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica. Diretrizes Brasileiras de Obesidade. 4ª edição. São Paulo. 2016.

-ABP. Associação Brasileira de Psiquiatria. Manual Diagnóstico e Estatistico de Transtornos Mentais DSM V. Porto Alegre. Artmed. 2014.

-Benaiges, D.; Goday, A.; Pedro-Botet, J.; Más, A.; Chillarón, J.J.; Flores-Le Roux, J.A. Bariatric surgery: to whom and when? Minerva Endocrinology. Vol. 40. Núm. 2. 2015 p.119-128.

-Benedetti C. De obeso a magro: A trajetória psicológica. São Paulo: Vetor. 2009.

-Blume, C.A.; Boni, C.C.; Casagrande, D.S.; Rizzolli, J.; Padoin, A.V.; Mottin, C.C. Nutritional Profile of Patients Before and After Roux-en-Y Gastric Bypass: 3-Year Follow-up. Obesity Surgery. Vol. 22. Núm. 11. 2012. p.676-685.

-Bordalo, L.A.; Teixeira, T.F.S.; Bressan, J.; Mourão, D.M. Cirurgia bariátrica: como e por que suplementar. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol. 57. Núm. 11. 2011. p.113-120.

-Brandão, I.; Pinho, A.M.; Arrojado, F.; Pinto-Bastos, A.; Costa, J.M.; Coelho, R., Calhau, C.; Conceição, E. Diabetes Mellitus Tipo 2, Depressão e Alterações do Comportamento Alimentar em Doentes Submetidos a Cirurgia Bariátrica. Acta Medica Portuguesa. Vol. 29. Núm. 3. 2016. p.176-181.

-Cash, T.F.; Pruzinsky T. Body image: a handbook of theory, research, & clinical practice. New York. Guilford Press. 2002.

-Drummond, C. Obesidade. In: Associação Mundial de Psicanálise. Scilicet: O Corpo Falante - Sobre o inconsciente do século XXI. X Congresso da Associação Mundial de Psicanálise. São Paulo. Escola Brasileira de Psicanálise. 2016. p. 73-84.

-Fandiño, J.; Benchimol, A. K.; Coutinho, W. F.; Appolinário, J.C. Cirurgia Psiquiatria, bariátrica: aspectos clínico-cirúrgicos e psiquiátricos. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul. Vol. 26. Núm. 1. 2004. p.47-51.

-Freud Online. Inibições, sintomas e angústia. 2016. Disponível em: Acesso em: 15/11/2016.

-Ghoneim, M.M.; O´Hara, M.W. Depression and postoperative complications : an overview. BMC Surgery. Vol. 16. 2016. p. 1-10.

-Gomes, G.S. Perfil nutricional dos pacientes de pós-operatório de cirurgia bariátrica. Revista Digital de Nutrição. Vol. 3. 2009. p.462-476.

-Hutz, C.S.; Zanon, C. Revision of the Adaptation, Validation, and Normatization of the Rosenberg Self-Esteem Scale. Avaliação Psicológica. Vol. 10. Núm. 1. 2011. p.41-49.

-Hvas, A.M.; Nexo, E. Diagnosis and treatment of vitamin B12 deficiency. An update. Haematologica. Vol. 91. Núm. 11. 2006. p.1506-1512.

-Instituto Nacional de Câncer. Vigilância de tabagismo em escolares. Brasil: Instituto Nacional de Câncer. 2015.

-James, P.T. Obesity: The Worldwide Epidemic. Clinics in Dermatology. Vol. 22. Núm. 4. 2004. p.276-280.

-Magdaleno, R. J. Pós-operatório da cirurgia bariátrica: repercursões emocionais. In Franques ARM, Orenales-Loli MS (Eds.). Novos corpos, novas realidades: reflexões sobre o pós-operatório da cirurgia da obesidade. São Paulo. Vetor. 2011.

-Marcelino, L.F.; Patrício, Z.M. A complexidade da obesidade e o processo de viver após a cirurgia bariátrica: uma questão de saúde coletiva. Ciência & Saude Coletiva Vol. 16 Núm. 12. 2011. p. 4767-4776.

-Masur, J.; Monteiro, M.G. Validation of the “CAGE” alcoholism screening test in a Brazilian psychiatric inpatient hospital setting. Brazilian Journal of Medical Biological Research. Vol. 16. Num. 3. 1983. p.215-218.

-Matos, M.I.R.; Aranha, L.S.; Faria, N.A.; Ferreira, S.R.G.; Bacaltchuck, J.; Zanella, M.T. Binge eating disorder, anxiety, depression and body image in grade III obesity patients. Revista Brasileira de Psiquiatria Vol. 24. Núm. 4. 2002. p.165-169.

-Rao, R.S. Bariatric Surgery and the Central Nervous System. Obesity Surgery. Vol. 22. 2012. p. 967-978.

-Reppeto, G.; Rizzolli, J. Cirurgia bariátrica: acompanhamento clínico. In M. A. Nunes, J. C. Appolinário, A. L. Galvão, W.Coutinho, (Orgs.). Transtornos Alimentares e Obesidade. Porto Alegre. Artmed. 2006. p.343-352.

-Schultheisz, T.S.V.; Aprile, M.R. Autoestima, conceitos, corrrelatos e avaliação. Revista Equilíbrio Corpor e Saúde. Vol. 5. Núm. 1. 2015. p.36-48.

-Schweiger, C.; Weiss, R.; Berry, E.; Keidar, A. Nutritional Deficiencies in Bariatric Surgery Candidates. Obesity Surgery. Vol. 20. Núm. 2. 2010. p.193-197.

-Silva, P.T.; Patias, L.D.; Alvarez, G.C.; Kirsten, V.R.; Colpo, E.; Moraes, C.M.B. Profile of patients who seek the bariatric surgey. Arquivos Brasileiros de Cirurgia Digestiva. Vol. 28. Núm. 4. 2015. p.270-273.

-Silva, S.S.P.; Maia, A.C. Obesity and Treatment Meanings in Bariatric Surgery Candidates: A Qualitative Study. Obesity Surgery. Vol. 22. Núm. 11. 2012. p.1714-1722.

-Sousa, P.; Bastos, A.P.; Venâncio, C.; Vaz, A.R.; Brandão, I.; da Costa, J.M.; Machado, P.; Conceição, E. Compreender a Sintomatologia Depressiva após a Cirurgia Bariátrica: o Papel do Peso, da Alimentação e da Imagem Corporal. Acta Médica Portuguesa. Revista Científica da Ordem dos Médicos. Vol. 27. Núm. 4. 2014. p. 450-457.

-Tae, B.; Pelaggi, E.R.; Moreira, J.G.; Waisberg, J.; Matos, L.L.; D’Elia, G. Impact of bariatric surgery on depression and anxiety symptons, bulimic behaviors and quality of life. Revista do Colégio Brasileiro de Cirurgiões. Vol. 41. Núm. 3. 2014. p.155-160.

-Toussi, R.; Fujioka, K.; Coleman, K.J.; Pre-and Postsurgery Behavioral Compliance, Patient Health, and Postbariatric Surgical Weight Loss. Obesity. Vol. 17. Núm. 5. 2009. p.996-1002.

-Zancaner, M.S. O papel do psicólogo no período perioperatório hospitalar de cirurgia bariátrica. In: Franques, A.R.M; Arenales-loli, M.S. Novos corpos, novas realizadades - Reflexões sobre o pós-operatório da cirurgia da obesidade. São Paulo. Vetor. 2011.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBONE - Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Francisco Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui