Hábitos alimentares entre adolescentes de uma escola privada

  • Mauro Célio Ribeiro Silva Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
  • Géssica Aparecida Queiroz dos Santos Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
  • Kátia Pina Sepúlveda Hott Faculdade de Saúde Ibituruna (FASI), Montes Claros-MG, Brasil.
Palavras-chave: Adolescentes, Comportamento alimentar, Alimentação escolar

Resumo

Introdução: A adolescência é caracterizada por um período de intenso desenvolvimento ligado às manifestações da sexualidade, transformações físicas, emocionais, e de aumento na demanda nutricional. Os adolescentes são mais vulneráveis a desenvolverem hábitos alimentares inadequados, contribuindo para o ganho excessivo de peso, aumentando os fatores de risco de doenças associadas. A escola é um espaço privilegiado, tem a missão de educar e desenvolver valores ao ser humano, ao mesmo tempo deve atuar como intermediadora do conhecimento e conscientizar seus alunos a optarem pela prática de estilo de vida saudável. Objetivo: Avaliou-se o perfil e consumo alimentar entre adolescentes através das escolhas de lanches durante o intervalo das aulas. Materiais e Métodos: A análise foi realizada de forma descritiva de caráter quantitativo, com delineamento transversal. Realizado com alunos de uma instituição de ensino privado da cidade de Montes Claros-MG. A amostra foi constituída por 52 estudantes de ambos os gêneros, com idades de 13 a 16 anos, do ensino básico. Resultado: Através das respostas obtidas do questionário de frequência alimentar (QFA), ações educativas como orientações e intervenções sobre alimentação adequada poderão ser desenvolvidas dentro do espaço escolar. Discussão: A pesquisa revelou dados preocupantes quanto ao perfil alimentar dos adolescentes. A qualidade nutricional, devido as escolhas dos alunos, pode resultar em graves problemas de saúde na vida adulta, como as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT´s). Conclusão: Verifica-se a necessidade urgente de desenvolver estratégias que promovam mudanças nos hábitos alimentares dos adolescentes voltadas para manutenção da saúde e prevenção de doenças futuras.

Referências

-Alves, Y.F.; Silva, C.R.; Spinelli, M.G.N. Teor de sódio e contribuição calórica de alimentos ultraprocessados no cardápio de uma unidade de alimentação e nutrição escolar em São Paulo-SP. Revista da Universidade Vale do Rio Verde. Três Corações. Vol. 15. Num. 1. p. 428-436. 2018.

-Araujo, D.S. Avaliação nutricional, mastigatória e da qualidade de vida de crianças com sobrepeso e obesas. Universidade Estadual de Campinas-Unicamp. Piracicaba-SP. p. 2-3. 2014.

-Brasil. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília. Ministério da Saúde. 2011.

-Brasil. Guia alimentar para a população brasileira / ministério da saúde, secretaria de atenção à saúde, departamento de atenção Básica. 2ª Edição. Brasília-DF. Ministério da Saúde. 2014.

-Carvalho, C.A.; Fonseca, P.C.A.; Oliveira, F.P.; Coelho, A.A.; Arruda, S.P.M. Consumo de energia e macronutrientes no lanche escolar de adolescentes de São Luís, Maranhão, Brasil. Cad. saúde colet. Vol. 22. Num. 2. p. 212-217. 2014.

-Correia, A.M.; Carvalho, F.E.; Martins, R.C.B.; Bassoli, A.C.S. Consumo alimentar de escolares em cantinas da rede privada de municípios do oeste paulista. Omnia Saúde. Vol. 11. Num. 1. p. 15-28. 2014.

-Ferreira, J.T.; Lemos, J.; Dal Bosco, S.M.; Adami, F.S. Alimentação na escola e estado nutricional de estudantes do ensino fundamental. Revista Brasileira em Promoção da Saúde, Fortaleza-CE. Vol. 27. Num. 3. p. 349-356. 2014.

-Leal, G.V.S. Fatores associados ao comportamento de risco para transtornos alimentares em adolescentes na cidade de São Paulo. Tese Doutorado em Nutrição em Saúde Pública. Faculdade de Saúde Pública. Universidade de São Paulo. São Paulo. p. 15-16. 2013.

-Pinto, V.L.X.; Lima, L.; Inda, R.T.; Medeiros, M.; Bezerra, I.W.R. Educação permanente de professores: a reflexão-ação na promoção da alimentação saudável nas escolas. Extensão em Foco, Curitiba-PR. Editora da UFPR. Num. 10. p.37-58. 2014.

-Raphael, L.B.M.; Righi, C.G.B. Avaliação antropométrica de crianças e adolescentes nas curvas de crescimento: Uma revisão da literatura. Revista UNILUS Ensino e Pesquisa. Vol. 13. Num. 32. 2016.

-Santana, J.T.; Furtado, M.B.; Pinho, L. Promoção do consumo de frutas e verduras em adolescentes: Relato de experiência. Rev enferm UFPE online. Recife. Vol. 8. Num. 1. 2014.

-Silva, J.G.; Teixeira, M.L.O.; Ferreira, M.A. Alimentação na adolescência e as relações com a saúde do adolescente. Texto contexto - enferm. Vol. 23. Num. 4. p. 1095-1103. 2014.

-Veiga, G.V.; Costa, R.S.; Araújo, M.C.; Souza, A.M.; Bezerra, I.N.; Barbosa, F.S.; Sichieri, R.; Pereira, R.A. Inadequação do consumo de nutrientes entre adolescentes brasileiros. Rev. Saúde Pública, São Paulo. Vol. 47. Num. 1. p. 212-221. 2013.

-Vieira, M.V.; Del Ciampo, I.R.L.; Del Ciampo, L.A. Hábitos e consumo alimentar entre adolescentes eutróficos e com excesso de peso. Rev. bras. crescimento desenvolv. hum. Vol. 24. Num. 2. p. 157-162. 2014.

-Zancul, M.S. Consumo alimentar de alunos nas escolas de ensino fundamental em Ribeirão Preto-SP. Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto-SP. p. 60-68. 2004.

Publicado
2020-05-16
Como Citar
Silva, M. C. R., dos Santos, G. A. Q., & Hott, K. P. S. (2020). Hábitos alimentares entre adolescentes de uma escola privada. RBONE - Revista Brasileira De Obesidade, Nutrição E Emagrecimento, 13(82), 873-880. Recuperado de http://www.rbone.com.br/index.php/rbone/article/view/1081
Seção
Artigos Científicos - Original